Translate

sábado, 7 de dezembro de 2019

# Capítulo # tinha tudo para correr mal

Tinha tudo para correr mal (60º Capítulo)

Mais uma vez devo um grande pedido de desculpas a todas as pessoas que vieram cá no sábado passado e não encontraram, um novo capitulo de "Tinha Tudo Para Correr Mal", como vos expliquei foi um fim de semana muito complicado e com coisas para fazer e foi mesmo impossível vir cá fazer a publicação.
Para vos compensar preparei mais um capitulo especial desta vez em Las Vegas. Ainda se lembram? Pois bem ao que parece eles vão todos para uma mega despedida de solteiro, agora só falta ver como vai correr.
"Sinto-me um verdadeiro traidor! Quer dizer, não posso dizer que esse seja apenas um sentimento tendo em conta que eu disse aos rapazes que preferia para a despedida de solteira da Ana em vez de ir à do Ivo, eles me chamaram frontalmente traidor!
Mas sejamos sinceros, como homossexual que sou, não me ia divertir nada num bar de strip a ver cus de várias cores e feitios a abanarem-se num varão. Em vez disso prefiro descobrir o que é que a Joana preparou.

Meia hora depois na entrada do hotel.

- Chegou o nosso traidor favorito! - Diz a Ana que está exuberante num vestido brilhante dourado.
- Não vos resisto meninas e vocês sabem bem! - Brinco abraçando-a.
- Deves ser o único homem que me diz isso e não me quer levar para a cama! - Brinca a Joana rindo. - Estás muito jeitoso!
- Obrigada! - Agradeço, contente por ter trazido o meu fato mais elegante.
- Feito à medida? - Pergunta a minha irmã com um vestido preto igualmente elegante e sensual. 
Onde é que eu tenho a cabeça, a minha irmã está com um daqueles decotes fundo que passam mesmo pelo meio dos seios até a barriga! Apetece-me gritar! Quero, obriga-la mudar de roupa, mas sei que não posso, por isso calo-me!
- E tu estás... - Sinto a boca seca porque não encontro um adjetivo adequado. - Muito mulher!
- Mete na cabeça que a tua irmãzinha cresceu! - Brinca a Ana dando-me o braço.
- Onde está a Eduarda? - Pergunta a Joana no seu vestido justo verde água.
Até a Joana que é a mais sensual de todas as minhas amigas, parece composta à beira do decote da minha irmã.
OK, a verdade seja dita, com aquele ruivo, a Joana nem precisa de decotes, mas vocês perceberam onde eu queria chegar!
- Carlota... Não achas que vai estar frio? - Pergunto, sei que a pergunta é estúpida, mas estou a vomitar as palavras sem me controlar.
- Não, estou bem, obrigada! - Diz ela dando um pequeno jeito ao pescoço para que o cabelo deslize dos ombros para as costas.
Desde quando é que a minha irmã é sexy?
- Queres o meu casaco? - Digo preparando-me para lhe dar o meu casaco.
- Cheguei! - Diz a Eduarda que se apresenta com um macacão preto, com um decote favorável e uns sapatos de alto agulha capazes de matarem o maior criminoso.
- Graças a Deus que sou gay, senão neste momento não sei o que seria da minha vida! 
Estou a brincar, mas falo com uma pontada de razão, sou gay, mas não posso deixar de apreciar esta três belezas em vestidos elegantes. Sim, a minha irmãzinha não conta!
- Pois bem, comecemos por elegante jantar no casino. - Diz a Joana muito calmamente enquanto se aproxima da Eduarda. 
Tornou-se óbvio que esta noite tem o patrocínio daquelas duas mentes perigosas.
- Depois teremos algumas horas para nos dedicarmos ao jogo. - Responde a Eduarda com um sorriso malandro que eu conheço bem. - Depois, mandei alugar uma sala aqui no hotel só para nós!
Quase morro do coração! Uma sala neste hotel deve ter custado uma fortuna! 
Ah não, esperem lá a Eduarda é a Agente e vem com a carteira recheada.
- Primeiro, porque raio, gastaste tu uma fortuna a reservar uma sala no hotel? - Pergunta a Ana confusa, obviamente não sabia de nada a não ser que roupa vestir.
- Isso é surpresa! - Termina a Joana rindo.

Um jantar e muito dinheiro perdido no casino depois.

