Translate

sábado, 23 de maio de 2020

# Capítulo # tinha tudo para correr mal

Tinha tudo para correr mal (84º Capítulo)

Agora que um pouco por todo o mundo, as coisas retomam uma nova normalidade, também o grupo de amigos desta história retoma as suas vidas.
"- Passei o dia a limpar a casa! - Exclama o Artur enquanto caminhamos no jardim, cada um com o seu café na mão. 
Eis a nova realidade, não se passam horas nas esplanadas mas fazemos caminhadas, com café em copos de papel na mão e com uma distância considerável do resto do mundo. 
- Eu também... Mas acho que é normal, tendo em conta que estivemos fora quase três meses... - Disse a Joana.
- Mas é bom estar de volta a casa... - Digo enquanto acendo o meu cigarro. - Adorei viver com vocês todo este tempo... Mas vocês entendem quando eu digo que tenho saudades da minha vida calma e pacata!
Todos desatam a rir, até eu ri ao perceber a ironia do que tinha acabado de dizer.
- Que tu tenhas saudades da tua casa é normal... Que tu tenhas saudades da tua rotina também é normal, mas em momento algum acreditamos que tenhas saudades de uma vida pacata! - Brinca Carlota.
- Por amor de Deus... Tu ficaste feliz de voltar ao trabalho e aos textos da Agente... Nunca na vida ias gostar de uma vida pacata... - Acrescenta o Dinis, fazendo todos se rirem.
 - E por falar em vida pacata... - Começo tirando o telemóvel do bolso das calças. - Já será uma boa altura para marcar um encontro? 
Todos nos rimos, sabemos que não é o ideal, mas a ideia dessa estranha normalidade animamos a todos.

2 semanas depois

- Quando disseste que íamos comer um gelado, nunca imaginei que fosses o dono da gelataria e me fosses deixar escolher os sabores mais insólitos... - Brinco enquanto aceito o copo de gelado. Ao meu lado o Mário e o Luigi caminham calmamente.
- Quando me disseste que ias passear os teus cães, nunca pensei que viesses trazer à rua, dois animais de tamanhos de ursos! - Brinca o David que ficou mesmo admirado com o porte do grande dos meus dois cães.
Começamos a rir, mas depois surgiu aquele silêncio desconfortável que toda a gente detesta.
- Confesso que pensei que não te ia voltar a ver desde o casamento... - Diz ele.
- Acho que aqueles dois tiveram um péssimo timing para se casar... - Respondo sorrindo.
- E nós para nos conhecermos... - Acrescenta ele. - Foi o encontro mais difícil de marcar de sempre...
Os dois soltamos uma gargalhada, é engraçado como esta coisa afastou toda a gente. E faz com que o simples facto de termos um encontro pareça uma das coisas mais estranhas de sempre. 
Nem sei como agir nesta situação, mas passear os meus ursos de estimação ajuda a manter uma distância saudável. Sabem como é, aquela distância em que é suficientemente perto para mostrar que estamos bem e e que temos interesse, mas suficientemente longe para que os silêncios constrangedores não seja assim tão constrangedores, mas que evitam qualquer tipo de toque ou proximidade. É basicamente uma espécie de limbo.
- E então o que estás achar disto? - Diz ele apontando para nós.
- Para ser sincera, acho que este está a ser encontro mais estranho que já tive... - Digo imediatamente e sem pensar duas vezes. 
- Bem, tendo em conta a situação atual não sei se isso é bom ou é mau!
- Acho que nenhuma das opções. Ser estranho não tem que ser bom nem mau... Apenas estranho! E ambos sabemos que isto é muito estranho... - Explico. 
- Acho que consigo viver com isso! - Brinca o David - E então, que fazes sábado à noite? 
- Vou levar os meus ursos a passear! - Digo enquanto rio. - Mas depois não me importava de ir comer um gelado... Ou um café... Ou jantar... Eu até dizia que queria sair e ir dançar... Mas neste momento não é uma possibilidade... Por isso fico-me pelo café e pelo gelado! - Respondo parando de caminhar.
Agora que olho bem para ele, três meses depois de o ter visto pela última vez consigo analisar bem o homem que tenho à minha frente. Alto, moreno de olhos azuis, um sorriso divertido e um sentido de humor aguçado e sarcástico... E sim, não me importava nada que ele me beijasse agora mesmo.
- A gelataria tem na parte de baixo um pequeno salão que habitualmente usamos para festas, mas que agora está fechado... - Começa ele. - Podemos dançar lá!
- Dançar numa gelataria? Isso quer dizer que vou comer o gela do que quiser, enquanto dança com o um rapaz super giro? - Pergunto enquanto rio. - Sou mesmo sortuda!
- Não digas isso assim, senão parece que só andas a sair comigo por causa dos gelados...
- Confesso que me apanhaste! Eu ainda tentei sair com o jeitoso da roulotte de cachorros quentes... Mas ele não quis nada comigo!
Desatamos a rir e conversamos animadamente no regresso a casa."

