Translate

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

# #ontemesomemoria # #pequenabonecadetrapos

A realidade dos animais abandonados e das associações que os acolhem

Agora que a euforia das férias e do regresso às aulas parece ter terminado, está na hora de mais uma vez enfrentar uma dura realidade: o abandono de animais.
A pergunta que eu fiz o ano passado foi: Mas afinal o abandono está a acabar?
Infelizmente a resposta é a mesma no ano passado: Não, não está!
Mesmo com todos os apelos que são feitos são abandonados inúmeros animais ao longo do ano, e só a Associação Midas acolhe anualmente entre 250 a 350 animais. Por isso a questão que se coloca é: Estaremos a fazer o suficiente pelos nossos animais?
Tal como aconteceu o ano passado, informei-me junto da Associação Midas, e mais uma vez a história repete-se:

2015 - 53 animais acolhidos pela instituição.
2016 - 107 animais acolhidos pela instituição.
2017 - 71 animais acolhidos pela instituição.
2018 - 42  animais acolhidos pela instituição.


E se por um lado os números parecem animadores, as informações que vos vou dar de seguida vão fazer qualquer um perder a vontade de celebrar. Primeiro porque a redução drástica do número de animais recolhidos diminuiu não porque o abandono diminuiu mas porque a própria instituição atingiu o seu limite.
Como devem imaginar o numero de espaço é limitado e sem espaço não é possível aceitar novos animais, o que lhes acontece depois? Bem resta desejar o melhor. Só para terem uma breve noção desta realidade da falta de adoção, só na Midas, a população idosa é superior a 80% (ou seja animais com mais de 16 anos), ou seja, como ninguém os quer adotar, não é libertado espaço para receber novos animais.
Além disso os próprios apoios são limitados e as ajudas de custo da Associação estão pendentes da ajuda e do apoio de particulares.
Acho que dá para pensar... Não dá?

Acompanhem também as novidades no Instagram (@pequenabonecadetrapos) ou no Google+

28 comentários:

  1. Triste demais a realidade desses animais. Acho importante demais apoiar instituições sérias que cuidam do bem estar deles. <3

    ResponderEliminar
  2. Sou totalmente contra quem maltrata e abandona os animais. Não podem, não têm.

    Hoje » És a minha luz.

    Bjos
    Votos de uma óptima noite

    ResponderEliminar
  3. Que triste realidade... :(
    beijinhos

    www.amarcadamarta.pt

    ResponderEliminar
  4. Vivo numa praia e todos os anos no final do Verão, se vêem cães abandonados. As pessoas que o fazem deviam ser castigadas.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Oh nem digas nada pois é bastante triste e para não falar que maior parte delas não tem espaço para todos os que são abandonados, sou família de acolhimento de 2 meninas que foram retiradas dos maus tratos e não há coisas melhor que o amor delas
    Beijinhos
    Novo post //Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É terrível ver que eles querem ajudar, mas já não conseguem...

      Eliminar
  6. Meu deus:( 107 animais numa só instituição durante um ano...!Que tristeza :(

    ResponderEliminar
  7. É revoltante perceber que o abandono só aumenta. As pessoas deviam ser bem mais conscientes!

    r: Muito obrigada *-*

    ResponderEliminar
  8. Muito triste que as pessoas sejam capazes de abandonar assim os animais. É abandonar um membro da família! Muito fofo o que fizeste com a Becas. :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  9. Infelizmente é uma triste realidade!
    https://jusajublog.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  10. Uma triste realidade!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  11. Com todas as novas leis que saíram ultimamente a favor dos animais, uma das coisas que tem acontecido é o abandono voltar a aumentar, pois as multas que hoje em dia se pagam por A e B que aconteça aos nossos animais de estimação são altas, e há pessoas que não estão para se sujeitar a isso.

    Os canis estão lotados, ainda há dias ouvi essa notícia, as pessoas não têm onde os deixar, então abandonam que é a saída mais fácil e rápida. Desde que as leis foram aprovadas, tenho visto diariamente vários animais mortos nas estradas, e eu vivo num meio pequeno. Eu tenho animais de estimação, tenho 2 cadelas e nunca abandonei animal nenhum ou os mal tratei, agora há que ver uma coisa, não podemos querer comparar um animal a uma pessoa, por muito importante que o animal seja para nós, nunca será uma pessoa, logo, os seus direitos não podem ser iguais aos das pessoas.

    Atenção!! Acho muito bem que as pessoas sejam penalizadas por mal tratar e abandonar os seus animais de estimação, acho muitíssimo bem, mas há outras leis que simplesmente não fazem sentido.

    Ouvi também nas notícias uma senhora responsável por um canil municipal a falar sobre esta questão, a senhora dizia que já não há espaço para mais animais, por causa do abandono continuar a aumentar, devido às novas leis, e o que vai acontecer com o tempo é que os canis irão ficar cada vez mais lotados, terão que misturar vários animais no mesmo espaço e irão acabar por se matar uns aos outros, o que sejamos honestos, não será vantajoso para ninguém, principalmente para os animais. Ainda te digo mais, há pessoas que preferem pagar multas e abandonar os animais na mesma, por isso, esta lei não vai ser benéfica para os animais, só vai sê-lo para quem continua a abandonar. É triste, é quase o estar entre a espada e a parede, mas é infelizmente a realidade.

    Não em interpretes mal, mas depois de ler e ouvir sobre o assunto, é a minha opinião.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo perfeitamente o teu ponto de vista, sou apologista de que todas as leis e medidas devem ser feitas com peso e medida e adequadas à realidade.
      Quanto aos animais não serem tão importante como as pessoas, nesse aspeto não concordo, para mim a Becas e a Egas valem mais que muitas pessoas, por isso acho que é relativo. Mas claro que a nível legal devem existir diferenças porque são outras realidades.
      Quanto aos leis... pois bem tal como disseste, quem gosta dos animais e os respeita não se vai intimidar pelas leis e vai adaptar-se à realidade. Quem abandona não quer responsabilidades e abandonar vai ser uma maneira de fugir a essa responsabilidade!

      Eliminar
  12. Gostei muito da foto.
    Estou dentro destes assuntos há alguns anos. Muita luta tem sido travada, conseguiu-se dar estatuto de ser senciente aos animais, conseguiu-se que a lei considerasse crime maus tratos, negligência e abandono, conseguiu-se que se proibisse o abate em canis. Mas a verdade é que papéis e leis não mudam nada. Os juízes não aplicam as leis, a polícia ignore a maioria das queixas e os canis abatem como se não houvesse amanhã. Não há justiça, não há dignidade e respeito pelos animais. O Estado nunca ajudou as Associações e aproveito para dizer já que se o Rui Rio chegar ao poder vai ser mau para os Animais. Porque quando ele estava no Porto, distribuiu funcionários camarários nas ruas a ameaçar com violência quem alimentar-se qualquer gato ou cão abandonado. Fui duas vezes à Câmara na altura para acabar com isso. Só acabou quando ele saiu do poder. Depois disso até escrevi um livro para crianças inspirado na história do Porto que reverteu para ajudar as Associações de Animais. Sem a nossa ajuda não é possível. Há associações com 600 animais. Estão sempre a nascer e não se aplica o que é mais importante, esterilização gratuita para todos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão. desconhecia essa situação na CM do Porto, mas se eu vir algo do género vou me manifestar com certeza!

      Eliminar

Instragam