Finalmente, a famosa sala reservada para nós. Não é nada comigo, mas até eu sinto o coração a palpitar pois não consigo imaginar o que vou encontrar lá dentro. Mágicos? Uma senhora de idade a ensinar como se fazem bolos, uma série de coelhos, o Aladin? 
Hum talvez uma série de anões a dançar música escocesa? Ou talvez hipopótamos trapezistas?
Estou mesmo ansioso, e a dar em louco, então vejo a Joana abrir a porta entramos todos e ficamos às escuras... Hum será que vai ser algum show? Um concerto privado? 
Pareço um puto com ganas! Mas estamos em Vegas, tudo pode acontecer!
Elas ligam as luzes e... 
Oh! Com esta eu não estava à espera! A sala parece um bar de strip, com varões e tudo!
- Surpresa! - Diz a Joana rindo. - Vou-vos ensinar a dançar no varão, como verdadeiras profissionais!
- Tu sabes dançar no varão??? - Pergunta ingenuamente a minha irmã, sinceramente, por vezes custa a acreditar que ela é um génio!
A Joana apenas olha para ela e finalmente a Carlota solta uma exclamação!
- Dispam-se! Espero que tenham trazido as lingeries que vos deixei nos quartos!
O quê??? Elas compraram lingerie e tudo só para este momento? Não, isto não está a acontecer!!! Quer dizer não fui com eles ver o strip agora vou ver as minhas melhores amigas a dançar no varão!
- Artur! Tu também! - Diz a Eduarda apontando para os varões. - Existem varões que cheguem para todos!
Não!!!!

Dez minutos, e algumas quedas depois

Acabamos por nos render às aulas da Joana, nada erótico, apenas divertido com lingerires modestas e nada de coisas saídas de um filme pornográfico.
- Bem, vou tirar os sapatos antes de cegue alguém. - Brinca a Eduarda que pela segunda vez quase que caia à conta dos sapatos. - Como é que vocês conseguem fazer isso tudo em salto agulha?
- Muito treino! - Responde a Joana rindo.
- Oh Artur, até nem te estás, a sair nada mal. - Brinca a Ana que sem saber como ficou agarrada ao varão numa posição muito estranha.
- Acham seguro estar a fazer isto depois do jantar? - Pergunta a minha irmã que caiu de rabo no chão.
- Provavelmente não é seguro, mas estamos em Las Vegas, não é suposto que as coisas sejam seguras! - Brinco. Agora que entrei no espírito da coisa até se torna fácil fazer piadas enquanto o nosso corpo gira à volta do barão."

Peço desculpa se desta vez o capítulo foi mais longo do que habitual, mas como devem imaginar quero fazer os capítulos de natal e por isso, devido ao lapso da semana passada tenho que apertar um pouco as coisas.
Digam-me o que acharam. O que acham que vai acontecer a seguir?

 1ª Parte - Eduarda
1º Capítulo | 2º Capítulo | 3º Capítulo | 4º Capítulo | 5º Capítulo | 6º Capítulo | 7º Capítulo | 8º Capítulo | 9º Capítulo | 10º Capítulo | 11º Capítulo | 12º Capítulo13º Capítulo | 14º Capítulo | 15º Capítulo | 16º Capítulo | 17º Capítulo18º Capítulo | 19º Capítulo | 20º Capítulo | 21º Capítulo | 22º Capítulo | 23º Capítulo | 24º Capítulo | 25º Capítulo | 26º Capítulo | 27º Capítulo

2ª Parte - Rodrigo
28º Capítulo | 29º Capítulo | 30º Capítulo | 31º Capítulo | 32º Capítulo | 33º Capítulo | 34º Capítulo | 35º Capítulo | 36º Capítulo | 37º Capítulo | 38º Capítulo | 39º Capítulo 

3ª Parte - Carlota
40º Capítulo | 41º Capítulo | 42º Capítulo | 43º Capítulo | 44º Capítulo | 45º Capítulo | 46º Capítulo | 47º Capítulo | 48º Capítulo | 49º Capítulo | 50º Capítulo | 51º Capítulo | 52ª Capítulo | 53º Capítulo | 54º Capitulo |

4ª Parte - Artur
55º Capítulo | 56º Capítulo | 57º Capítulo | 58º Capítulo | 59º Capítulo |


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

15 comentários:

  1. Adorava ver o ar do restante grupo ao saber que estiveram a ter aulas de dança no varão :p
    Sempre a surpreender!

    ResponderEliminar
  2. fantástico, como sempre :))

    Hoje : Procuro no meu pensamento palavras tuas

    Bjos
    Votos de um óptimo fim - de - semana

    ResponderEliminar
  3. Adorava ver o Artur na dança do varão.
    Abraço e bom domingo.

    ResponderEliminar
  4. Achei este capítulo mais morno, por isso fico a aguardar o próximo.

    ResponderEliminar
  5. Passei para te desejar um bom domingo :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Ontem era só memória
    E hoje é só alegria,
    Pois a dança contagia
    Para alegrar nossa história

    De festas, de luz e glória
    Da dança essa magia
    Que aquece a alma fria
    E eleva a alma simplória.

    Cumprimento-te Teresa!
    Pois nos afasta a tristeza
    E trazes a luz da dança

    Que é bela, com certeza,
    Porque essa luz acesa
    Traz-me a alma da criança!

    Grande abraço! Laerte.

    ResponderEliminar

Instragam