quinta-feira, 6 de setembro de 2018

# #ontemesomemoria # #pequenabonecadetrapos

Afinal porque é que eu não quero ter filhos

Bem sei que este post vem com bastante atraso, porém quando fiz o post "perguntas&respostas" e vi a pergunta da Mena eu percebi que teria que me sentar e pensar muito naquilo que iria responder pois trata-se de um assunto delicado.
Mas afinal qual foi a pergunta que tanto trabalho me deu a responder? A Mena simplesmente me perguntou por que motivo eu não quero ter filhos.

O facto de eu não querer ter filhos deriva de vários fatores que se tem vindo a desenrolar ao longo dos anos e ao contrário do que muita gente pensa não se trata de teimosia, ou de uma opinião que vá mudar com o tempo. É uma decisão que eu tomei desde nova.
Já desde os tempos de escola, eu ficava admirada com a facilidade com que as minhas colegas falavam em ter filhos, para elas o futuro era simples: acabar os estudos, casar e ter filhos. Compreendi que para a maioria delas, ser mãe não era um sonho, era um ritual de passagem obrigatório para fazerem parte do seu nicho social.
Pessoalmente acho que muitas mulheres têm filhos não porque realmente querem, mas porque existe um padrão social daquilo que se espera que a determinado momento as mulheres devem fazer.
Felizmente para todas as regras existe um excepção, e tive a sorte de me cruzar com algumas mulheres que são o exemplo vivo do "instinto maternal" e que nasceram para ser mães, fora esse exemplo acho que existe muita conveniência e muita necessidade de agradar por parte de muitos pais. Cada vez mais acho que muitos casais não sabem dizer que não às expectativas da sociedade.
É por isso que eu acho que muitas crianças nascem por egoísmo dos pais. Quer dizer, já viram bem o mundo em que vivemos e naquilo que ano após ano o mundo se está a tornar? Será que vivemos constantemente insatisfeitos e deprimidos com a nossa vida temos o direito de trazer ao mundo mais um ser que mais tarde ou mais cedo se vai sentir igual ou pior só porque dois adultos se sentiram incompletos?

Já sei que quando vos disser o outro motivo pelo qual não quero ter filhos,  vou ser insultada e provavelmente perder seguidores, mas sempre fiz questão de falar a verdade e não vai ser agora que isto vai mudar. A verdade é que a expressão "as crianças são o melhor do mundo" não se enquadra comigo. Eu não sou adepta de de crianças, não me sinto bem na sua companhia e elas irritam-me! Juro que não sei de onde vem essa ideia que as pessoas todas gostam de crianças, eu não gosto, e não gosto de ser "obrigada" a conviver com elas.
Mais uma vez parece-me que a sociedade está a criar expectativas erradas nas pessoas, e por isso sou muitas vezes colocada de lado porque não acho piada quando uma criança de baba ou decidi brincar com qualquer coisa básica.
Estes foram os motivos que desde sempre salientei para explicar o facto de não querer ter filhos, para mim são suficientes apesar de muitas vezes ter medo de os expor sob pena de me tornar um pária para a sociedade.

Acompanhem as novidades no Facebook e no Instagram (@pequenabonecadetrapos)

41 comentários:

  1. Claro que ninguém deve julgar o que os outros não querem ter, mas estás no teu direito, mas gostei bastante de saber um pouco mais
    Beijinhos
    Novo post // CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  2. Todos temos as nossas opiniões e graças a Deus que há liberdade para a exprimirmos.Por isso conforme umas desejam imenso ser mães também há quem não deseje de todo passar por essa "fase".
    Consigo entender e apoiar ambos os lados. Não condeno quem quer, menos ainda quem não quer. E sinceramente também acho que muitos dos filhos nascem não por vontade/desejo mas porque é assim que tem de ser. E isso é que eu não entendo.
    Parabéns pela sinceridade!
    https://jusajublog.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. Muito bom. Cada um é livre ed fazer as suas escolhas :))

    Hoje... O teu sussurro.

