sábado, 23 de março de 2019

# Capítulo # tinha tudo para correr mal

Tinha tudo para correr mal (28º Capítulo)

Tal como vos tenho andado a anunciar, decidi fazer algumas alterações na história. Depois dos últimos acontecimentos de "Tinha Tudo Para Correr Mal", achei que seria interessante que a história começasse agora uma segunda parte, parte essa que em vez de ser contada pela Eduarda como aconteceu agora fosse contada desta vez pelo Rodrigo. 
Confesso que vai ser um desafio contar a história numa perspetiva tão diferente, mas sem desafios a vida não tem piada, por isso espero que gostem e espero pelo vosso feedback.
2ª Parte
Três Meses depois...
Rodrigo

"Está uma bela manhã para tirar as ervas daninhas do pequeno jardim nas traseiras da minha casa. Gostava de acreditar que era um relvado bonito que precisava de ser aparado, mas é apenas erva. Nunca me preocupei com a casa desde que a herdei da minha avó, dá para viver e por mim está bem assim, mas a Joana disse que era boa ideia arranjar o pequeno jardim para nos dias mais quentes ela se bronzear por baixo do limoeiro e a ideia de a ter em biquíni no meu terreno agrada-me.
- Olá! - Diz o Artur aparecendo nada, continua com um ar abatido, mas pelo menos já não tem olheiras até aos joelhos e já não está estupidamente magro.
- Bem-vindo! - Digo limpando as mãos às calças.
- Toquei à campainha, mas não deves ter ouvido, como vi a tua mota lá calculei que estavas em casa, e que estivesses por aqui.
- Fizeste bem a minha casa é a tua casa! - Brinco na tentativa de lhe sacar um sorriso. Consegui. - Precisas de alguma coisa, ou também te queres dedicar à jardinagem?
- Apenas não queria estar sozinho. - Diz ele arregaçando as mangas da camisa de marca que ainda lhe está larga devido ao peso que perdeu. - Posso ajudar?
Ele tem mais cinco amigos e uma irmã, porque é que ele prefere estar comigo do que com qualquer um deles? Por mim "tasse bem", mas tipo, qualquer um dos outros deve ter mais jeito para lidar com estas coisas do que eu.
- Claro, o que não falta aqui são ervas! - Respondo sem jeito. 
PLIM! Uma nova mensagem. 
Fico ansioso na esperança de ser uma mensagem da Joana, mas é apenas uma gaja que conheci o ano passado no Algarve, a dizer que vai estar pelo Porto este fim de semana, e que gostava de se encontrar comigo.
É fácil, fácil de mais! Além disso nem me apetece estar com outra mulher que não seja a Joana. Nunca me senti assim, nunca estive com uma mulher mais do que uma semana quanto mais quatro meses!
- Então, em que estás a pensar? - Pergunta o Artur que mal se ajoelhou no chão já sujou o seu fato que quase de certeza custou mais que a minha casa.
- Mulheres! - Respondo sem pensar, ainda bem que não lhe disse em que mulher.
- Estava a falar do terreno, se estavas a pensar plantar alguma coisa ou fazer algo diferente... - Diz o Artur rindo. 
Sinto-me feliz por o ver rir, mas constrangido porque ele ainda agora chegou e já está a pensar em fazer deste pedaço de terra alguma coisa bonita e talvez produtiva, quando eu sempre achei que era apenas terra e erva.
- Não sou a melhor pessoa, mas precisas de conselhos? - Pergunta ele. Como é que este meu amigo feito de carne e osso consegue se preocupar com a minha vida amorosa quando ele próprio está um farrapo?
- Não, se alguém aqui pode dar conselhos sobre mulheres sou eu! 
Não menti em nada!
- Sobre mulheres no geral não, mas para estares a pensar no assunto deve ser uma mulher que pelo menos está a mexer contigo.
- Hipoteticamente falando, é errado gostar muito de mulheres... Quer dizer, tu sabes que eu adoro mulheres de todas as cores e nacionalidades... - Tive o cuidado de não dizer feitios para que ele não me relembrasse que quase tive relações com um travesti. - Não se sentir mais atraído por gajas por muito boas que elas sejam? 
- Sabes como é quando se come muito arroz, começamos a enjoar, podes querer começar a comer batatas ou massa.
Não percebi! 
- Que raio de metáfora foi essa meu?
- Quer dizer que já experimentaste tantas mulheres que elas deixaram de ser apelativas...
- Estás a sugerir que estou a virar gay?
Ele solta uma gargalhada sonora, tão alto que por momentos vejo nele o velho Artur.
- Uma pessoa não vira gay. Não é uma escolha. Eu não escolhi ser gay, eu apenas sinto pelos homens aquilo que sentes pelas mulheres, e não me parece que te sintas atraído por homens.
- Deus me livre de uma coisa dessas! 
- Das duas, uma, ou simplesmente te aborreceste de comer o mesmo, ou então estás apaixonado.
Será que estou mesmo apaixonado? Pela Joana?! Apenas gosto do sexo com ela, do corpo dela, da maneira como ela nunca está disponível quando eu quero.
- É, deve ser uma fase... - É melhor acabar com a conversa, já basta a Eduarda saber a verdade. - Então o que me sugeres fazer com este terreno?
- Eu não deitava abaixo o limoeiro, mas tirava todo o resto.
Engraçado a Joana disse o mesmo.
- Podias aproveitar aquele espaço para plantares alguma coisa, legumes ou flores. - Continuava o Artur.
- Não sei se sou a melhor pessoa para cuidar de plantas.
- Aprendes, ninguém nasce ensinado e tu não és diferente dos outros.
"Tasse bem", ele até tem razão.
- E porque não uma piscina daquelas mais pequenas que se compram e é só montar? 
Boa! O gajo tem boas ideias.
- Umas cadeiras reclináveis... - Digo eu sem perceber que me estou a deixar levar pela onda do Artur.
Olhamos um para o outro e desatamos a rir, sejamos sinceros antes de tudo isso, ainda temos muitas ervas daninhas para tirar"

 
Espero que tenham gostado desta mudança, por favor deixem a vossa opinião, para eu saber se vale a pena continuar.

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

16 comentários:

  1. Confesso que gostava mais de ser a Eduarda a narradora, mas vou esperar para ler mais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo feedback, vou deixar rolar mais alguns capítulos e logo se vê!

      Eliminar
  2. Continuo a acompanhar com muito interesse.
    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Vai ser bastante interessante acompanhar esta perspetiva tão distinta. A Eduarda tem uma forma mais humorística e sarcástica, mas sinto que esta mudança valorizá bastante a história :)

    ResponderEliminar
  4. Bom domingo :)
    Beijinhos
    https://matildeferreira.co.uk

    ResponderEliminar
  5. Estou a gostar muito :)
    Beijinhos

    https://little-cherry-wine.blogspot.com/

    ResponderEliminar

Instragam