sábado, 1 de fevereiro de 2020

# Capítulo # tinha tudo para correr mal

Tinha tudo para correr mal (68º Capítulo)

Ainda ando às voltas a pensar no final desta história, a verdade é que foi quase um ano e meio a escrever o dia-a-dia destas sete personagens e acabei mesmo por lhe ter um carinho especial, por isso está a ser complicado para mim, chegar aquele ponto em que tenho que colocar um ponto final ao "Tinha Tudo Para Correr Mal"... Seja como for ainda existem muitas perguntas que precisam de resposta antes do fim, por isso ainda vamos ter alguns capítulos pela frente. E por é bom acabar como se começou, hoje a Eduarda volta a ser narradora da história.
"Chegou o momento... Tenho que aceitar a verdade, a Ana não vai desistir de saber qual deles sabe a verdade sobre a misteriosa porta, e eu não vou conseguir arranjar um unicórnio... Bem quer dizer...

2 horas depois em casa da Eduarda

- Faltam duas semanas para o casamento, vais finalmente aceitar que não me podes dar um unicórnio? - Disse a Ana sentando-se no sofá e rindo.
- Ai é que tu te enganas! - Respondo abrindo a porta da sala para que o meu unicórnio entre pela sala.
OK, obviamente que não é unicórnio, nem um Minotauro, nem um centauro, é apenas um daqueles senhores muito versáteis que pelo dinheiro certo, se vestem de qualquer coisa.
Mas tenho que lhe dar o mérito, eu nunca vi um unicórnio, mas esta personagem está sem dúvida caracterizada como qualquer unicórnio dos meus sonhos. Bem também mereço o meu mérito pelo arrojo, quando fito os meus 7 amigos, eis que entre sorrisos gargalhadas, encontro a expressão atónita de dois ou três deles.
Isto dava uma excelente fotografia para a postal de natal!
- Estás a gozar comigo! - Grita a Ana. - Isso não é unicórnio!!!
- Desculpa? - Pergunto, estou a tentar manter-me séria, mas está a ser verdadeiramente difícil - Como é que sabes?
- Porque isso é uma pessoa vestida de unicórnio!
- Mas como é que tu sabes que os unicórnios são pessoas vestidas de unicórnio? - Pergunto, enquanto mordo a língua para não me rir.
- Porque os unicórnios não existem!!!
- Como é que sabes que não existem?
- Porque, nunca ninguém viu nenhum! - Exclama ela indignada.
- Se nunca ninguém os viu, então o unicórnio pode ser o que a gente quiser que ele seja... Por isso eu quero que ele seja um gajo vestido com um fato de unicórnio.
- Mas isso não é um unicórnio! - Continua ela desesperada.
- Bem, posso-me ir embora? - Pergunta o meu unicórnio.
- Sim. Obrigado! - Digo, e vejo-o afastar-se.
- Vês, os unicórnios não falam! Português!!! - Grita a Ana.
- Tecnicamente se eles não existem podem até falar qualquer língua, está tudo no imaginário de cada um! - Explica a Carlota.
Todos a fitam, incluindo o Dinis que obviamente não está a perceber nada do que se esta a passar nesta sala.
Adoro a expressão de confusão, com o misto de alegria que passa no rosto dos meus amigos.
- Eu dei-te um unicórnio, a minha aposta está ganha, se não queres aceitar... - Digo.
- Vocês acham que ela ganhou a aposta? - Pergunta a Ana pedindo a ajuda do público.
- Eu acho que a Edu ganhou, o ponto de vista dela sobre a situação é válido. - Diz a Carlota.
Quase todos abanam a cabeça em concordância.
- Vocês fizeram um complô contra mim!
- Vá Ana, aceita que perdeste a aposta... - Acrescento. - Todos eles concordam...
- Como é possível que nunca percas uma aposta? - Pergunta a Ana sentando-se no sofá com toda a sua expressão derrotada.
- Porque quando aposto, eu tenho que ter a certeza que vou ganhar. E fica feliz, a minha primeira opção era ser eu a vestir o ridículo fato e aparecer com ele no teu casamento! - Confesso.
- Obrigada, por não o teres feito... - Agradece ela.
- Mas afinal, algum dia vamos descobrir o que está atrás da porta? - Pergunta o Ivo abraçando a noiva que se debateu até ao fim para descobrir o mistério.
- Claro que sim! Só não vos contei mais cedo, porque tinha a aposta com a Ana pendente. - Respondo enquanto sorrio.
Olha, lá estão os olhos esbugalhados a olhar de novo para mim.
- Mas antes tenho que vos dizer uma coisa. - Começo.
Todos se encostam calmamente para ouvir.
- O que vocês vão encontrar ali dentro é antigo, começou à cerca de 10 anos, e desde então mantive segredo disso porque não queria que me tratassem de maneira diferente, sei que não o iam fazer por mal, mas com cerca de 20 anos, a maturidade ainda não era o nosso forte... Depois fui adiando, e tornei tudo aquilo no meu grande e único segredo. Não foi porque não confiava em nenhum de vocês... Vocês sabem que eu confiaria a minha vida em vocês, mas porque eu precisava de algo meu, e aquilo que está ali dentro é meu, é seguro, é certo...
Tiro a chave do bolso e abro a misteriosa porta da sala, e ligo a luz. Eles caminham todos calmamente e vão entrando, um a um. O meu segredo está exposto. Já não sou a agente mais secreta de Portugal.
Entre os livros, as revistas, os apontamentos, as entrevistas, está ali todo o meu todo trabalho como Agente. Em cima da secretária está o texto que vai sair na edição de hoje, e enquanto vejo o meu segredo escrutinado pelos olhos curiosos e admirados dos meus amigos percebo que está na hora de deixar a Agente ir embora da minha vida.
- Tu és a Agente! - Diz a Ana perplexa.
- Como é que conseguiste esconder isto de todos nós? - Pergunta a Joana.
- Tu não sabias? - Pergunta o Ivo admirado, obviamente que ele considerava a Joana a principal suspeita.
- As únicas pessoas que sabiam eram eu e a minha irmã. - Explica o Artur. - Entendem porque é que não podíamos dizer nada...
- Sim, claro. - Reforça o Ivo ainda olhando em volta.
- Trabalhaste todo este tempo comigo e eu não sabia que eras tu! - Exclama o Dinis rindo.
- Realmente és uma boa agente... - Brinca o Rodrigo. - Mas espera lá...
Todos o fitamos admirados.
- Se tu és a agente, deves ser podre de rica!
Todos soltamos uma gargalhada.
- Ele tem razão, a se a nossa teoria for verdade, tu também és a Inspetora, logo... - Diz a Joana.
- Não sou a Inspetora... Esse é um dos mistérios que quero descobrir. - Digo. - Estou pronta para abandonar o papel de Agente, mas nunca sem antes descobrir quem é a Inspetora!"