    Bjos
    Votos de uma óptima Quinta-Feira

    ResponderEliminar
  4. Cada um é livre de fazer o que quiser com a sua vida e de pensar livremente. Aliás, acho que ninguém se deveria sentir na obrigação de explicar porque não quer ter filhos ou até porque quer ter. Cada macaco no seu galho! He he he :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  5. Minha querida, tenho idade suficiente para não criticar ninguém por não gostar do mesmo que eu, e para saber respeitar as opções de cada um. Por isso não me escandalizo nem fujo daqui a correr. Eu pelo contrário, adoro crianças. O maior sonho da minha vida era ser mãe. Infelizmente o destino roubou-me esse sonho, o que quase me levou à loucura. Um dia o mais que tudo, disse que não aguentava mais ver-me tão triste. Se o meu sonho era ser mãe, então sê-lo-ia. Adotámos um bebé, que hoje já tem 37 anos, e já temos uma neta de nove anos.
    Um abraço e pense. O que importa é que seja feliz. Com ou sem filhos não interessa. Nascemos para ser felizes, não para responder a convenções.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adorei a sua história minha querida, bem haja
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Se me permite, grande mulher a sra, adotar nem sempre as pessoas o fazem, dizem que não vão amar a criança da mesma forma, apoio muito quem adota uma criança. Bem Haja.

      Eliminar
  6. você é livre pra ser o que quiser e querer o que quiser. Sou a favor da liberdade de escolha da mulher <3
    Beijos

    www.estiilocarol.com

    ResponderEliminar
  7. As pessoas gostam de julgar sempre umas as outras, isso é muito estranho! Acredito que devemos tomar o maior cuidado, cada um tem as suas escolhas.
    www.achatadebatom.com

    ResponderEliminar
  8. Há lugar para todos! E achar que uma mulher, por ser mulher, tem que ter o desejo de ser mãe é das coisas mais disparatadas que podem existir. Porque não faz qualquer sentido.
    Eu tenho essa vontade, mas compreendo quem não a tenha, porque tanto uma decisão como outra são válidas, naturais e saudáveis. Enquanto educadora de infância, claro que não me consigo rever nessa irritação em relação às crianças, porque lhes tenho um carinho diferente. Mas não é por eu ser assim, que todos têm que ser. E eu acho que as pessoas têm que começar a perceber que não é por alguém ter uma opinião contrária à sua que estão erradas.
    Mil vezes antes uma mulher (ou um casal) decidir não ter filhos, do que os ter por capricho e depois faltarem-lhes com o essencial!

    r: Obrigada :)

    ResponderEliminar
  9. Tenho dois filhos, mas na altura eu só queria um... Ainda não tenho netos, e não me parece que isso venha a acontecer. São tempos muito difíceis para aqueles que por cá não arranjam trabalho e acabam por emigrar para longe, muito longe e que por opção preferem não 'criar' família, pelo menos até hoje...
    São opções, compreendo e respeito.
    Sê feliz à tua maneira.
    Tudo de bom.
    Beijinhos
    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ....hoje estou num segundo relacionamento, e com alguém que nunca casou, não desejou nem teve filhos.
      Como vês, "não estás só" :) e todos podemos ser felizes, cada um à sua maneira.
      O resto, ou o que as pessoas podem pensar... a eles diz respeito.
      Continuação de boa semana.
      ;)

      Eliminar
  10. Uma opção que deve ser respeitada!
    Eu sempre quis ser mãe e fui mas minha filha quer muito e não consegue!!! Bj

    ResponderEliminar
  11. Um direito teu que tem que ser respeitado!!!
    Entendo-te!
    Nem precisavas de estar com tantas explicações!
    A vida é tua!!!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei, mas acredita que não é algo que passe ao lado das pessoas!

