sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Editorial 2018/2019

dezembro 28, 2018 41 Comments
Chegou o último post do ano. Mas não fiquem tristes, 2019 vem ai e vai trazer mais 365 dias para novas publicações.

Mas afinal como foi o ano de 2018?
Este foi um dos melhores anos para mim. Foi um ano de decisões e mudanças. Um ano de conquistas. Perdi algum do peso indesejado, mudei para um trabalho melhor, e finalmente comprei um carro (algo que pretendia fazer à anos, mas que fui adiando).
Também sinto que estou a marcar uma posição enquanto blogger, e isso deixa-me feliz.
Passei tempo com a família, e com os amigos, alimentei velhas amizades e fiz novas. Também acabei com algumas amizades, mas isso faz parte da vida.
Fui passar férias com BFF à Alemanha, fui ao casamento do meu primo, e também fui "tia emprestada" mais uma vez.
Adotei a Egas, assim a Becas já tem uma amiga com quem brincar, e os meus pais tem mais uma neta.
Visitei locais novos em Portugal que adorei, entre eles Santa Maria da Feira, Espinho, Vila do Conde e Lisboa.
Sorri mais do que chorei, por isso estive sempre no bom caminho.

O que esperar de 2019?
Ironicamente ainda não fiz muitos planos para 2019. Estou bem como estou, e a maioria das minhas conquistas surgiu numa fase em que eu já não esperava por mais, por isso, tenho algumas coisas que quero fazer este ano, mas não vou fazer delas obrigações. O que tiver que ser acontece.
No que diz respeito ao blog, vou continuar por cá, e quem me segue vai continuar a ver rubricas como a "Hora da Póóóchete","Resumo da Semana", "7 do Momento", e "Tinha Tudo Para Correr Mal". Ainda não sei se vou manter a rubrica "Guest Post", mas logo se verá.

Espero que o vosso ano tenha um balanço tão positivo como o meu, e que 2019 vos traga tudo aquilo que desejam.
Agora vou aproveitar estes últimos dias para descansar, e estar com a família com os amigos. Volto no dia 02 de janeiro, com mais um Resumo da Semana e muitas novidades.

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

O que calçar com vestidos?

dezembro 28, 2018 14 Comments
Depois de tanto ter falado sobre vestidos reparei que o site Chicloth também tem uma vasta variedade de calçado, então pensei, e por que não escolher o calçado ideal para os vestidos que vos tinha sugerido?
Dito isto fui à secção boots e fiz as minhas combinações de looks. Prontos?

Vestidos de Noite
vestido; 1; 2;
Quando vos falei de vestidos de noite reparei que muitas meninas não se identificavam com os vestidos, isto porque não são peças que se usam todos os dias, contudo por vezes basta um twist no calçado e nos acessórios para termos a possibilidade de reutilizar aquele vestido que só usamos numa festa. Se procuram um look, mais elegante e feminino, o ideal será optarem por um sapato aberto ou fechado, se pretendem algo mais casual e relaxado, umas botas ou botins com detalhes é sempre uma boa opção.

Prom Dresses
3; 4; vestido
É sempre seguro usar um vestido preto, e também é fácil conjugar o calçado, em caso de dúvida um sapato preto fica sempre bem. Contudo o preto é também uma cor que nos desafia a escolher outros tons, por isso é boa ideia conjugar tons mais fortes e quentes para usar com um vestido preto.

Maxi Dresses
Vestido; 5; 6
Pessoalmente acho que os maxi dresses são bem mais fáceis de conjugar com botas e botins. Por serem modelos mais descontraídos, usar botas pode ser uma boa maneira de dar um up ao visual sem ser necessário recorrer a muitos acessórios.
Aqui não existem regras, basta escolher uma cor e modelo de que gostem e que fique com o vestido e está feito.

E vocês, gostam de usar vestidos com botas?




Este texto foi pago ou patrocinado.


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Hora da Póóóchete #119

dezembro 27, 2018 21 Comments
Pois bem, depois de tanta polémica com o PAN e com o facto de algumas pessoas quererem retirar o uso de animais nos provérbios e afins achei melhor avisar que:
A Becas deixou de ser uma cadela de guarda e passou a ser uma técnica superior de segurança doméstica!

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

#Resumo da Semana nº51/2018

dezembro 26, 2018 19 Comments
Espero que o vosso natal tenha sido bom, por aqui, o natal foi como todos os anos é, e ainda bem, é assim que eu gosto.
Contudo este ano faltei à minha tradição de ficar a ler na sala, mas como os meus pais tiraram a lareira de casa, agora já não tem aquele sabor especial...
Em breve temos festa outra vez, este ano vou passar a passagem de ano em casa, tenho andado muito cansada e quero descansar o máximo possível nestes fins de semana prolongados.
Ao contrario do que eu disso na semana passada, esta semana vamos ter publicações, mas só até sexta-feira, depois disso, vou tirar umas miniférias do blog, mas não se preocupem estarei ativa nas redes sociais.
Legenda:

1. Só para dizer que ontem estava melhor que hoje... Boa segunda-feira pessoal!
2. Claro que na minha coleção não podia faltar um globo de neve de natal... Mas tenho mais,,,
3. Se eu fosse o um gnomo de natal obviamente que seria algo com ar tão mal disposto como este!
4. Tal como o Toy previu "vou comer, vou enfardar..."
5. Um laçarote na cabeça, e era uma rica prenda de natal!
6. Acabei de fazer o tradicional tronco de natal... Se estiver tão bom como aparenta, então fiz um bom trabalho
7. O que me dizem da minha vila Natal?