E então gostaram deste capítulo, já se expôs toda a verdade sobre a misteriosa porta, agora só falta descobrir quem é a Inspetora. Vocês suspeitam de alguém?

 1ª Parte - Eduarda
1º Capítulo | 2º Capítulo | 3º Capítulo | 4º Capítulo | 5º Capítulo | 6º Capítulo | 7º Capítulo | 8º Capítulo | 9º Capítulo | 10º Capítulo | 11º Capítulo | 12º Capítulo13º Capítulo | 14º Capítulo | 15º Capítulo | 16º Capítulo | 17º Capítulo18º Capítulo | 19º Capítulo | 20º Capítulo | 21º Capítulo | 22º Capítulo | 23º Capítulo | 24º Capítulo | 25º Capítulo | 26º Capítulo | 27º Capítulo

2ª Parte - Rodrigo
28º Capítulo | 29º Capítulo | 30º Capítulo | 31º Capítulo | 32º Capítulo | 33º Capítulo | 34º Capítulo | 35º Capítulo | 36º Capítulo | 37º Capítulo | 38º Capítulo | 39º Capítulo 

3ª Parte - Carlota
40º Capítulo | 41º Capítulo | 42º Capítulo | 43º Capítulo | 44º Capítulo | 45º Capítulo | 46º Capítulo | 47º Capítulo | 48º Capítulo | 49º Capítulo | 50º Capítulo | 51º Capítulo | 52ª Capítulo | 53º Capítulo | 54º Capitulo |

4ª Parte - Artur
55º Capítulo | 56º Capítulo | 57º Capítulo | 58º Capítulo | 59º Capítulo | 60º Capítulo | 61º Capítulo | 62º Capítulo | 63º Capítulo64º Capítulo | 65º Capítulo | 66º Capítulo | 67º Capítulo |


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

13 comentários:

  1. Muito divertido! E, claro, a Edu safou-se bem da aposta :p
    Muito curiosa por saber quem é a inspetora e o que vou fazer para descobrir

    ResponderEliminar
  2. Gostei de ler. Eu aposto na Carlota para a Inspetora.
    Abraço e bom domingo

    ResponderEliminar
  3. Um belo e santo Domingo Teresa
    que a aventura continue -,`))

    Beijinhos -,))





    ResponderEliminar
  4. Love how in each chapter interesting details are revealed.

    www.fashionradi.com

    ResponderEliminar
  5. Boa Semana e um belo dia Teresa-,`))))

    ResponderEliminar
  6. Vou ser honesta, não gosto de histórias que nos últimos capítulos/episódios resolvem tudo à pressa, e foi isso que me pareceu este capítulo.

    ResponderEliminar

Instragam

Follow Us @soratemplates