Translate

sexta-feira, 6 de maio de 2022

# Capítulo # Linha Desfalecida

Linha Desfalecida - 34º Capítulo

Estou verdadeiramente orgulhosa com a história de "Linha Desfalecia". Confesso que  quando me desafiei e recriar a história que tinha escrito à uns anos, não esperava sentir-me tão bem com todas as mudanças que realizei.

Entretanto relembro que criei uma playlist com as músicas que me inspiraram a escrever a história. Caso queiras clica neste link e deixa-te envolver com as músicas que me ajudaram a criar o verdadeiro clima da história.

"Assim que chegou ao exterior Hugo desatou a gritar. Nunca na vida se sentira tão impotente como naquele momento. Começou a chorar e caiu de joelhos no chão. Uma enorme barreira de força saiu do seu corpo destruindo ainda mais as ruínas à sua volta e partindo os vidros do carro da Samanta que era o que estava mais próximo de onde ele se encontrava. Não podia perder a irmã! Não podia perder a Isabel. Tinha que se acalmar e voltar e garantir que o plano deles corria bem.
Alguns minutos depois, ele estava a recompor-se quando o Rui e a Samanta saíram a correr em direção ao carro da rapariga. Ela ficou estarrecida ao ver os vidro todos partidos.
- Desculpa! – pediu o Hugo aproximando-se. Ela fitou-o confusa.
- Depois explico-te! – disse o Rui ajudando-a a tirar a bateria do carro.
- Vamos a isso! – disse ela começando a preparar várias seringas lado a lado.
    
- Achas que a minha irmã está bem? – perguntou a Rafaela fitando a seringa que Eveline tinha usado em Alexa.
- Creio que sim, mas não tenho a certeza! – respondeu o Marcelo. – Mas pelo menos está a funcionar e aquela louca está quieta. Tens alguma ideia sobre o que ela injetou na Alexa?
- Não! Pode ser muita coisa, mas aparentemente só lhe atacou o coração. Ela queria-a fora de combate, provavelmente com medo de que ela a atacasse, e mata-la antes que ela pudesse reagir… Quase que conseguiu!
- Essa seringa era para mim… Mas o Rui afastou-me! Não sabia que ela estava mesmo atrás de mim…
- Não te podes culpar… O importante foi que ela não morreu.
- Ela morreu por uns segundos! – confessou o Marcelo. – Eu ouvi o coração dela a deixar de bater algum tempo depois de ela cair ao chão, mas o Rui conseguiu reanima-la. Então voltei a ouvir o coração dela a bater mais muito fraco…
Rafaela fitou-o com curiosidade. Queria saber como é que ele conseguira ouvir com tanto detalhe, mas decidiu que as perguntas complicadas iam ficar para depois.
- Se a seringa era para ti, e supondo que aqui dentro estava um sedativo bastante forte ao ponto de parar o coração, era porque ela te queria morto antes dos outros todos… Porquê?
- O meu dom é absorção! – explicou ele. – Creio que ela pensou que o meu dom seria mais útil primeiro, afinal de contas ser-se imune às coisas pode ser bastante agradável, principalmente quando estás a pensar matar uma pessoa com força sobre-humana e alguém que produz uma barreira de força.
- Mas porque raio ela ia querer absorver e tornar-se imune, se ela regenera? – questionou a Rafaela fitando a rapariga que em tempos fora a sua melhor amiga.
Marcelo fitou-a, não tinha pensado nisso, e para ser sincero a questão que a rapariga tinha levantando era bem pertinente. Talvez se eles tivessem pensado um pouco talvez, pudessem ter evitado tudo aquilo. Mas de qualquer forma agora não havia tempo para pensar em detalhes.
- Ainda temos que descobrir como tirar a Isabel do transe! – disse o Marcelo – Tens alguma ideia?
- Ainda não! – suspirou a Rafaela fitando a irmã de pé imóvel, num transe que ninguém sabia como ou quando iria terminar. – Existem monges que ficam em transe por dias…
- Ela avisou-me antes de voltar a entrar na mente da Eveline… - começou o Marcelo, subitamente Rafaela estarreceu, e ele percebeu o motivo, o coração de Alexa tinha parado de novo.

