Translate

sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

# Capítulo # Linha Desfalecida

Linha Desfalecida - 19º Capítulo

Espero que estejas a gostar de acompanhar história, estou a adorar conhecer as opiniões de várias pessoas, por isso se estás a gostar deixa o teu feedback e opinião porque eu vou adorar saber o que estás a achar do "Linha Desfalecida".

"Isabel sentira-se confiante, tinha conseguido passar a manhã toda a evitar cruzar-se com o Hugo, por isso à hora de almoço, enquanto comia e conversava animadamente com a Viviana e mais dois colegas de turma, ficou admirada de ver o Hugo chegar e se aproximar da sua mesa.
- Podemos falar? – perguntou ele.
- Não pode ficar para outra altura? – perguntou ela sabendo que estava a ser parva e que existiam mil e um motivos para ele querer falar com ela que não os acontecimentos da noite anterior, contudo ela não queria lidar nem com ele nem com a situação.
- Preferia falar contigo agora. – disse ele firmemente, deixando todos os envolvidos na mesa tensos.
- OK! – disse ela pouco convencida. – Vemo-nos na aula. – terminou pegando nas suas coisas e seguindo o rapaz.
- Já comeste hoje? – perguntou o Hugo quando já estavam suficientemente longe.
Isabel tinha vontade de gritar, de lhe dizer que estava magoada, com o coração partido e o orgulho ferido, mas ali estava ele, preocupado se ela estava ou não alimentada.
- Não. – respondeu ela. – Mas não te preocupes, quando sair daqui passo num talho e arranjo sangue!
- Tenho sangue no carro se precisares…
- Não é preciso…
- Não precisas de te preocupar… Não é meu… Pedi à Alexa hoje de manhã…
Isabel teve vontade de gritar novamente, mas em vez disse sentiu os olhos encherem-se de água e desta vez não se conseguiu controlar.
- Agradeço do fundo do coração tudo o que vocês estão a fazer por mim, mas não consigo lidar com tudo isto… - explicou ela.
- Eu sei, mas acredita que vai ficar mais fácil…
- Não estás a perceber. Quando eu digo isto não me refiro ao facto de ser uma aberração, refiro-me ao facto de ter de lidar contigo! – disse ela enquanto as lágrimas lhe caiam pelo rosto. – Não consigo lidar com o facto que estou apaixonada por ti, e de te ter obrigado a beijar-me contra a tua vontade… Não posso deixar que isso aconteça… Tu não mereces isso e eu não te quero magoar nem obrigar a fazer nada que obviamente não queres…
- Em breve vais aprender a controlar o teu dom, podemos treinar para te ajudar nisso…
- Vou controlar o meu dom, mas não o que sinto por ti… - rematou ela tristemente, cada palavra que dizia causava-lhe uma dor que ela não conseguia explicar.
- Nem o que eu sinto por ti… - disse ele por fim. Isabel levantou os olhos do chão para o fitar. Ele aproximou-se dela e beijou-a.
- Eu não desejei isso! – exclamou ela quando ele se afastou dela apenas o suficiente para conseguir falar.
- Pois não, isto fui eu que desejei…
- Não estou a perceber… Mas tu ontem disseste que não querias beijar…
- E não queria. – respondeu ele aproximando-se dela quando ela se afastou – Quero-te beijar desde daquele dia no beco por trás do café, mas primeiro queria ter a certeza que estavas bem e confortável com todos os acontecimentos que estavam a acontecer, queria ter a certeza que o facto de te estar a ajudar não influenciava aquilo que sentias por mim… Por isso não te queria beijar ontem, pensava que ainda era cedo… Mas era algo que queria fazer num futuro breve. – explicou ele abraçando-a. Isabel sorriu. Achou até mesmo o gesto dele bonito.
- Por isso é que ficaste estranho ao beber o meu sangue?
- Isso já nos leva por outros caminhos, e é conteúdo para outra lição, mas essa lição é para termos mais à frente… - Disse ele colocando o braço sobre o ombro dela e fazendo-a caminhar ao seu lado. – Hoje depois das aulas vamos treinar…
Isabel fitou-o surpreendida.

