Translate

sábado, 25 de abril de 2020

# Capítulo # tinha tudo para correr mal

Tinha tudo para correr mal (80º Capítulo)

Parece que finalmente, durante o próximo mês o estado de emergência vai ser levantado, por isso, e por muito pouco que seja as coisas vão aproximar-se um  pouco mais da normalidade. 
Em "Tinha Tudo Para Correr Mal", o isolamento continua, desta vez com as noticias de que o Ivo, que trabalha no hospital, está contaminado com a COVID-19.
"O Ivo está isolado no apartamento em que estava a viver desde que começou a trabalhar no hospital por causa da COVID-19. Todos os dias falamos por vídeo chamada, e aparentemente as coisas nem estão a correr mal, apesar de ele ter dado positivo ao teste da doença.
- Olá!!! - Gritamos todos assim que ele atende a chamada. 
- Olá pessoal! Como é que vocês estão? - Pergunta ele do outro lado do tablet e da vídeo chamada de grupo.
Ele está com bom aspeto, eu diria mesmo quase tão normal e perfeito como noutro dia qualquer.
- Como estás? - Pergunta a Ana.
- Estou bem, a febre já baixou, agora estou só sem paladar e com algumas dores musculares... Mas não há motivos para preocupação. - Garante ele.
- Quando os teus 15 dias de isolamento terminarem, vens para casa para a nossa a beira? - Pergunta o Rodrigo.
- Ainda falta mais uma semana até repetir o teste, tenho aproveitado estes dias para ler estudos e afins... E se tudo estiver bem, vou passar uns dias a casa, mas depois gostava de regressar ao hospital.
Apesar de chocados, nenhum de nós pareceu muito surpreendido.
- Tens a certeza? - Perguntou o Artur.
- Sim. - Garante o Ivo. - Se o governo levantar o estado de emergência em maio, então mais pessoas vão estar expostas, é de esperar um pequeno aumento, e todos os médicos são necessários... - Explicou o Ivo.
- Mas também não existem garantias de que as pessoas criem imunidade ao vírus... E se voltares para lá e voltares a ficar infetado, desta vez de uma forma muito pior.
- Não existem garantias que uma pessoa depois de contrair o vírus ganhe imunidade a ele, mas a verdade é que tal como acontece com muitas outras doenças virais a probabilidade de a doença regressar de forma pior não é muito grande... Mas também não é impossível. Seja como for, é um risco que pretendo correr... Eu sei que vos custa, principalmente a ti Ana, mas eu sonhava ser médico e salvar muitas pessoas desde que me lembro, não posso desistir agora.
- És o meu herói! - Exclama a Ana calmamente.
Depois de mais alguns minutos de conversa, um a um vamos saindo da conversa para darmos ao Ivo e à Ana alguma privacidade. 
Deixo-me ficar sentada no chão com as costas apoiadas no muro. Por algum motivo sinto-me mais sozinha, mais triste, já não conheço o mundo em que estou a viver e não sei quando é que voltarei o mundo que eu considero normal?
- Ele pelo menos está bem e com bom aspeto. - Diz o Artur do outro lado do muro. Olho para cima e vejo a cabeça dele a espreitar.
- Ao menos isso... Tudo isto que se está a passar é mau de mais, não precisávamos que as coisas ficassem piores. - Respondo acendendo um cigarro.
- O que é que se passa contigo? - Pergunta o Artur. Não preciso de olhar para perceber pelo barulho que ele se esta a sentar no muro.
- Estou triste, preocupada, diria mesmo que deprimida... Estar fechada em casa tanto tempo, isolada do resto mundo... Não ver outras pessoas que não vocês, não sair, não trabalhar... Está a dar comigo em louca!
Uff, soube bem confessar tudo isto, parece que perdi um peso de cima.
- Entendo o que queres dizer...
- Mas infelizmente não sabes o que eu quero dizer... - Refuto, olhando para cima do muro, é estranho ver o meu amigo desta preservativa. - Todos os dias todos vocês trabalham... A Joana faz pesquisas e relatórios, o Rodrigo atende as chamadas do call-center, a Ana, estuda os processos dos cliente e já foi uma vez ao tribunal, e tu, estás sempre em videoconferencia com os teus clientes... Vocês estão ativos... Eu sinto-me uma planta... 
- Não existe a possibilidade de a Agente voltar? 
- O Fábio está a estudar essa possibilidade, ele acha que era bom a Agente regressar e fazer os relatos da "sua quarentena" - Faço o gesto das aspas com as mãos para dar mais ênfase ao que estou a tentar dizer. - mas ele teme que seja arriscado a Agente voltar tendo em conta que o grande confronto com a Inspetora ficou pendente... 
- Pessoalmente acho que uma coisa não afeta a outra... Mas sim consigo entender o ponto de vista. - Concorda o Artur.
- Seja como for, em maio vamos todos regressar ao trabalho...  A Ana de certeza que vai ter que ir mais vezes ao tribunal, a Joana vai regressar ao laboratório, e tu também deves de regressar ao escritório... É suposto eu ficar em casa sozinha durante não sei quantos meses?  É suposto ir cada um para sua casa? Ou .... Confesso que a ideia de ficar sozinha em casa, sem nada para fazer me assusta.
- Acho que podemos ficar todos juntos, mas seria bom mudarmos de casas... Numa das casa os que vão sair para trabalhar, e na outra casa os que ficam em casa ou em teletrabalho... 
- Achas que a Ana e o Dinis não se importam? 
- Edu.. Estamos todos a passar pelo mesmo e estamos todos a desesperar pelos mesmos motivos... Temos muita sorte de nos termos uns aos outros, e não acredito que isso vá mudar devido ao facto de estarmos todos fechados e a enfrentar uma pandemia mundial.
 Confesso que me sinto um pouco melhor depois destas palavras. De repente o futuro que eu conhecia como certo e reconfortante pareceu desaparecer... Quando perdemos todas as certezas que temos na vida, as coisas ficam terrivelmente assustadoras, e por vezes são pequenas palavras ditas por cima de um muro que nos podem animar e fazer acreditar que bem lá no fundo, vai tudo correr bem."

Espero que tenham gostado deste capítulo e que continuem a acompanhar a história. Também espero que todos vocês estejam bem e de boa saúde.


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

14 comentários:

  1. Olá:- Tudo vai correr bem. Acredito que a guerra com o covid-19 será vencida.
    .
    Feliz fim de semana

    ResponderEliminar
  2. Ter a possibilidade de desabafar com os nossos acalma logo o coração!

    ResponderEliminar
  3. Vai tudo correr bem. Já muita avó dizia que não há mal que sempre dure.
    Continuo a acompanhar esta história com interesse.
    Abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  4. Que bom! Vai ficar tudo bem...
    -
    As palavras que me apraz dizer...
    -
    Beijos e uma excelente noite. "Mas, em casa!"

    ResponderEliminar
  5. desabafar é msm mt importante nesse momento de pandemia que estamos vivendo

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderEliminar
  6. A história continua bem interessante.
    No final vamos vencer tudo isso.
    Beijinhos!

    galerafashion.com

    ResponderEliminar
  7. Oiee minha flor! Mais um capítulo maravilhoso da história. Estou amanfo acompanhar. Nossa...pior que a vida das personagens me toca tão fundo.. Representam nossa realidade.
    Tem postagem nova lá no blog e gostaria muito de saber sua opinião.
    Bjus!!💟😽

    ResponderEliminar

Instragam