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

A moda dos Maxi Dresses veio para ficar

dezembro 26, 2018 22 Comments
Quanto a vocês não sei, mas eu adoro os maxi dresses, por isso fiquei muito feliz quando ouvir dizer por aqui e por ali que eles iam estar de volta em 2019.
Estes vestidos são perfeitos para o verão por serem quase sempre feitos de tecidos leves, e o facto de serem modelos largos por natureza permitem não só esconder umas gordurinhas extras, como uma leveza extra para os dias mais quentes.
Contudo esta foi daquelas modas que saltou do verão para o inverno e já usual encontrar-mos maxi dresses em tecidos mais quentes.
1; 2; 3;
Em 2019, vou aproveitar que estou mais magra, para apostar nos maxi dresses (até porque outros vestidos ainda não me favorecem completamente). Como gostos de padrões mais discretos é provável que não vá recorrer a estampados muito garridos ou excêntricos, de certeza que a minha escolha vai ser algo mais neutro de de uma só cor, contudo, e porque felizmente os gostos não são todos iguais, e Chicloth tem modelos lisos, estampados, e ainda alguns modelos com estampados discretos, isto para agradar a todos os gostos:
4; 5; 6;
Além de práticos, e confortáveis estes vestidos permitem criar looks bem giros e relaxados em qualquer ocasião, basta saber conjugar o vestido com os acessórios certos e tudo corre bem.
7; 8; 9
E vocês, usam maxi dresses? Gostaram dos modelos que sugeri?




Este texto foi pago ou patrocinado.


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Mensagem de Natal

dezembro 24, 2018 17 Comments
O tempo passou a voar... Cliché eu sei, mas é tão verdade que não se pode ignorar.
A verdade é que passaram 365 desde a última mensagem de natal, quantas coisas não aconteceram nesse período de tempo?
Passaram a correr, mas tivemos 365 dias desde a última mensagem de paz. Em 365 dias de certeza que tiveram dúvidas, possivelmente numa parte desse tempo tiveram medo. Possivelmente a vossa família ou grupo de amigos cresceu, fizeram novas amizades, perderam contactos com pessoas que se tiveram 365 dias para se afastar.
Aposto que passaram cerca de 250 dias a trabalhar, possivelmente uns 15 dias de férias, e depois? Aproveitaram bem o vosso tempo livre?
Hoje é natal, para a semana estamos a dizer adeus ao novo ano, mas afinal o que é que fizemos de diferentes este ano?
Tivemos 365 dias, mas fomos felizes?
Desejo a todos os meus leitores, seguidores e parceiros um feliz natal.
Volto quarta-feira com mais uma edição do resumo da semana.

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

domingo, 23 de dezembro de 2018

Guest Post: O Natal da partilha…

dezembro 23, 2018 21 Comments
Lembro-me de ser criança e de conseguirmos juntar à mesa mais de  20 pessoas. Mesa cheia, muitas conversas, a felicidade naquela que era a melhor noite do ano. No final, os homens jogavam à sueca, ao sobe e desce, à lerpa e as mulheres faziam crochet.
Eu dividia-me entre espreitar a mesas dos homens, que levantavam a voz de quando em vez e a rodinha das mulheres que mostravam e partilhavam conhecimentos daquela que virou a minha paixão, o crochet. Não havia de ter sete anos, ainda nem o meu irmão era nascido e já eu implorava que me ensinassem. Hoje faço-o tão bem como aquelas que me ensinaram.
Às doze badaladas o Pai Natal batia ao portão, deixava os sacos dos presentes e fazia um xau tímido. Eu corria até ao andar de cima para o ver a levantar voo no seu trenó, mas nunca chegava a tempo. Ano após ano e nunca o apanhei, o malandreco nunca esperava por mim.
Hoje em dia o Natal  tornou-se um pouco diferente, somos menos à mesa, as mulheres já não fazem crochet mas os homens continuam a jogar à sueca e eu sou  claramente a  melhor no meio dos homens.
Trago dos natais de criança a partilha, a mesa cheia, a felicidade de estarmos todos juntos, o amor que tínhamos. Desde então aprendi que Natal é partilha, é ter ao meu lado aqueles que mais gosto e é jogar a noite toda à sueca com o meu parceiro desde sempre, o meu avô.

Agradeço à Teresa o convite para partilhar a minha tradição de Natal que acabou por ser o meu significado do Natal para a Rubrica Guest Post.

Desejo a todos um Feliz Natal, que estejam sempre rodeados daqueles que mais amam, quer sejam vinte, quer sejam três, todos os dias do ano.


Muito obrigada Maria pela tua colaboração, foi um prazer receber-te aqui no meu cantinho.


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

sábado, 22 de dezembro de 2018

Tinha tudo para correr mal (16º Capítulo)

dezembro 22, 2018 12 Comments
E porque o natal está à porta, esta semana vamos ter um episódio especial de natal de "Tinha Tudo Para Correr Mal". Se bem se lembram o grupo de amigos tinha combinado fazer um churrasco de natal em casa da Joana...


