sábado, 6 de outubro de 2018

Tinha tudo para correr mal (5º Capítulo)

Tenho tido um feedback muito bom por parte dos meus leitores, e isso tem sido um fator motivador para continuar a escrever novos episódios todas as semanas.
Agora que a situação com o "amigo comprometido" parece estar resolvida, está na altura de seguir em frente, não acham?


Se ainda não leram...
1º Capítulo | 2º Capítulo | Capítulo | 4º Capítulo |

 "Finalmente encontrei um lugar para estacionar o carro, pelo espelho retrovisor vejo seis olhos brilhantes e cheios de esperança a fitarem-me. Estão tão ansiosos que eu desligue o carro para saírem do carro, que tenho vontade de fazer marcha atrás só para os assustar
Ah ah ah era tão giro!
À minha frente está um enorme pavilhão de exposições, uma enorme faixa anuncia o tema deste mês: "Feira dos Noivos".
Apetece-me fugir. A ideia de fazer marcha atrás é tão tentadora como o bolo foi para a Alice. Mas não o posso fazer. Tenho que enfrentar a realidade...
Se bem que eu preferia estar em fuga com o coelho branco!
Se fugisse agora os passageiros do banco traseiro vão atacar-me com os seus blocos de notas, e muito provavelmente com purpurinas. Pode não parecer assustador, mas já tentaram tirar purpurinas dos estofos do vosso carro? 
Olho para o banco do pendura e a Joana encolhe os ombros. Está redimida, e aposto que o maior medo dela é só ser atacada pelos blocos de notas, uma vez que o carro não é dela, não tem que se preocupar com as purpurinas.
"É uma coisa de gajas" foi o que disse a Ana no outro dia no café. Eu já deveria saber que não ia correr bem, mas aceitei e para não dizerem que sou má pessoa até me ofereci como motorista.
Desligo o motor. Enquanto eu e a Joana nos arrastamos tipo zombie, os passageiros do banco de trás estão tão animados como os miúdos dos anúncios de TV ao regresso às aulas.
- Vamos a isto! - Exclamou a Ana segurando os seus papéis. Se eu não soubesse que ela era advogada apostaria a minha fortuna em como ela ganhava a vida a organizar casamentos.
- A Ana tem razão! - Começou o Artur - Esta exposição é enorme, temos que começar já se não queremos passar aqui a noite!
- Devias ser o ultimo a opinar! - Atacou a Joana acendendo um cigarro - Era suposto isto ser uma cena de gajas!
- Faz todo o sentido! - Defendeu a Carlota - Por amor de Deus, ele percebe mais destas coisas que vocês as duas - Apontou para mim e para a Joana que trocamos olhares.
Fazia sentido! Nem nos atrevemos a refutar o irrefutável. 
Dito isto a Ana, o Artur e a Carlota marcharam para dentro do pavilhão deixando-me para trás com a Joana.
- Pareces mais mal disposta do que eu. O que é que se passa? - Perguntei abertamente.
- Não estou mal disposta, estou revoltada em silêncio!
- Eu sei que não foi simpático da parte da Ana, não nos dizer onde vínhamos, mas... 
Ela soltou uma gargalhada sonora, sei bem que não era por isso que ela estava aborrecida.
- Acreditas que vi o carro de dois dos meus clientes aqui no parque de estacionamento? Um deles esteve comigo ontem!
- E isso incomoda-te? 
- Nem um bocadinho... Mas fico incomodada por elas, ou melhor, fico incomodada por mim. Como é que querem que uma mulher acredite no amor ou numa relação quando a maioria dos meus clientes são homens casados ou comprometidos?
Desato a rir às gargalhadas, ela fita-me e desata a rir também.
- Estás a falar com a gaja que a semana passada foi tomar café com um homem comprometido. - Digo eu e desatamos a rir até às lágrimas. 
- Somos uma devassas!
- Oh, sejamos sinceras é mais fácil ser a outra - Acrescento entre gargalhadas - Pelo menos não lavávamos cuecas sujas!
Nova onda de gargalhadas antes de entrarmos no pavilhão em busca dos nossos soldadinhos de chumbo.
Ainda nos estávamos a rir e a limpar as lágrimas da cara quando no expositor mesmo à nossa frente o vejo, podia ser qualquer homem, mas era aquele que eu não contava ver (É sempre assim não é?!).
- Ei!!! - Exclamou a Joana ao ver a minha expressão. - Está tudo bem?
- Está ali o meu ex-marido!"

Parece que vamos ter muitas novidades... O que é que acham que a Eduarda vai fazer?

Acompanhem também as novidades no Instagram (@pequenabonecadetrapos) ou no Google+.

10 comentários:

  1. maravilhoso artigo ;)


    Bjocas ;)
    -
    O meu primeiro de muitos devaneios, em; - Delírios de Amor e Sexo

    ResponderEliminar
  2. O humor do enredo é precioso. Mas essa reviravolta deu-me imensa curiosa para saber o que vem a seguir!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada querida!
      Para a semana já sabes o que vai acontecer!

      Eliminar
  3. O teu humor é incrível :)
    Não estava à espera desta "surpresa". Consegues prender o leitor. Parabéns!
    Estou ansiosa por sábado!!
    Bom domingo
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Os ex-maridos são uns malandros. Gostam muito de aparecer onde não devem.
    Abraço e bom domingo

    ResponderEliminar

loading...