sábado, 9 de fevereiro de 2019

Tinha tudo para correr mal (22º Capítulo)

Já ando a trabalhar nas sugestões que me deram, contudo algumas são mais complicadas de enquadrar na história tal e qual como ela está por isso podem ainda demorar algum tempo a surgir.
Claro que ainda estou a aceitar sugestões por isso, se querem ter a vossa participação nos eventos da história (porque ela também é vossa), não deixem de comentar este post.
"Estou a correr pelo terminal do aeroporto. Nunca este aeroporto me pareceu tão grande, estou cansada, mas não posso parar... Ainda bem que estou de sapatilhas velhas...
Acordo assustada! Outra vez o sonho das sapatilhas velhas! Já é a segunda vez que sonho com aquele par de sapatilhas velhas que deitei fora a semana passada depois da sola ter descolado.
Levanto-me ensonada e vou até à cozinha, já está a amanhecer, se sair agora (com as minhas sapatilhas novas), ainda consigo aproveitar bem o dia, mas primeiro preciso de café.

Uma hora depois na esplanada habitual.

- Olha só quem acordou cedo hoje! - Digo ao ver o Artur sentado na esplanada com a Princesa Peach sentada no chão ao seu lado.
- Diz antes que nem dormi! - Respondeu ele rindo enquanto eu me sento.
- Noite ocupada? - Pergunto com um sorriso.
- Muito ocupada, até fiquei com remorsos da Peach não dormir comigo e vim dar um passeio com ela para ela ver que não estou chateado.
- Quando for assim, podes deixa-la em minha casa com os irmãos. - Digo bebendo o meu café. Uff está quente! Fito a Princesa Peach que me olha atentamente. - Mas nada de chichi no tapete!
- Mas e tu, que andas a fazer por aqui tão cedo?
- Um pesadelo estranho, acordei, e decidi aproveitar o dia! - Respondo - Estava a pensar ir fazer umas compras, ler um livro... Sei lá ser normal!
- E desde quando é que tu és normal?
- O conceito de normalidade é relativo e tu sabes bem!
- Bom dia! - Disse a Carlota pousando a Carteira e a lancheira numa das cadeiras livres, antes de se sentar fez umas quantas festas na cabeça da Princesa Peache.
- E como é que está a minha sobrinha hoje? - Perguntou ela ao animal.
- Melhor que o pai. - Respondeu o Artur que assumiu o papel de pai adotivo da cadela.
- Estás com má cara, não dormiste? - Perguntou a irmã dele.
- É óbvio que ele dormiu, está com essa cara de morto vivo porque ele acordou cedo para ver no youtube um tutorial de "como se maquilhar como um zombie". - Digo com sarcasmo.
- Também não precisas de ser má! - Responde a Carlota.
Mas é um prazer ser má, principalmente para ela. 
- Já vais trabalhar? - Perguntou o Artur para aliviar os ânimos.
- Não, decidi acordar cedo e vir para o café só para ver o que vocês andam a fazer.
Uau! Vejam só como eles crescem! Já sabe ser sarcástica.
- Estou orgulhosa. - Comento eu enquanto a Carlota bebe o seu café como quem bebe um shot.
- Vou trabalhar, até logo! - Diz ela afastando-se.
- Um dia ela vai ser normal, não desesperes. - Brinco.
- Começo a perder a esperança... Quer dizer, não acabou o curso, trabalha num supermercado onde o contrato é renovado de 15 em 15 dias... 
- O Rodrigo também está nessa situação, e está mais ou menos bem, já tem casa, já tem uma mota, já tem... Hum... Pronto não tem mais nada!
- A casa do Rodrigo foi uma herança da avó, e a mota... OK a mota ele comprou-a! Para todos os efeitos ele e a minha irmã não tem uma vida estável...
- Eu sei, mas sabes que nós somos uns sortudos, nos dias que correm é quase impossível viver bem... Até eu tenho meses mais complicados, mas sei que comparada com aqueles dois estou muito bem!
- Macacos me mordam! - Diz o Artur pasmado.
Olhem só, parece um burro a olhar para um palácio!
- Deves achar que eu ando a nada em dinheiro! - Respondo eu a pensar que ele se referia ao meu comentário de ter meses mais complicados.
- Não é isso, olha lá para o fundo... - Diz ele fitando um ponto distante nas minhas costas.
Como não sou subtil virei-me apressadamente para trás a tempo de ver o Volvo da Joana, e os seus cabelos ruivos.
- Era a Joana! - Digo eu calmamente e voltando-me para a mesa.
- Era e não viste de onde é que ela vinha? - Perguntou o Artur com o maxilar tenso.
Faz-se luz na minha cabeça! Tanta luz que faria concorrencial à melhor iluminação de natal de uma loja dos chineses.
- A casa do Rodrigo é naquela rua!!!
- Achas mesmo que eles...
Que imagem do inferno se formou na minha cabeça! Alguém a apague por favor!
- Ela pode ter um cliente naquela rua...
- Ela deixou-se disso, lembras-te?
- Pode ser um cliente especial. - Digo eu tentando acreditar que dois dos meus melhores amigos não andam a trocar fluidos entre si.
- Qual é a probabilidade disso acontecer?
- Deixa-me acreditar que sim! - Peço.
Como devem imaginar nesse dia já não fui às compras nem fui ler, fiquei a pensar naqueles dois. Qual era a probabilidade?"

Se ainda não leram...
1º Capítulo | 2º Capítulo | Capítulo | 4º Capítulo | 5º Capítulo | 6º Capítulo |  
7º Capítulo | 8º Capítulo | 9º Capitulo | 10º Capítulo | 11º Capitulo |12º Capitulo | 13º Capítulo | 14º Capitulo | 15º Capítulo | 16º Capítulo | 17º Capitulo | 18º Capitulo | 19º Capítulo | 20º Capítulo |

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

18 comentários:

  1. Acho que tenho de voltar a ler toda a historia de novo, pois já me esqueci de algumas partes
    Beijinhos
    Novo post //Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  2. Olá passando por aqui pela primeira vez.
    adorei seu cantinho. Depois volto com mais calma
    para ler toda a história.

    comecei a seguir você.
    um bjooo
    https://blogdaadilene.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. Sou a número 756.
    Bom final de semana.

    https://blogdaadilene.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Passando e desejando um feliz fim de semana.
    Bjo

    ResponderEliminar
  5. Que sensacional seu blog.
    Bom fim de semana.
    Beijos

    https://cabelosdeprincesa01.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Parece-me que há uma forte probabilidade. Estou tão curiosa!!!

    ResponderEliminar
  7. Estou a gostar de acompanhar...Obrigada linda :))

    Hoje:- Os nossos corações arrebatam-se num desejo {POETIZANDO...}

    Bjos
    Votos de um óptimo Domingo.

    ResponderEliminar
  8. Gostei de mais um interessante momento de uma história com partes bem divertidas!!! Bj

    ResponderEliminar
  9. Fica o suspense no ar, para o próximo capítulo!...
    Gostei imenso de ler! Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

loading...