"É incrível como em pleno dezembro pode estar uma noite agradável. Tudo bem que estamos cá fora, junto ao churrasco com casacos grossos e gorros, alguns até estão de luvas e bebidas quentes, mas conseguimos estar todos juntos no pátio da Joana enquanto o Ivo e o Rodrigo fazem as brasas para que as celebrações de natal comecem.
- Adorei a decoração que fizeste com as luzes. - Diz a Ana sentando-se à beira da Joana.
A verdade seja dita, a Joana surpreendeu toda a gente com uma decoração de natal fabulosa, principalmente com a iluminação do pátio. 
- Que frio!!! - Reclama a Carlota assim que passa da sala para o pátio pelas portas de correr.
- Pronto, tinhas que estragar o momento! - Reclama alguém entre as várias exclamações.
- Ei! Pessoal! Estão a ouvir isto? - Pergunta o Ivo.
- O que? - Perguntamos todos.
- Um barulho estranho... 
- Deve ter sido confusão, de qualquer forma estamos a fazer tanto barulho que não dá para ouvir nada. - Respondeu a Ana.
A conversa estava a retomar à normalidade quando o Ivo nos faz sinal para nos calarmos. Entrei dentro de casa e desliguei o rádio. Saindo a correr cá para fora.
- O que foi? - Perguntamos.
- Voltei a ouvir o mesmo barulho, parecia uma espécie de choro.
- Estejam todos calados. - Ordeno enquanto me tento concentrar nos barulhos fora da nossa casa. De repente estávamos todos concentrados.
- Agora ouvi também! - Disse a Carlota, - Parecia um gemido...
- Credo, o que será? - Perguntava a Ana um tanto ou quanto assustada.
- Vem dali... - Digo eu aproximando-me da entrada. Abri o portão e sai em direção à estrada. O barulho parecia mais fraco, mas mais desesperado. Atrás de mim, o Ivo, o Rodrigo, a Joana e o Artur pareciam tão surpreendidos como eu.
Finalmente encontramos o local de onde vinham os estranhos gemidos.
- Estás a brincar! - Exclama o Rodrigo ao perceber que os barulhos vinham do um contentor do lixo.
Não é muito corajoso abrir um caixote do lixo com as mãos a tremer, mas foi o que eu fiz, estava com medo do que iria encontrar, mas assim que abri a tampa, percebi que aquilo que estávamos a ouvir não era gemidos, mas sim latidos.
- Luz!!! Tragam-me luz!!! - Grito metendo as mãos no meio do lixo dos vizinhos da Joana. 
- São cães? - Perguntou a a Joana. 
- Acho que sim, mas não os consigo ver! - Digo eu quase caindo dentro do caixote do lixo.
- Tragam luzes! - Disse o Artur trepando literalmente para dentro do contentor do lixo. - Eu ajudo a procurar.
Movida pelo exemplo do Artur e por uma estranha coragem, também eu me meti dentro do contentor do lixo. Aos poucos e com cuidado eu e o Artur fomos removendo sacos de lixo. Não sei quanto tempo passou mas subitamente senti alguma coisa mexer-se sobre os meus dedos.
De repente já tinha umas quantas lanternas apontadas para mim, peguei num saco preto de plástico grosso saltei para fora do contentor. Não sei como é que não cai, não sei se me ajudaram, estava a funcionar em piloto automático. 
A Joana ajoelhou-se à minha beira. Também o Artur se aproximou de nós. Rasguei o plástico. O choque... Fiquei tão chocada que as lágrimas me caíram pelo rosto. Três pequenos cachorrinhos estavam dentro do saco, e tinham sido abandonados para morrer. 
- Não acredito! - Disse o Rodrigo.
- Estão os três bem? - Pergunta o Artur pegando num dos pequenotes.
- Não sei, mas pelo menos estão vivos... - Digo eu segurando os outros dois.
- Um amigo meu é veterinário. Vou-lhe ligar e levamos lá os pequenotes. - Disse o Artur ajudando-me a levantar.
Estava toda suja e cheirava a lixo, descobri cascas de camarão no meu cabelo, e o Artur tinha rasgado o seu casaco de marca, mas nem eu nem ele parecia-mos preocupados com isso. Aquelas vidas nos nossos braços valiam mais que um casaco de marca e uma ida ao cabeleireiro.

Regressamos à festa duas horas depois, tínhamos ido ao veterinário com os três cachorros, tomado um banho, alimentado os pequenos e mudado de roupa. Assim, entramos pelo portão da casa, enquanto todos se riam animadamente e bebiam o seu café.
- Pedimos desculpa pelo atraso. - Diz o Artur com toda a sua elegância.
- E pedimos desculpa porque trouxemos companhia. - Dissemos mostrando entre os braços os três cães que tínhamos resgatado.
Agora os pequenos estavam bem mais bonitos, também tinham tomado banho e sido desparasitados, apesar de parecerem castanhos escuros quando os resgatamos, eu e o Artur rapidamente percebemos que eles eram castanho claro, afinal era apenas lixo e semanas de maus tratos.
- São os... - Diz a Ana correndo para nós.
- Sim. - Sorrio, agora sei que estes três irmãos vão ficar bem. - Apresento-vos o Mário. - Mostro o primeiro cão com um lacinho vermelho ao pescoço. - O Luigi... - Mostro o segundo cão um um lacinho verde no pescoço.
- E esta menina aqui... - Começou o Artur mostrando uma cadela bebé com um laço cor de rosa no pescoço. - É a Princesa Peach
A gargalhada foi geral e enquanto nos divertia-mos e comia-mos o que sobrava do jantar  os três pequenos animais brincavam animadamente no pátio e pediam os restos.
- Vais ficar com eles Artur? - Perguntou a Carlota.
- Só com a Princesa Peach. - Disse ele. - O Mário e o Luigi vão ficar com a Eduarda.
- Com a Edu? - Perguntaram o Rodrigo e a Joana surpreendidos. 
- Sim comigo, qual é problema?
- Não te consigo imaginar com paciência para animais... Apenas isso - Disse o Rodrigo.
- Fiquem a saber, se entre nós existe alguém capaz de cuidar destes pequenos é a Edu! - Riu-se o Artur que já conheceu alguns animais de estimação que tive ao longo dos anos.
- Bem, parece que afinal sempre fizemos uma boa ação no natal! - Disse a Carlota.
- Feliz Natal!"

 Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

Playlist do mês de dezembro (1ªParte)

dezembro 22, 2018 15 Comments
Acho que estou a ganhar o hábito de fazer estas playlists e de as partilhar com vocês. A verdade é que já nem me lembrava da última vez que tinha valorizado tanto a música.
E porque o natal está por todo o lado, ultimamente tenho ouvido algumas (OK, muitas porque a rádio só tem passado disso), músicas de natal:

1. Frank sinatra - Let it snow
2. Wham! - Last Christmas
3. Sia - Breathe Me
Confesso que já não me lembrava desta música, mas no outro dia lembrei-me dela e desde então tem feito parte da minha playlist.

4. Ashe - Cry For You
5. Delta Goodrem - Fragile
6. Placebo - Taste In Men
7. Dido - Christmas Day
E pronto, cá está mais uma musica de natal! Mas desta eu gosto, ou não fosse da Dido!

8.  Disturbed - Inside The Fire
9. Freddie Mercury & Montserrat Caballé - Barcelona
10. Maria - Blondie
Ora aqui está mais uma das minhas músicas favoritas de todos os tempos. É impossível não adorar o ritmo e a letra.

11. The Verve - Bittersweet Symphony
12. Kings Of Leon - Use Somebody
 13. Muse - Supermassive Black Hole
 Mais uma música que eu adoro, não resisto a pôr o rádio mais alto sempre que ela passa.

14. Nightwish - Wish I Had An Angel
15. Nâdiya - Roc
16. Audioslave - Like a Stone

Gostaram desta playlist? Alguma destas músicas é uma das vossas favoritas?

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

6 vestidos curtos para usar na passagem de ano

dezembro 21, 2018 14 Comments
Na quarta-feira falei sobre vestidos para a passagem de ano, contudo e depois de ler os comentários percebi que a maioria das meninas prefere algo mais simples e prático para esta ocasião.
Contudo e porque todas nós gostamos de estar bem vestidas e de nos sentirmos confortáveis, voltei ao site da Chicloth e escolhi alguns modelos que apesar de serem mais simples, são igualmente femininos e elegantes:
1; 2; 3;
Desta vez optei por vestidos de noite (evening dresses), até porque estes são os melhores modelos para quem quer marcar presença e se destacar numa noite especial.
No que diz respeito às cores, não existe nenhuma regra especifica que deva ser respeitada, o preto e o vermelho são sempre um clássico, mas desde o azul ao cor-de-rosa, passando pelo beje e pelo verde, tudo é permito, mas não se esqueçam que esta noite é ideal para apostar também nos tons dourado e prateado.
4; 5; 6
O brilho é também bem vindo no que fiz respeito aos looks para a passagem de ano, por isso se optarem por um vestido mais discreto, o ideal é recorrem a acessórios apelativos e brilhantes. Anéis e brincos são quase uma obrigação, as pulseiras e os colares só devem ser usados se o corte do vestido o permitir.





Este texto foi pago ou patrocinado.


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

4 dias para o natal

dezembro 21, 2018 19 Comments
A contagem decrescente está mesmo quase a chegar ao fim e só serviu para provar que o tempo passa a voar.
Hoje vou contar-vos um pouco das minhas aventuras por Lisboa. Se bem se lembram, eu fui a Lisboa o fim de semana passado, e um dos motivos para escolher essa data, foi mesmo para entrar no espírito de natal. Como assim? Pois bem, eu e as minhas colegas fomos passar a tarde no Parque Eduardo VII que nesta altura do ano recebe a famosa Wonderland
Para quem não conhece, a Wonderland é um mercado livre que ocorre no Parque Eduardo VII de 1 de dezembro a 1 de janeiro e conta não só com uma roda gigante, mas também com uma pista de gelo, com o Pai Natal e muitas outras atividades.
O lado menos positivo são as filas e a quantidade de pessoas, pois torna-se um pouco confuso, e por esse motivo acabei por não ter a experiência completa.
Outra coisa que me desiludiu foi o tipo de comercio que por lá encontrei, quando me falam em feiras de natal, eu imagino sempre barraquinhas com coisas fofinhas, natalícias ou então com miminhos para oferecer, mas a verdade é que a Wonderland não tinha nada disso, sendo apenas um conjunto de barraquinhas aleatórias. Além disso tinha muitas barraquinhas de comida, e acreditem em mim, algumas delas cheiravam muito bem.

Se quiserem ver mais fotos sobre esta tarde bem passada na Wonderland, basta clicarem aqui e verem o álbum que está disponível na página do Facebook do blog.

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Hora da Póóóchete #118

dezembro 20, 2018 19 Comments
Esta pergunta dá direito a um queijinho.
Ora bem, se eu doar cabelo a uma pessoa e essa pessoa cometer um crime, se forem encontrados os meus fios de cabelo na cena do crime, e os mesmos forem considerados provas forenses, eu vou presa por um crime que não cometi?

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

6 dias para o natal

dezembro 19, 2018 21 Comments
Agora sim, já podemos começar a nossa contagem decrescente para o natal! Não acham?
E porque para mim uma das melhores coisas do natal são as luzes e as iluminações, decidi fazer o meu trabalho de casa e trazer-vos fotografias das iluminações de natal, de norte a sul de Portugal.

Como é que eu fiz isso? Pois bem, já diz o ditado "quem tem amigos não morre da cadeia", por isso andei por ai a pedir aos meus contactos espalhado de norte a sul que me mandassem as fotografias de natal, e o resultado, foi este post muito bem recheado de luz e de espírito natalício.

