quinta-feira, 3 de outubro de 2019

# carro # terror

Foi uma espécie de filme de terror

Toda a gente tem aquele grupo de amigos com quem já teve muitas aventuras e histórias. Este grupo de amigos foi um dos mais divertidos que eu já tive e esta história passou-se quando eu, o E (sim, ainda somos amigos atualmente), o M e a L fomos de férias para Vila Nova de Milfontes, e vivemos literalmente uma espécie de filme de terror.


Tudo estava a correr bem até que um dia à noite, alguém se lembrou que era boa ideia irmos tomar café à Zambujeira do Mar. Até aqui tudo bem, metemo-nos no carro a L ao volante e o E no pendura e seguimos viagem.
Claro que tendo sido esta uma ideia que tivemos à ultima da hora, queríamos fazer a viagem o mais rápido possível, por isso toca a meter no GPS a pesquisa do caminho mais rápido e curto, ou seja nada de auto-estradas, estradas nacionais e afins...

Se eu tinha dúvidas sobre a inteligência do GPS, nessa noite eu tive a certeza que não deveríamos confiar nestes equipamentos, pois quando demos conta estávamos perdidos, numa espécie de terra batida, no meio do nada, sem qualquer iluminação e com campos e árvores do lado direito, e campos e árvores do lado esquerdo.
Ah! E claro o GPS ficou meio louco a meio e sem sinal, neste momento as coisas estavam mal!

E: Acho que o GPS se enganou...
M (sentado ao meu lado no banco de trás): Ainda não tinha reparado... Muito obrigado por constatares o óbvio.
L: Se calhar, é melhor pararmos o carro e esperar que o GPS nos dê uma localização...
Eu: Estás maluca? Esta porcaria parece um filme de terror, por isso nem te atrevas a parar o carro!
L: É que não se vê ninguém... Se ainda se visse um carro...
Eu: E ainda bem que não se vê ninguém! Qual era a probabilidade de mais alguém estar perdido como nós?
M: Realmente já vi filmes de terror começar assim.
Eu: Bem, se eventualmente estivermos num filme de terror eu serei a gaja que sobrevive no fim. (olham todos admirados para mim, pelo que me senti na obrigação de explicar a minha teoria) É lógica pura, primeiro porque sou a mais inteligente, segundo porque na maioria dos filmes de terror a sobrevivente final é sempre uma rapariga.
L: Eu ainda estou aqui!
Eu: Eu sei, mas tu tens mais peito do que eu! E toda a gente sabe que a gaja mamalhuda é a primeira a morrer. Logo por exclusão de partes eu seria a heroína!

Brincadeiras à parte, nós apesar da conversa irónica, estávamos mesmo assustados, pois além de perdidos estávamos a ficar sem combustível, porém depois de avançarmos mais um pouco percebemos que afinal o GPS tinha razão e ao fim de alguns quilómetros chegamos ao nosso destino.

E vocês, alguma história deste género que queiram partilhar?

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

16 comentários:

  1. Muitas vezes me perdi... e foi um sufoco achar o caminho de volta!!!

    ResponderEliminar
  2. Confesso que nunca tive, mas já me tive situações onde me perdi mas sem o uso de GPS.
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  3. Muito bem inventada e contada essa história. De Vila Nova de Milfontes à Zambujeira do Mar não é muito loge. Se o GPS, deixou de funcionar, orientavam-se pelo Farol do Cabo Sardão que fica entre Almograve e Zambujeira do Mar! Gostei de ler essa história.

    Tenhas uma boa noite e quando voltares a Vila Nova de Milfontes não te percas no caminho para a Zambujeira do Mar!

    ResponderEliminar
  4. "nessa noite eu tive a certeza que não deveríamos confiar nestes equipamentos"
    "percebemos que afinal o GPS tinha razão e ao fim de alguns quilómetros chegamos ao nosso destino"

    Afinal, sempre podes confiar no GPS :P

    ResponderEliminar
  5. Mas apesar do terror, o diálogo foi divertido.
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  6. O GPS tem sempre razão o meu ainda não me enganou, aproveito para desejar um bom fim-de-semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  7. Afinal... podemos concluir que as maquinas têm sempre razao... na maioria das vezes ;)

    ResponderEliminar
  8. Com o GPS desatualizado do carro já vivi angústias semelhantes! Bj

    ResponderEliminar

Instragam