Espero que tenham gostado deste capitulo. Gostaram de acompanhar este encontro?
O que acham que vai acontecer?

1ª Parte - Eduarda
1º Capítulo | 2º Capítulo | 3º Capítulo | 4º Capítulo | 5º Capítulo | 6º Capítulo | 7º Capítulo | 8º Capítulo | 9º Capítulo | 10º Capítulo | 11º Capítulo | 12º Capítulo13º Capítulo | 14º Capítulo | 15º Capítulo | 16º Capítulo | 17º Capítulo18º Capítulo | 19º Capítulo | 20º Capítulo | 21º Capítulo | 22º Capítulo | 23º Capítulo | 24º Capítulo | 25º Capítulo | 26º Capítulo | 27º Capítulo

2ª Parte - Rodrigo
28º Capítulo | 29º Capítulo | 30º Capítulo | 31º Capítulo | 32º Capítulo | 33º Capítulo | 34º Capítulo | 35º Capítulo | 36º Capítulo | 37º Capítulo | 38º Capítulo | 39º Capítulo 

3ª Parte - Carlota
40º Capítulo | 41º Capítulo | 42º Capítulo | 43º Capítulo | 44º Capítulo | 45º Capítulo | 46º Capítulo | 47º Capítulo | 48º Capítulo | 49º Capítulo | 50º Capítulo | 51º Capítulo | 52ª Capítulo | 53º Capítulo | 54º Capitulo |

4ª Parte - Artur
55º Capítulo | 56º Capítulo | 57º Capítulo | 58º Capítulo | 59º Capítulo | 60º Capítulo | 61º Capítulo | 62º Capítulo | 63º Capítulo64º Capítulo | 65º Capítulo | 66º Capítulo | 67º Capítulo |

5ª Parte - Eduarda
68º capítulo | 69º capítulo | 70º Capítulo | 71º Capítulo72º Capítulo73º Capítulo74º capítulo | 75º Capítulo | 76º Capítulo | 77º Capítulo | 78º Capítulo | 79º Capítulo | 80º Capítulo | 81º Capítulo | 82º Capítulo | 83º Capítulo |


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

23 comentários:

  1. O encontro pode parecer estranho, face à realidade em si, mas acho que no final foi maravilhoso :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão... Tendo em conta os dias que vivemos tudo parece estranho!

      Eliminar
  2. Tinha mas de certeza que não correu mal
    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Mais um conto interessante onde todos contribuem para a diversão!
    -
    Será loucura certamente ...

    Beijos e um excelente fim de semana! :)

    ResponderEliminar
  4. Foi um encontro estranho mas interessante.~
    Continuo a gostar.
    Abraço, saúde e bom domingo

    ResponderEliminar
  5. So happy things are returning back to normal. It feels so good!

    www.fashionradi.com

    ResponderEliminar
  6. Nice post sweetie!
    I hope you are having an amazing day :)
    kisses!

    My blog - Lalabetterdayz

    ResponderEliminar
  7. O encontro... até está a decorrer lindamente!...
    São as coisas estranhas que mais dão sabor à vida... :-))
    Gostei imenso do capítulo! Beijinhos! Feliz domingo!
    Ana

    ResponderEliminar
  8. I've tried to translate this text to understand it (I speak a little Portuguese :P). It seems quite interesting to me :).

    ResponderEliminar
  9. Que legal!!!
    Adorei ;)

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderEliminar
  10. Boa Semana
    que um bom dia é alegria
    e com humor, sorriso e fantasia
    muito mais '_)))

    Beijinhos Teresa.









    ResponderEliminar
  11. Interesting post. Thank you for sharing.

    New Post - https://www.exclusivebeautydiary.com/2020/05/beauty-of-freedom.html

    ResponderEliminar

Instragam

Follow Us @soratemplates