Vila Nova de Gaia:
Porto:
Vila Nova de Famalicão:
Águeda:
Penafiel:
Cascais:
Braga:
Guimarães:
Funchal:
Barcelos:
Caldas da Rainha:
Fafe:
 Leiria:
São João da Madeira:
Lisboa:
Torres Novas:
Outras localidades:

Espero que tenham gostado de ver este post, tanto como eu gostei de o editar. Deu trabalho, mas valeu a pena. Tenho que agradecer às meninas do Grupo TPM no Facebook pela ajuda e por partilharem comigo as suas fotografias.

Agora contem-me lá qual foi a vossa localidade favorita? Eu pessoalmente adorei as de Águeda.

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

Sessão fotográfica familiar foi a categoria de fotografia que mais cresceu em 2018

dezembro 19, 2018 12 Comments
Os pedidos relacionados com fotografia cresceram cerca de 17% de 2017 para 2018 na plataforma Zaask. As categorias mais requisitadas este ano foram as sessões fotográficas gerais (44%) e as fotografias para baptizado (15%). As fotografias para eventos (9%) e as sessões fotográficas familiares (7%) encontram-se também no topo dos pedidos. 

A verdade é que os portugueses e portuguesas apostam cada vez em fotografia. Há um especial destaque para as sessões fotográficas familiares, tendo havido um crescimento de mais de 700% em relação ao ano anterior. O maior número de pedidos para este tipo de fotografia foi em Novembro e a previsão é que o número de pedidos continue a aumentar em Dezembro.
Já pensaram fazer uma sessão fotográfica temática? Dezembro é a altura perfeita para o fazer. O Natal aproxima-se, o novo ano prepara-se para a entrar (“já?! Mas passou tão rápido!”). O ambiente é o mais propício. As pessoas andam contentes, as ruas estão decoradas, as árvores de Natal invadem os lares portugueses. O factor tempo é igualmente importante, já que, com as interrupção lectiva, esta é também uma altura em a maior parte das pessoas aproveita para tirar férias.

A fotografia familiar pode ser temática. O Natal pode ser, obviamente um bom mote. E o melhor é que pode ser facilmente feito na sua casa, tendo como cenário as suas decorações de Natal. Tirem as famosas ugly sweeters da gaveta, coloquem barretes de Natal nos animais domésticos, rodeiem o cenário com de luzinhas da árvore. Há imensas coisas divertidas que se podem fazer e podem sempre pedir ajuda ao fotógrafo ou fotógrafa para vos dar dicas sobre os melhores cenários.
Para além disso, pode escolher um tema que seja apelativo para toda a família ou grupo de amigos/as. Imagine que todos adoram uma certa saga como Star Wars, Game of Thrones ou Harry Potter. Ou que têm uma paixão pelo circo. Ou que acreditam que as mil e uma noites podiam ser um excelente cenário para as fotografias. Pode também basear-se em coisas mais subtis mas que sejam uma fonte de inspiração como cores, estações do ano (e o inverno aqui vem mesmo a calhar) ou até lugares ou uma música.

Ficaram com ideias? Pode também optar por uma sessão fotográfica de grávida ou de futuros pais/mães. Tal como aconteceu com a sessão fotográfica familiar, o número de pedidos desta categoria também aumentou para mais do dobro (139%) em comparação com 2017.

A procura por sessões fotográficas de namoro cresceu 500%.

Caso constituir família ainda não esteja nos planos, podem optar por uma sessão fotográfica de namoro. Apesar de não estar no topo das categorias de fotografia mais pedidas em 2018 (2%), o crescimento foi dos maiores em relação a 2017: cerca de 500%.

Já pensaram no uso que pode dar às fotografias? Para além de as ter em formato digital, pode fazer um álbum de fotografias ou colocá-las em molduras e pendurar na parede. Isto pode também ser uma boa ideia para um presente de Natal bem personalizado e emocional. Se a sua família é daquelas que adoram puzzles, pode criar um com uma das fotografias da sessão. Canecas, tapetes para o rato, porta-chaves, capas para telemóvel... São imensas as possibilidades!
Se pensa em grande pode até criar papel de parede com fotografias ou até de personalizar as portas do roupeiro. Dêem asas à imaginação.

Melhor do que recordar bons momentos é fazer com que eles aconteçam. A fotografia pode ajudar a criar estas ocasiões divertidas e mantê-las para a posterioridade. Os portugueses e as portuguesas estão a dar cada vez mais importância à fotografia e sabem que, com a evolução tecnológica, é cada vez mais fácil armazenar, editar e criar boas fotografias.



Este texto foi pago ou patrocinado.


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

4 vestidos para usar na passagem de ano

dezembro 18, 2018 21 Comments
É bem provável que este pots já venha atrasado e que muitas pessoas já tenham escolhido a roupa que vão vestir nesta passagem de ano. Contudo e porque acredito que como eu, muitas meninas ainda não sabem o que vestir, achei que seria simpático falar com vocês sobre o assunto e dar-vos algumas sugestões.

Toda a gente sabe que a escolha de roupa para a passagem de ano depende muito do tipo de evento ao qual vão, contudo ninguém nos proíbe de usar um vestido de rendas ou de brilhantes em casa. 
Estamos a falar de uma noite de passagem, e todos nós queremos começar bem o ano, por isso fui escolher aqueles modelos de prom dresses que ficam sempre bem, e que podem ser elegantes mas não exageradamente sofisticados, para vos provar isso, fui ao site  Chicloth e trouxe algumas inspirações comigo:
1; 2; 3; 4
Optei por escolher vestidos curtos ou então modelos mais justos, pois habitualmente os vestidos mais longos e com volume são usados em galas ou eventos que assim o exijam, por isso, e porque maioria das pessoas opta sempre por eventos mais relaxados, pelo menos para mim, os vestidos curtos são sem dúvida a melhor escolha.
O ideal é que, independentemente do tipo de evento, a mulher escolha um modelo com o qual se sinta bem e bonita, claro que o bom senso é obrigatório no que toca a cores muito garridas, ou a decotes, o modelo deve ser sempre enquadrado com o ambiente e acompanhado de acessórios que não "distraiam" as atenções.

