Translate

quarta-feira, 5 de agosto de 2020

# animais # causa

Crónica | Se a normalidade é isso, eu prefiro ser anormal.

Irrita-me a mentalidade humana, e estranha tendência de generalizar e impor pontos de vista como se fossemos todos obrigados a hastear as mesmas bandeiras e como se as causas, seja elas quais forem, sejam mais importantes que outras.
Sim, eu prefiro ajudar animais do que ajudar as pessoas. E não quero com isto dizer de forma alguma que não ajudaria uma pessoa, quero apenas dizer que são causas diferentes e cada um se move de acordo com as causa em que acredita e defende.
Não sou mais humana nem pior pessoa por defender a causa dos animais em prol das causas das pessoas, são coisas distintas, por isso não suporto aquelas mentes fechadas que agora surgem pelas redes sociais a falar que as pessoas que estão a ajudar os animais por causa dos incêndios deveriam ajudar as pessoas. Uma coisa não está ligada a outra, e enquanto as pessoas não perceberem a diferença, vamos sempre viver num mundo de engrumes que não conseguem perceber que ajuda está no gesto e não na causa.
Outra coisa que as pessoas se esquecem frequentemente é que a bondade existe independentemente das causas. 
Já disse uma vez que ninguém tem obrigação de nada. Na minha lista de direitos civis não consta lá nenhum artigo que me obrigue a ajudar qualquer causa, muito menos que essa causa seja imposta, por isso, desculpem lá, não me venham com coisas morais.
Não sou católica, mas tanto quanto sei, Deus mandou o próximo.... O próximo Homem, o próximo cão, o próximo periquito, e por ai a fora. Não é por serem animais que os direitos deles são menores que os nossos. Tal como já disse, estas, são coisas completamente diferentes... Logo, não se podem comparar.

Mas sim, creio que a palavra "diferente" é a chave para compreender toda esta limitação de algumas pessoas. As pessoas tendem a ter dificuldade em aceitar que existam linhas de pensamento diferentes, e como acontece sempre, em vez de procurarem compreender, chutam para canto como se fosse uma heresia.
Ainda bem que já não se queimam pessoas na fogueira por dizerem e defenderem aquilo que acreditam mesmo sendo diferente da voz dos outros que se consideram normais, se a normalidade é isso, eu prefiro ser anormal.

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

16 comentários:

  1. Sem dúvida que comcordo contigo, nada melhor que ajudamos quem nós queremos
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  2. Eu tanto ajudo um animal como uma pessoa, e sim tenho orgulho de ser anormal dentro da minha normalidade :D

    ResponderEliminar
  3. Enerva-me quando as pessoas acham que são donas da verdade e que os seus pontos de vista é que são válidos!

    ResponderEliminar
  4. Pontos de vista são como umbigos, toda gente tem um. No entanto servem para muito pouco :D

    https://voltaemeiaa.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Concordo plenamente com seu texto.
    Beijos e boa semana lindona.

    ResponderEliminar

  6. E a liberdade é mesmo assim
    sem fim
    também no desejo de um belo dia com alegria '_~))

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. E a liberdade é mesmo assim
    sem fim
    também no desejo de um belo dia com alegria '_~))

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Entendo-te perfeitamente, e sem dúvida que cada um de nós tem o direito a ter as suas causas, como disseste, a acreditar no que quiser e a agir conforme o que acredita como válido e prioritário.

    ResponderEliminar
  9. eu ajudo mais rápido animais que pessoas. todos os meses doo 5 € a uma assoicação de animais.

    ResponderEliminar

Instragam