Enquanto tentavam reanimar a Alexa, o Hugo, o Rui e a Samanta desceram as escadas a correr. Assim que se apercebeu da chegada de Hugo o Marcelo correu para eles usando a o seu corpo musculado e a sua força contra o Hugo e arrastando-o para fora do corredor.
- O que é que estás a fazer? – perguntou o Hugo.
Marcelo não conseguiu responder, tinha os olhos cheios de lágrimas e então num flash Hugo percebeu que a irmã tinha morrido. Não teve tempo para pensar em mais nada, pois subitamente um soco de Marcelo deixara-o inconsciente mesmo antes de ele soltar uma barreira de força sobre o local.
- Desculpa! – pediu o Marcelo apoiando o corpo do rapaz e deitando-o no chão.
Rui também chorava. Não podia acreditar no que estava a acontecer. Estavam tão perto de conseguir acabar com tudo aquilo… Porque é que a Alexa não aguentara mais um pouco?
- Fizemos tudo o que podíamos… - explicou o Marcelo. – Lamento muito muito.
- Lamento a vossa perda, mas temos trabalho a fazer! – disse a Samanta esticando três seringa à Rafaela. – Suponho que saibas onde tens que meter isto…
- Deixa comigo! – afirmou a Rafaela pegando nas seringas e aproximando-se de Eveline.
Levantou a t-shirt da rapariga e uma a uma espetou as agulhas na medula óssea.
- Marcelo, as agulhas estão no sitio certo. Creio que és a melhor pessoa para estar aqui quando tirarmos a Isabel no transe…
Marcelo acenou com a cabeça e ocupou o lugar de Rafaela.
- Só vais ter uns segundos depois de acordarmos a Isabel. – afirmou a Samanta. – Tens de ser rápido.
- E se não funcionar? . perguntou o Rui.
- Morremos todos! – afirmou o Marcelo.
- Se alguém quiser ir embora agora é o momento… - disse a Rafaela colocando-se ao lado da irmã.
- Não vou a lado nenhum sem vocês! – afirmou o Rui que fitou a Samanta.
- Sendo assim malta, foi um prazer conhecer-vos a todos! – garantiu a Samanta dando a mão ao Rui.
    
A mente de Eveline era fria e incómoda. Isabel continuava de pé a fitar a outra rapariga que se sentara em silêncio. Isabel sabia que ela não ia dizer nada, por isso limitara-se a fazer o mesmo, mas o silêncio daquele vazio branco era ensurdecedor.
Subitamente Isabel sentiu um estranho calor na palma da sua mão direita. Era como se alguém a estivesse a aconchegar, mas não estava lá ninguém. Seria aquele um sinal do mundo exterior?
Desde que entrar na mente de Eveline que não conseguiu ver ou ouvir nada do mundo lá fora, era provável que isso se aplicasse aos outros sentidos, por isso decidiu esperar por outro sinal, mas durante algum tempo não sentiu nada além do calor.
    
- Por favor Isabel… Sai daí! – pediu a Rafaela do lado de fora enquanto acariciava a mão da irmã. – Preciso que saias daí!
    
Do outro lado Isabel sentiu um calor mais intenso na sua mão como se alguém a estivesse a apertar. Era estranhamente reconfortante sentir aquele toque invisível. Então instintivamente apertou a mão invisível que apertava a sua.
    
Rafaela sentiu a irmã a apertar a sua mão e sorriu.
- Ela está aqui! Já sei como comunicar com ela! – gritou a Rafaela apertando a mão da irmã com mais força. Isabel correspondeu. – Marcelo fica apostos ao meu sinal!
Marcelo acenou a cabeça, subitamente um fio de esperança parecia pairar sobre todos eles. Rafaela então abraçou o corpo da irmã com toda a sua força."


Se ainda não tiveste a oportunidade de ler...   

1º Capítulo | 2º Capítulo | 3º Capítulo | 4º Capítulo | 5º Capítulo | 6º Capítulo7º Capítulo | 8º Capítulo9º Capítulo | 10º Capítulo | 11º Capítulo | 12º Capitulo | 13º Capítulo | 14º Capítulo | 15º Capítulo | 16º Capítulo | 17º  Capítulo | 18º Capítulo | 19º Capítulo | 20º Capítulo | 21º Capítulo | 22º Capítulo | 23º Capítulo | 24º Capítulo | 25º capítulo | 26º Capítulo | 27º Capítulo | 28º Capítulo | 29º Capítulo | 30º Capítulo | 31º Capítulo | 32º Capítulo | 33º Capítulo |


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Youtube | Pinterest

23 comentários:

  1. .Mais um belo capítulo que muito gostei de ler..
    Feliz fim-de-semana.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  2. Bom e belo fim de Semana
    boas leituras e bom Sol é são
    e se a memória não me engana
    o Porto pode já ser Campeão ´.~`))))

    Bom fim de Semana Teresa, beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Olá Teresa!
    Mais um excelente capítulo, deste interessante romance aqui partilhas.
    Parabéns, pelo teu talento!
    Votos de um excelente fim de semana!

    Beijinhos.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Tão bom ler mais um belo capítulo, cada vez essa história está muito interessante

    Beijinhos
    Novo post
    Tem Post Novos Diariamente

    ResponderEliminar
  5. Como desta vez não tenho conseguido acompanhar, passo a deixar um abraço e a desejar bom fim de semana

    ResponderEliminar
  6. I love all the different powers and the intensity :)

    ResponderEliminar
  7. Bom fim de semana com leituras boas *.*

    ResponderEliminar
  8. Confesso que não tenho acompanhado a história, mas é bom saber que estás orgulhosa do teu trabalho!
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  9. What a beautiful new chapter Dear friend!

    ResponderEliminar

Instragam