- Deu me livre se te posso deixar andar por aí a manipular a mente das pessoas sem saberes que o fazes! Já viste se te encantas com outro homem qualquer? – perguntou ele a rir. Isabel também se riu.
- Tens a certeza que é isto que queres? – perguntou ela apontando para ambos. – Preciso de ter a certeza que não estou a influenciar nada mesmo que inconscientemente.
- Fica descansada. – disse ele beijando-a novamente.

Assim que se aproximou das colegas de turmas, Isabel percebeu um burburinho que subitamente parou com a sua chegada.
- Está tudo bem? – perguntou ela.
- Nós vimos bem? – perguntou uma das colegas de turma. – Tu estavas a beijar o Hugo Alexandre?
Isabel ficou surpreendida ao ver que toda a gente estava a falar sobre a sua relação, como se duas pessoas estarem juntas fosse algo tão insólito que devesse ser comentado.
- Hum, sim viram bem. Mas qual é a surpresa!? – perguntou ela. Todos disseram que não era nada e alguns até disseram que eles faziam o casal bonito, porém só um dos rapazes da turma é que se aproximou dela e lhe segredou:
- Ele e a Viviana namoraram, e as coisas não acabaram bem. – disse o rapaz afastando-se.
Isabel levantou os olhos e observou a Viviana que a fitava chateada. Isabel lamentou que a colega de turma descobrisse dessa maneira, mas não tinha como saber que a Viviana e o Hugo tinham andado juntos, e que obviamente ela ainda não tinha superado o fim da relação. Ia aproximar-se da rapariga para falar com ela, e pedir desculpa por ela ter descoberto daquela maneira quando a Alexa se aproximou o colocou o braço sobre o ombro de Isabel.
- Olá cunhadinha! – brincou ela, para grande surpresa de Isabel. Depois segredou-lhe – Nem penses em fazer isso! Agora sorri. – Isabel sorriu. E Alexa falou bem alto. – Vamos embora ouvi dizer que a professora de história vai faltar!
Quando todos os alunos dispersaram, Isabel e Alexa ficaram sozinhas no corredor, e foi a irmã do Hugo que quebrou o silêncio.
- Agora faz lá aquilo que sabes fazer e deseja com todas as tuas forças que a professora vá embora… - disse a Alexa.
- Eu não sei fazer isso! – Exclamou a Isabel confusa. – O que se está a passar?
- Não quero ter aula de história, e tu estás com cara que também não queres! – sorriu a Alexa. – Por isso vamos até à porta da sala dos professores para tu influenciares a senhora professora a se ir embora… - continuou a Alexa puxando a Isabel. – Além disso temos que falar sobre o facto de estares aos beijos com o meu irmão no meio da escola! Não se fala de outra coisa…
- És realmente uma pessoa com uma mente muito complicada! – brincou a Isabel, assim que as duas pararam junto à porta da sala dos professores.
- Anda lá, faz lá aquilo que tu fazes sem saberes que fazes…
- Aí está, eu não sei como faço! – exclamou a Isabel.
- Mas é bom que descubras,.. Faltam 3 minutos para a campainha tocar!
- Adoro fazer as coisas sobre pressão! – brincou a Isabel.
- Pensa que não queres mesmo ter esta aula, e que só queres mesmo que a professora se vá embora…
- Estou a pensar… - reclamou a Isabel que se sentia muito, mas mesmo muito pressionada. – E não está a funcionar!
- Será tens algum defeito e isso só funciona se estiveres mesmo muito perto da pessoa? – questionou a Alexa fitando a namorada do irmão, que a olhou chateada. – Sem ofensa, claro! – acrescentou a Alexa com um sorriso.
- Eu nem sei como é que isto funciona ao certo, como queres que eu faça acontecer algo que eu não sei como acontece?
- Ela está a arrumar as coisas… - disse a Alexa que espreitava sorrateiramente pela janela da sala dos professores. – Tens um minuto para fazer acontecer!
- Não consigo! – disse a Isabel com os olhos cerrados.
- Nunca pensei dizer isto, mas se não tivermos aula de história, podemos ir para os treinos mais cedo… E o meu irmão vai lá estar! – disse a Alexa rindo.
Isabel abriu um dos olhos e fitou-a surpreendida.
- Já vi que não funcionou, mas pelo menos tentei! – brincou a rapariga. Subitamente a professora abriu a porta e fitou as duas sentadas ao lado da porta com uma expressão cúmplice.
- Alexandra e Isabel, o que fazem aqui? – perguntou a mulher desconfiada.
- Hum… bem… - começou a Isabel que não sabia o que responder sem parecer maluca.
- Ouvimos dizer que a professora não estava na escola, e queríamos ter a certeza antes de ir embora… - mentiu a Alexa.
- Mas como podem ver eu estou aqui e vai haver aula… - respondeu a professora, Isabel colocou-se à frente dela e fitou-a com os olhos muito abertos.
- Tem a certeza que vai haver aula? Não precisa de ir embora?
- Não sei o que se passa com vocês as duas, mas vai haver aula. – respondeu a mulher afastando-se no exato momento em que a campainha tocou.
Alexa fitou Isabel com uma expressão interrogativa.
- O que foi aquilo?
- Estava a tentar se convincente! – respondeu a Isabel sorrindo.
- Por favor, não voltes a tentar… - brincou a Alexa. – Faltamos à aula?
- Oh depois de quase ter conseguido mandar a professora ir embora agora não me parece bonito faltar… - reclamou a Isabel.
- Isso quer dizer que também não queres ter aula? – perguntou a Alexa colocando-se em frente à rapariga loira.
- Claro que não! Adoro a ideia de a mandar embora e ir tomar um café! – respondeu a Isabel chateada com a pergunta da Alexa que começou a rir. – Porque te estás a rir?
Alexa colocou as mãos nos ombros de Isabel e rodou-a mesmo a tempo de ver a professora dar meia volta e dirigir-se ao estacionamento.
- Afinal é verdade que os sonhos se tornam reais! – exclamou a Alexa rindo, também Isabel começou a rir. – Vamos tomar um café?
- Claro! E depois vamos pensar nas coisas fantásticas que posso fazer com este dom! – brincou a Isabel seguindo a Alexa para fora da escola."