E vocês, o que é que vão usar na passagem de ano? Qual foi o vosso modelo favorito?




Este texto foi pago ou patrocinado.


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

Passagem de ano com família... ou com amigos?!

dezembro 18, 2018 17 Comments
Quem nunca se debateu com esta questão?
Ok, se calhar não estou a ser justa, há muitas pessoas que não questionam, de todo, e que passam todas as passagens de ano com a família, incluindo namorados ou namoradas (até eu já fiz isso). Acreditam que esta altura do ano tem de ser passada em família, a desejar próspero ano novo, a comer 12 passas e a brindar com um copo de champagne.
Mas também não nos podemos esquecer que existem pessoas para quem a passagem de ano é uma celebração que merece mais do que 1 copinho de champagne e 5 minutos de fogo de artifício!
E para isso, nem sempre a família é a melhor opção - ou não vá a avó dizer que estás a dançar demais e a envergonhar-te em frente aos teus tios...
Sortudos são aqueles que conseguem combinar os dois grupos - a família e os amigos - e têm uma celebração verdadeiramente festiva e repleta de esperança e positividade para o ano que vem.
Quem se pode gabar de conseguir reunir os seus melhores amigos e a sua família nas suas festas de passagem de ano?

Descobri ao longo do tempo que a melhor forma de combinar os dois grupos é planear com antecedência espaços e ambientes distintos num local de eleição - na nossa casa, por exemplo. Vão notar que as pessoas com relações próximas juntam-se naturalmente em grupos… de um lado a família e de outro os amigos. É desta forma que vocês conseguem dar atenções diferentes e adaptar, digamos, conversas e comportamentos aos dois grupos sem chocar as susceptibilidades de uns ou aborrecer os outros. :)

Não, isto não é uma coisa má! Vai descobrir que toda a gente se junta e troca impressões
nos locais e nos momentos mais importantes. Falo, claro, da mesa com os comes e bebes e
da meia noite!

Agora, para tornar esta noite um sucesso a todos os níveis, procure catering para eventos
em Lisboa ou então, se está pelo norte, catering para eventos no Porto.






Este texto foi pago ou patrocinado.


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

#Resumo da Semana nº50/2018

dezembro 17, 2018 24 Comments
Se me seguem pelas redes sociais devem ter percebido que no fim de semana andei a "turistar" por Lisboa. Adorei todos os recantos que visitei, entre eles a Wonderland, o Bairro Alto, e o Castelo de S. Jorge, mas não me vou alongar sobre isso porque em breve irei fazer um ou dois posts sobre as minhas aventuras em Lisboa.
Fiquei feliz de conseguir publicar hoje, pensei que só ia conseguir fazer o resumo da semana na terça-feira, mas felizmente consegui vir aqui e deixar-vos a par das novidades.
E por falar em novidades, tenho andado a pensar e vou aproveitar a época festiva para acalmar o meu ritmo de dar umas férias aos meus leitores, por isso é provável que para a próxima semana não existam muitas ou nenhuma publicação, mas ainda estou a "estudar" essa hipótese e por isso vou-vos mantendo a par das coisas.
Legenda:

1. Acordamos as cinco da manhã para ir passear, alguém adivinha onde vamos?
2. Terminei recentemente o famoso desafio das 52 semanas! E sim, é possível, falei de como consegui no blog (link na bio), por isso se querem experimentar vejam a minhas experiência e as minhas dicas.
3. Sabem aquele momentos em que o despertador toca numa segunda de manhã?
Hoje de manhã o despertador tocou, foi triste porque eu ainda pensava que era sexta e que tinha acabado de me deitar.

4. Sou daquelas mulheres que leva um pouco de tudo na carteira. Quem nunca?
Se se identificam com esta máxima, o post de hoje no blog (link na bio) é perfeito para vocês.
(ou então é só perfeito para os curiosos que querem saber o que tenho dentro da carteira.

5. Muitas vezes a beleza do natal, está nos pequenos detalhes, hoje no blog (link na bio) falei um pouco sobre pequenas inspirações que podem fazer toda a diferença.
6. Hoje no blog (link na bio) vou explicar qual é a verdadeira definição de homem bombástico!
7. Toca a fazer a viagem de regresso porque não se pode turistar todos os dias!
8.  O fim de semana vai ser na capital... Por agora ando na Wonderland!