      Eliminar
  12. É uma opção que deve ser respeitada! :D
    Eu, por acaso, adoro crianças! :)

    www.amarcadamarta.pt

    ResponderEliminar
  13. Acho que cada escolha que fazemos em nossa vida deve ser respeitada. Afinal, somos nós que ditamos a nossa vida rs

    https://itslizzie.space/

    ResponderEliminar
  14. Como não somos todos da mesma opinião sobre diversos assuntos, não posso dizer que compreendo. Mas aceito o teu ponto e, aliás, que remédio, porque não me diz respeito, lol. Acho muito mal que se condene quem não quer ter filhos e que se pressione. Mas, mesmo para quem os quer, deixa-me dizer-te uma coisa. Toda a gente tem filhos por motivos egoístas... depois de eles nascerem, passam a ser a prioridade número 1 e vêm sempre à nossa frente, mas a ideia de ter filhos é completar a nossa vida, ter um pequeno ser para educar e amar, que nos ame também, que nos faça mais felizes. Não me parece que haja razões altruístas propriamente para trazer crianças ao mundo. Sei de casos também em que a mulher (ou o homem) cede porque o companheiro quer... apesar de ela não querer. Qual é o filho que merece ter uma mãe que não o quis/quer? Mas para não perderem os maridos, fazem-no. Não dava para mim... não é uma decisão que se tome para se fazer uma vontade! A ninguém.

    ResponderEliminar
  15. É uma opção....a mulher não deve ter filhos por obrigação, mas sim por opção...
    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  16. Cada um sabe de si... a mim o que me enerva um pouco e que muitas mulheres dizem que nao querem ter filhos na idade fertil e depois quando chegam aos 50 despertam o instinto. La esta nao e uma questao de sonho, mas sim de instinto ;) and i rest my case :)
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  17. Ah ja foste criança, nao foste Teresa? ;) E gostaste, certo? :) Eu considero-me uma crianca adulta, jamais quero perder esse estado e nao me sinto egoista por ter querido um filho e querer passr-lhe os valores que os meus pais me transmitiram :) Nao me sinto prisioneira da sociedade muito pelo contrario ;) Posso nao conseguir mudar o mundo em geral, mas vou fazer de tudo para tornar o mundo meu filho um lugar melhor :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se realmente acreditas nisso, não deves ter medo ;)

      Eliminar
    2. Como eu disse, conheci mulheres que são boas mães e ter filhos para elas era algo importante e tu és umas dessas mulheres, porém eu não consigo pensar de outra forma.

      Eliminar
  18. Olá :)
    Eu sou Prof. Primária e dado o estado do País não tenho tido colocação e isso é um dos desgostos que tenho tido porque adoro ensinar crianças. É mágico vê-las a aprender, a crescer, a começar a ler :) Mas não vejo problema algum em não gostares e não quereres ter filhos. Cada um de nós é um ser único e tem direito a ser quem é sem ser julgado pelos outros. Conheci muitas crianças no ensino filhas de pais negligentes e violentos, que nunca entendi porque tiveram os filhos uma vez que me partia o coração ver aqueles olhos tristes e infelizes logo de manhã. É a pior coisa do mundo para mim, causar sofrimento a crianças e animais, por isso não concordo com maternidades por acidente nem maternidades por ter ou por ter que cumprir padrões da sociedade. Há milhares de crianças já a sofrer no mundo, milhares exploradas e sem pais, ter filhos por ter devia ser crime em vez de se preocuparem tanto com o aborto deviam sim preocupar-se com as crianças que nascem não desejadas, com as crianças abusadas e maltratadas... Esses pais é que deviam ter vergonha.
    Por isso não receies em dizer a verdade e o que sentes a ninguém. És tu, orgulha-te de ti, és um ser Humano com pensamento próprio e sensibilidade :)