Se ainda não tiveste a oportunidade de ler...   

1º Capítulo | 2º Capítulo | 3º Capítulo | 4º Capítulo | 5º Capítulo | 6º Capítulo7º Capítulo | 8º Capítulo9º Capítulo | 10º Capítulo | 11º Capítulo | 12º Capitulo | 13º Capítulo | 14º Capítulo | 15º Capítulo | 16º Capítulo | 17º  Capítulo | 18º Capítulo |

 

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Youtube | Pinterest

28 comentários:

  1. Vampirescas cenas frescas hé hé hé ´.~`)

    Bom e belo fim de Semana agasalhado
    que o frio tá de rachar por aqui, beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Gostei de ler!

    Tenha um bom fim de semana.

    Beijinhos🌹, saúde e paz.

    ResponderEliminar
  3. Leitura maravilhosa e interessante. Bom final de semana com muita paz e saúde, minha amiga Teresa.

    ResponderEliminar
  4. Mais uma excelente partilha de mais um capítulo aqui deixaste.
    Sem dúvida, és muito talentosa.

    Votos de um excelente fim de semana!

    Beijinhos.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Passei para te desejar um bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  6. Amei o capítulo, tenha um bom final de semana
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderEliminar
  7. Bem que eu queria ter este dom de Isabel!
    Ela parece está indo muito bem na sua nova vida.

    😘😊

    ResponderEliminar
  8. Olá Teresa!
    Passando por aqui, para desejar uma ótima semana com tudo de bom.
    Beijinhos!

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. Gostei!!!
    Você escreve super bem :)

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderEliminar
  10. Adorei ler! Mais um capítulo bem empolgante! Adoro os diálogos!!!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

Instragam