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

domingo, 16 de dezembro de 2018

Guest Post: Resgatar todas as Histórias de Amor

dezembro 16, 2018 18 Comments
Primeiro quero agradecer à Teresa por este convite carinhoso para a rubrica Guest Post.
Chamo-me Sandra Reis, sou Professora do 1º Ciclo, não estou colocada há alguns anos, mas sim, sou, o meu coração continua nesse sítio, cheio de mesas, crianças e um quadro negro cheio de letras a giz. Tenho duas #PrincesasSereiasFadasReguilasFofinhas. Muitos me conhecem #desdesempre como defensora #atéàsúltimasconsequências dos Animais e das Crianças. Os primeiros blogues que criei têm sido direcionados para ajudar, de alguma forma, os Animais e as Crianças em Portugal. Adoro escrever e pintar, e um dia decidi juntar as paixões todas e comecei a escrever e a ilustrar livros infantis, para ajudar associações e sensibilizar as crianças para o respeito por todos os seres vivos, e foi aí que a minha viagem começou.
Uns anos mais tarde, decidi criar um blogue pessoal, onde podia partilhar o que escrevo, o que sinto, penso, entre outras coisas minhas, e criei o  "Deliciosamente Quase Cinderela" . Escolhi o nome Quase Cinderela e não Cinderela apenas, porque as Mulheres não são desenhos animados, mas sim a versão Melhorada e Humana da Cinderela. Não acredito em Príncipes Encantados, mas acredito que podem ser Príncipes Quase Encantados.
Sempre acreditei no amor eterno, no amor que transcende tudo e todos, no amor para além do tempo, no amor verdadeiro. Gostava de o poder acordar no coração de todos porque sinto que se perdeu algures no tempo.
Já não se ama com sofreguidão, com desespero, com dedicação, com a intensidade dos romances, dos poemas e das histórias de antigamente.
Amar com a paixão de Camões, amar com o desassossego de Pessoa e às vezes amar com a tristeza de Pessanha, sermos feliz como somos, é assim que a vida tem o seu valor, em lutarmos pelo mais nobre amor, mesmo que tenha que ser a nado, em sentirmos tudo de todas as maneiras, em aguentarmos quando os passos são mais pesados que as pedras da calçada, em sermos nós próprios, mesmo quando nos sentimos mil pessoas numa só, em sermos capazes de ver até os mais pequenos pormenores, até aqueles que se tornam vulgares no dia-a-dia, em sermos capazes de criar histórias de amor de que nunca ouvimos falar, em sermos capazes de sonhar com Príncipes Encantados mesmo sabendo que não existe nenhum, em voarmos para qualquer lado sem sequer termos asas para voar.
Já não se ama como antigamente, com a dedicação devota, com a cegueira, com cartas de amor, com sonatas e poemas, com a força de um vulcão.
Já não há amores de perdição como o de Simão Botelho por Teresa, não há amores platónicos como o de Camões por Leonor. Já ninguém ama perdidamente como nos sonetos de Florbela Espanca, com as cores e os aromas de Pascoaes, com o romantismo sofrido de Bocage, e é por isso que escrevemos poemas, porque procuramos esse amor que não tem limites no tempo nem no espaço, e a cada verso que o escrevemos, a nossa alma quase que o alcança, quase que o sente por alguns segundos.
Quem me dera poder resgatar todas essas histórias de amor, protegê-las dentro de um frasco de cristal, guardá-las com pétalas santas, da Rainha Santa Isabel, e transformá-las em amores que jamais murchariam com aroma a rosas vermelhas, eternamente belas.
Todas as histórias de amor que a terra viu, dentro do frasco de cristal, seguras, imortalizadas como o amor de Pedro por Inês, beijadas na mão com uma vénia de respeito. E deixá-las libertar a sua fragância, permitindo que vivam eternamente onde as podemos ver e sentir, ouvir, tão intensamente, como o amor de Romeu e Julieta.
Resgatar todas as histórias de amor e dar-lhes um final feliz, mesmo que tenham vivido de sonhos, de desejos, de tristeza e solidão, como uma Gata Borralheira, mas saberem que um dia vão finalmente encontrar um Príncipe ou uma Cinderela Verdadeiramente (quase) Encantados, que irão lutar por vocês, tal como Bartolomeu Dias contra o Adamastor, e tornarão qualquer cabo das Tormentas em Esperança, e vos irão amar para sempre, aconteça o que acontecer.


Muito obrigada Sandra pela tua colaboração, foi um prazer receber-te aqui no meu cantinho.


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

sábado, 15 de dezembro de 2018

Tinha tudo para correr mal (15º Capítulo)

dezembro 15, 2018 15 Comments
Tenho ficado com a sensação, que algumas pessoas estão a perder o interesse na história, principalmente porque quem comenta diz muitas vezes que são muitas coincidências que acontecem. Para já vou tentar acabar com essas coincidências todas e depois logo vejo dependendo do vosso feedback se vale ou não a pena continuar com a história, porque a última coisa que eu quero são leitores aborrecidos.


