Translate

sexta-feira, 13 de maio de 2022

# Capítulo # Linha Desfalecida

Linha Desfalecida - 35º Capítulo

Chegamos aos capítulos finais de "Linha Desfalecida", as decisões mais dificeis já foram tomadas e agora é só limar as arestas finais desta história que sem dúvida me deixou mesmo muito feliz.

"Isabel sentiu aquele abraço, percebeu que era o sinal dos amigos para abandonar o transe. Fitou uma última vez a Eveline que a observava atentamente, sentiu pena e raiva ao mesmo tempo, por tudo o que acontecera e sem aviso saiu do transe.
    
- Agora! – gritou o Rui ao perceber que Isabel estava a sair do transe.
Marcelo não pensou duas vezes e injetou o líquido das três seringas o mais rápido que conseguiu.
Isabel e Eveline abriram os olhos ao mesmo tempo. Isabel parecia desorientada, mas sabia que estava nos braços da irmã. Já Eveline começou a caminhar furiosa, e sem a barreira do Hugo era óbvio que ela as ia apanhar.
- Vocês vão pagar bem caro! – reclamou a vilã.
Por momentos todos ficaram petrificados e com medo que o plano estivesse errado. Então e de repente Eveline parou e fitou-os.
- O que é que fizeram? – disse ela levando a mão às costas e tirando uma das agulhas.
- Ácido! Diretamente no sistema nervoso central! – disse a Rafaela.
- Seus tolos, eu regenero! – afirmou ela cambaleando. Depois subitamente começou a gritar de dores, e alguns segundos depois estava caída no chão com espasmos.
- Acho que o ácido não foi suficiente… - disse o Marcelo que de repete temia que ela se levantasse.
- É pior que uma barata! – exclamou a Samanta observando a Eveline que se contorcia com espasmos.
- Precisamos de fazer alguma coisa rápido! – exclamou a Isabel. Subitamente a voz do Hugo fez-se ouvir.
- Eu sei o que fazer! Saiam todos daqui!
Como pequenos soldados, todos começaram a obedecer. Marcelo pegou no corpo de Alexa, e Rui arrastou pelo braço a Viviana que estava em estado catatônico aninhada num dos cantos do corredor. E saíram a correr.
- O que vais fazer? – perguntou a Isabel que era a última do grupo a abandonar o local.
- Destruir todas as partículas do ser da filha da mãe que matou a minha irmã!
Isabel percebeu que havia alguma coisa sinistra no namorado, mas não o podia culpar. Se até ela queria que Eveline pagasse pelo mal que lhes fez, não conseguia imaginar o ódio que ele sentiria ao perceber que a irmã morrera nas mão daquela assassina.
- Eu fico contigo!
- É perigoso! Já perdi a Alexa, não te quero perder a ti também!
- Também não te quero perder, por isso vou ficar contigo para garantir que saímos daqui os dois!
Ele acenou e deu-lhe um beijo rápido na face. Depois levantou as duas mãos, Isabel conhecia aquele gesto, mas até aquele momento só tinha visto usar a mão direita, para fazer aparecer a sua barreira de força. Subitamente uma estranha força pareceu tomar conta do corredor onde se encontravam, e o chão tremeu ligeiramente, como se ele estivesse a sugar a energia do local para condensar na sua onda de energia.

Enquanto isso o restante grupo chegava ao exterior do edifício, e só quando pararam para trocar olhares perceberam que nem a Isabel nem o Hugo tinham regressado.
- A minha irmã??? – gritou a Rafaela. – Onde está a Isabel?
- Calma, eles devem vir já aí! – disse o Marcelo, colocando cuidadosamente o corpo de Alexa no chão.
Todos observavam o local por onde tinha saído, quando sentiram a terra tremer!
- Isabel!!! – gritou a Rafaela preparando-se para voltar a entrar no local, porém o Marcelo agarrou-a. – Tenho que ir buscar a minha irmã!
- Ela está com o Hugo! Eles estão seguros! – disse ele, contudo ninguém, inclusive ele próprio acreditou nas suas palavras.
    
Isabel colocou-se atrás do namorado quando o chão e as paredes começaram a rachar, e bocados do teto começaram a cair do teto. Eveline continuava a contorcer-se no chão, era óbvio que o seu poder de regeneração estava a lutar contra o ácido que lhe tinha sido injetado. Subitamente sentiu medo do que poderia acontecer.
Ao seu lado e com os braços erguidos paralelamente o Hugo fitava a assassina. Calmamente começou a aproximar as palmas das mãos. Isabel sentiu a pressão no ar à sua frente, contudo era habitual que ele a impulsionasse para a frente e não desta forma. Só quando a pressão aumentou e os azulejos começaram a descolar da parede, é que ela percebeu que ela primeira vez, ele não estava a impulsionar uma barreira de força, mas sim, a manipular duas barreiras, uma contra a outra.
Eveline iria evaporar quando as duas barreiras se encontrassem, e desta forma não sobraria nada para regenerar. As mãos do Hugo estavam agora a cerca de 40 centímetros uma da outra, e a pressão que se sentia já demonstrava que o edifício provavelmente não aguentaria o impacto.
30 centímetros. Eles iam conseguir acabar com a Eveline, mas iam morrer ali. Isabel não queria morrer, não ali, não depois de tudo o que passaram para chegar onde tinham chega
20 centímetros. 10 centímetros. Isabel colocou a mão no ombro do namorado. Não ia morrer alí, iam sair e lutar até ao fim, pelo final feliz que ele lhe disse que eles iam ter.
As mãos dele juntaram-se um estrondo, e uma onda de força e poeira.
Isabel agarrou o namorado e desatou correr para longe do local onde tudo se desmoronava."

 

Se ainda não tiveste a oportunidade de ler...   

1º Capítulo | 2º Capítulo | 3º Capítulo | 4º Capítulo | 5º Capítulo | 6º Capítulo7º Capítulo | 8º Capítulo9º Capítulo | 10º Capítulo | 11º Capítulo | 12º Capitulo | 13º Capítulo | 14º Capítulo | 15º Capítulo | 16º Capítulo | 17º  Capítulo | 18º Capítulo | 19º Capítulo | 20º Capítulo | 21º Capítulo | 22º Capítulo | 23º Capítulo | 24º Capítulo | 25º capítulo | 26º Capítulo | 27º Capítulo | 28º Capítulo | 29º Capítulo | 30º Capítulo | 31º Capítulo | 32º Capítulo | 33º Capítulo | 34º Capítulo |

 

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Youtube | Pinterest

25 comentários:

  1. Bom e belo fim de Semana
    agradável e em harmonia
    que o bom tempo desafia ´.~`)))))

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Como foi bom ler mais um capítulo dessa história, como não gostar da tua escrita
    Um bom fim de semana
    Beijinhos
    Novo post
    Tem Post Novos Diariamente

    ResponderEliminar
  3. Mais um capítulo deste interessante romance aqui partilhas.
    Parabéns, pelo talento!

    Votos de um excelente fim de semana!

    Beijinhos.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Oi, Teresa. Como vai? Mais um capítulo excelente. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/


    ResponderEliminar
  5. Que interessante! Não conhecia ainda. Depois vou conferir os primeiros capítulos.

    beijos

    ResponderEliminar
  6. Lindo capítulo.
    Invítote a passar pelo meu último post. Beijos!

    ResponderEliminar

Instragam