    ResponderEliminar
  19. Ganda mulher, és cá das minhas, sem papas na lingua, e (não publiques se não achares bem), estás-te cagando para a sociedade.
    Penso como tu, quando dizes que se as mulheres não têm filhos, são umas egoístas, umas doidas que só se querem é divertir e não fazer continuar o mundo. Ora bem, claro que nem toda a gente não quer filhos, se não, acabava a humanidade e isso não poderia ser.
    Não gostas de crianças, é um direito teu, assim como nem toda a gente gosta de animais. Vou- te contar um segredo :), eu adoro crianças, mas às vezes prefiro a companhia dos animais, chamem-me maluca também, que eu não me importo, comparo os animais com crianças, sim! aliás comparo-os e trato-os como as pessoas, às vezes até melhor que algumas, pois eles sim, merecem tudo.
    Agora minha linda, perder seguidores por seres sincera? da minha parte jamais, continuo-o a seguir-te na mesma, só com a diferença que agora sei que não tens medo e falas sem pudores, como tal fiquei a gostar mais de ti ahahahaha
    Bjxxxxx e não mudes nunca, pela vontade dos outros.

    ResponderEliminar
  20. Acho que não apenas neste assunto mas em tantos outros a sociedade tem determinadas regras enraizadas há anos que, quem "não cumprir" é uma "ovelha ranhosa".
    Além do exemplo que falas, também o casar pela igreja é outro bom exemplo. Eu posso nunca lá meter os pés, posso nem sequer acreditar em nada disso, mas se os outros se casam e se a sociedade assim "manda", eu caso também porque não quero ficar para trás, e claro que quero agradar aos pais, aos sogros, aos avós, ao vizinho e ao gato da prima em 10º grau, mesmo que para mim não signifique absolutamente nada.
    Em tudo na vida tem de se querer realmente algo, seja ter um filho, casar pela igreja ou o que for, mas acho que as pessoas se preocupam demasiado com o que "as outras pessoas vão dizer" e pouco com o que acham e o que realmente querem.
    Eu em particular gostava de um dia ter filhos, porque gosto muito de crianças e faz sentido para mim, mas não me vejo a casar pela igreja nem a batizar os meus filhos, pois não acredito nem faz sentido para mim, e um dos motivos está relacionado com o facto da religião estar no topo dos motivos que geram mais conflitos ao nível mundial, o Daesh é um ótimo exemplo disso.
    Mas se digo isto a determinadas pessoas ainda ficam ofendidas, a mãe do meu namorado é uma delas, porque como ela diz "os meus netos devem ser batizados", como se isso fosse alguma regra, é o que dá as mentalidades pequeninas e que deixaram de evoluir.
    Mas bem, o meu comentário não tarda está maior que o teu post, por isso, e para concluir, tens todo o direito em não gostar de crianças e não quereres ter filhos, e pouco importa o que os outros dizem ou pensam.

    ResponderEliminar
  21. Senti a necessidade de deixar aqui um comentário para que saibas que estás longe de estar sozinha. Tenho 29 anos e apesar de me terem dito vezes e vezes sem conta que ia mudar de ideias e que nós as mulheres temos sempre um "relógio biológico", nunca me aconteceu nem vejo a acontecer. Nunca fez parte dos meus planos (nem dos planos do meu parceiro de longa data). Não sinto instinto maternal com crianças, não teria jeito como mãe, não tenho vontade, e há tantas coisas que quero fazer nesta vida e ter filhos não é uma delas.

    Há uma data de ideias pré-concebidas da pessoa (principalmente mulher) que não quer ter filhos. Que é egoísta (porque quer é gastar o dinheiro na boa vida), que vai morrer sozinha (porque por outro lado, ter filhos com o intuito de que estes tratem dela(e) quando estiver na 3ª idade não é egoísta, certo?), que nunca vai sentir amor verdadeiro... etc etc. Há muita falta de compreensão e julgamento à volta de uma decisão que só diz respeito a cada um de nós. Eu não julgo quem tem filhos (julgo quanto mais quem tem e não sabe cuidar deles ou não tem condições), não perebo porque me julgam por não querer ter, mas infelizmente acontece muito.

    Com as alterações climáticas e diminuição acentuada dos recursos no nosso planeta, e tendo em conta o facto de que a taxa de natalidade continua a ser superior à taxa de mortalidade a nível mundial, é até sensato haver quem não quer ter filhos nem aumentar a pegada ecológica.

    ResponderEliminar

Instragam