 "-Gostava de saber quem é o meu amigo secreto. - Digo sentando-me na mesa do café e acendendo o meu cigarro.
- Eu não sou. - Responde a Joana. - Vou ter que dar a prenda ao Ivo.
- Eu vou ter que dar à Carlota, mas só leva uma caixa de chocolates, ela já teve uma grande prenda à minha custa. - Afirmo dando uma gargalhada sonora.
- Espero que não andes a levar a minha irmã mais nova por maus caminhos. - Reclama o Artur.
- Oh que maus caminhos pelos quais a poderia levar? Sou boa rapariga, sou saudável, bonita, inteligente, vivo bem a minha vida, pago as minhas contas... Sou um exemplo a seguir. - Afirmo no preciso momento em que tenho um ataque de tosse.
- Esquece lá a parte do saudável! - Remata a Ana a rir. 
- Pelo menos assim, sei que nunca vou ser raptada para o tráfico de órgãos! Ninguém vai comprar peças usadas já estragadas!
- Oh Meu Deus! Onde foste buscar essa teoria? - Pergunta o Artur.
Não tenho tempo de lhe responder, e ainda bem. Ninguém ia querer saber a minha teoria. Contudo aquilo que nos tirou a fala, foi chegada do Rodrigo. Acreditem ou não ele vinha acompanhado de um verdadeiro mulherão. Grande, com uma estrutura óssea bem constituída, loira de olhos azuis, e algum botox nos lábios e muito silicone nos peitos.
- Olá pessoal, apresento-vos a Ekatherina. - Disse ele todo orgulhoso da sua conquista. - Ia agora mesmo mostrar-lhe a minha casa, quando vi que vocês estavam aqui e passei para dizer olá.
- Não havia necessidade. - Respondeu o Artur por todos nós.
- Bem, sendo assim até logo! Ou até amanhã... - Ele estava com um sorriso malandro, daqueles sorrisos masculinos, espelhados na cara de um gajo que pensa que vai ter sorte toda a noite.
- Eu diria mais até já! - Exclamou a Joana, todos a fitamos admirados, e ela sorriu, o sorriso de uma mulher que sabe que o homem não vai ter sorte. 
Deixamos que o Rodrigo se afastasse para fitarmos atentamente a Joana à espera de uma explicação.
- O que é que foi aquilo? - Pergunta a Ana.
- A sério que vocês não perceberam nada? - Perguntou a Joana surpreendida. Todos nós abanamos a cabeça. - A criatura que vinha a passear o Rodrigo, não era uma Ekatherina, ou el carnitina, ou keratina...
- Não era? - Perguntou eu admirada, nisto o Artur começou a rir.
- Ekatherino!!!! - Exclamou ele com a concordância da Joana. 
Depois de me sentir estúpida por não ter percebido, também me desatei a rir.
- Qual é a piada? - Perguntou o Ivo chagando à nossa mesa.
Entre gargalhadas fomos resumindo os acontecimentos e as descobertas.
- OH! É melhor ir avisa-lo! - Disse o primo do Rodrigo preocupado com o tipo de impacto que uma situação desta fosse ter na vida do jovem e super macho Rodrigo.
- Ivo... - Digo eu olhando para o meu relógio de pulso. - Neste preciso momento o Rodrigo, deve ter acabado a sua visita guiada pela casa. 
- E de certeza que a visita acabou no quarto. - Rematou a Joana acendendo um cigarro.
- Ou muito me engano ou ele neste momento está a beijar aqueles lábios carnudos, cheios de botox...
Todos nós fazemos uma cara feia a imaginar a cena, mas não desisti e continuei.
- Daqui por uns segundos ele vai meter a mão nas calças da Ekatherina, ou Ekatherino... Ou El carnitina, ou.... - Esta conversa assim fica muito confusa. - E vai perceber a diferença!
- Esperem! Se fizermos silêncio aposto que conseguimos ouvir o grito de terror dele! - Brinca a Joana.
- Vocês são muito más... Coitado do Rodrigo, nenhum homem merece passar por isso... - Defendia o Ivo.
- É justo, o Rodrigo acredita que tudo o que vem à rede é peixe, e que por isso pode comer.... - Disse a Ana. - Aliás ele merece uma boa lição, para aprender a ser seletivo.
- Ele está melhor... Agora só come gajas boas! - Explicou o Ivo, enquanto a Ana o fulminava com o olhar.
- Nem vou perguntar! - Disse ela chateada.
- Não fiques chateada, pelos vistos os homens de hoje em dia consideram gajas boas, os gajos que tem mais botox e silicone que uma mulher normal. - Brincou o Artur.
- Vocês estão ai com tanta coisa, mas às tantas o Rodrigo até pode gostar de brincar às tomadas e às fichas... - Afirmou a Joana. A conversa parou instantaneamente e todos a ficamos a olhar. - Não me digam que voltaram a não perceber? 
Todos abanamos a cabeça. Ela levantou-se, entro no café e saiu passados uns segundo como uma extensão elétrica na mão. Pegou numa ponta e disse:
- Ficha! - Exibiu a outra ponta - Tomada! 
Até aqui tudo bem, mas qual era a lógica da afirmação dela? Onde é que ela quer chegar?
Então, ela pega na ficha e encaixou-a na tomada. Volta a tirar e volta a meter, várias vezes até que um a um vamos todos soltando exclamações e sorrisos.
Segunda vez que me sinto estúpida hoje. 
- Vocês não vão acreditar no que acabou de me acontecer! - Disse o Rodrigo vindo disparado pela entrada do café.
- O que é que foi? - Perguntou a Ana como se estivesse genuinamente preocupada.
- Não falem alto nem façam alarido disto, mas a Ekatherina afinal era um Ekatherino. - Segredou o Ivo.
- Oh! A sério? - Perguntou eu rindo.
- Vocês já sabiam? - Perguntou o Rodrigo ainda mais surpreendido, pelos vistos o facto de nós sabermos antes de ele descobrir foi mais drástico do que a situação em si.
- Eu sabia! - Sorriu a Joana. - Apenas não disse nada porque pensei que querias brincaras às fichas e tomadas. - Ela voltou a inserir a ficha na tomada.
- Isso é muito sexy Joana! - Disse o Rodrigo aproximando-se da Joana. Todos nós nos levantamos antes que a conversa fosse por outros caminhos, mas antes de sair da mesa ainda tive tempo de ouvir a reposta que a Joana lhe deu.
- Sabes... - Começou ela com uma voz ligeiramente sensual. - Existem tomadas, existem triplas, existem as tomadas banais, e depois existem as tomadas feitas por encomenda. Tu és uma ficha banal que nunca vai entrar numa tomada feita por encomenda. - Terminou ela dando-lhe um beijo na face e vindo ao meu encontro. 
Não disse nada quando ela finalmente me alcançou. Nem sabia o que pensar. Não era novidade que o Rodrigo se babava por ela, mas este momento entre eles foi estranho."

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

Instragam