Translate

sexta-feira, 1 de outubro de 2021

# Capítulo # Linha Desfalecida

Linha Desfalecida - 5º Capítulo

Tenho reparado que capítulo atrás de capítulo, as pessoas estão mais curiosas sobre o que vai acontecer na história do Linha Desfalecida, por isso gostava de vos perguntar, o que é que acham que vai acontecer nos próximos capítulo...

"Quando a campainha para o fim da aula tocou, Isabel só teve tempo de ver a rapariga morena passar na porta. Isabel não tardou a sair também da sala de aula mesmo a tempo de a ver no corredor.
- Alexa!!! - gritou um rapaz do cimo das escadas. Toda a gente o fitou e depois todos olharam para a rapariga. - O que eu não dava para ter esse rabo na minha cama!
Todos se riram e fitaram Alexa que se ria para o rapaz. Esperou que ele se aproximasse um pouco antes de falar.
- Tanto paleio só pode ser para esconder alguma disfunção sexual!
A voz de Alexa era rouca e sonante. Tinha uma carga poderosa, que deixou o rapaz estarrecido, enquanto todos se riam dele. Alexa não esperou reações virou costas e foi-se embora.
Isabel também saiu dos corredores e assim que chegou ao exterior percebeu que não conhecia ninguém. Ainda ponderou procurar a Viviana, mas achou que era melhor ser desejada do que aborrecida e por isso caminhou até à parte de trás da escola para fumar um cigarro sossegada.
Assim que contornou o edifício, ficou admirada de encontrar Alexa e os dois rapazes com quem ela tinha chegado. O do blusão beije estava sentado num pequeno muro enquanto Alexa e o outro rapaz de pé falavam animadamente.
Constrangida, Isabel sentou-se numa ponta distante do muro e tirou da mochila um cigarro que acendeu. Deixou que o cabelo loiro lhe tapasse o rosto e por entre os fios fitou o grupo que estava não muito longe.
Apesar de não fumar Alexa tirava de vez quando o cigarro das mãos do rapaz de casaco beje e dava uma ou duas inspirações antes de lhe devolver o cilindro.
- Ela é da minha turma. - disse Alexa aos rapazes que a fitavam.
Isabel encolheu-se um pouco ao ouvir Alexa a falar dela, mas a campainha tocou, dando-lhe a desculpa perfeita para se levantar, apagar o cigarro com a ponta da bota e afastar-se.
 

Isabel entrou em casa e atirou a mochila para cima da mesa. Chamou a irmã. Ninguém respondeu. Abriu o forno e tirou de lá a refeição que a empregada teria deixado. Enquanto a comida aquecia ela aproveitou para ir ao quarto e descalçar as botas.
Regressou à cozinha quando o micro-ondas começou a tocar. Estava a mastigar calmamente a comida quando percebeu que estava novamente sem paladar. Ficou intrigada com o que se passava consigo, mas pensou que poderia de andar a fumar mais que habitual ou então dos nervos do regresso às aulas.
Não comeu muito mais. Levantou-se e deitou o resto da comida ao lixo. Fechou o saco e levou-o para fora de casa. Estava a regressar a casa quando fitou a porta que dava acesso à garagem.
Entrou às escuras e caminhou entre as caixas da mudança em busca do interruptor. Assim que ligou a luz olhou em volta. Não sabia o que estava a procurar, não soube nem como nem porque mas caminhou até uma caixa e abriu-a. Tinha apenas os jornais que tinham usado para embrulhar as peças frágeis durante as mudanças. Sentiu-se parva por procurar seja o que for numa caixa que era para ir para o papelão, mas então alguma coisa a fez remexer os papéis, e foi então que ela sentiu alguma coisa com pelo lá dentro. Deu um salto para trás assustada. Porém a curiosidade foi mais forte do que ela e ela aproximou-se da caixa e começou a tirar as folhas de jornal até encontrar um gato morto lá dentro.

Ao ver as entranhas do gato espalhadas pela caixa, Isabel só teve tempo de conter o vómito e correr para o jardim.
Quando acabou de vomitar afastou-se e ajoelhou-se no jardim. Não viu o rapaz que se aproximava dela a correr.
- Ei! Estás bem?! - perguntou ele quando já estava suficientemente perto para ela o ouvir.
Com os olhos cheios de lágrimas, Isabel fitou-o. Bastaram alguns segundo para ela o reconhecer. Era o rapaz de casaco beije.
- Estás bem?! - voltou ele a perguntar.
- Acho que sim. - respondeu ela ainda de joelhos no chão.
- Queres ir ao médico ou queres que ligue aos teus pais?
- Os meus pais estão fora.
- Hum... Queres-me dizer o que se passa contigo? - perguntou ele sentando-se ao lado dela.
- Oh apanhei um susto na garagem e o almoço caiu-me mal! . respondeu ela olhando finalmente atentamente para ele.
- Então vamos para dentro e vamos fazer-te um chá! - disse ele estendo-lhe a mão. Ela ficou reticente.
- A casa ainda está desarrumada das mudanças... - respondeu ela.
- Então vamos até minha casa, moro mesmo em frente, estava a chegar a casa quando te vi e vim ver como estavas. - disse ele apontado para a vivenda em frente.
Isabel olhou para a vivenda, era branca e tinha uns jardins impecáveis. A relva era de um verde impecável.
- Eu não devia... - Não te preocupes, a minha irmã está em casa. Não vais ficar a sós comigo! - riu-se ele.
Isabel conseguiu ver-lhe os fabulosos dentes, todos alinhados e brancos. Aceitou a mão dele, o toque era suave e as mão dele agarrou-a com força para ajudar a levantar quase sem sacrifício nenhum. Ele tirou a mão quando já estavam frente a frente e de olhos postos um no outro. E encaminhou-a até casa."


Se ainda não tiveste a oportunidade de ler...

 1º Capítulo | 2º Capítulo | 3º Capítulo | 4º Capítulo |

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Youtube | Pinterest

36 comentários:

  1. Amores de Estudante
    não duram uma hora
    e a raposa espreita
    para um ano perdido sem demora, hé hé hé, brinco ',``)

    Bom fim de Semana com alegria. Bela tarde. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Perdi o começo, vou ter que voltar os posts pra acompanhar a história
    Beijos ♡ | blog | instagram

    ResponderEliminar
  3. Está bem encaminhada;))
    Bom fim-de-semana
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. This is an interesting story. And I enjoyed reading it.
    http://www.bauchlefashion.com/2021/10/october-accessories-edit-5-designer.html

    ResponderEliminar
  5. Como não gostar de acompanhar esta história, tenho adorado
    um bom fim de semana
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  6. Tenho vindo a acompanhar e estou a gostar da história.
    Bom fim de semana
    Coisas de Feltro

    ResponderEliminar
  7. Gostei de mais este novo Capítulo. Espero poder "sentir"(adivinhar) o caminho que se segue.
    Gostei.


    Beijo
    SOL da Esteva

    ResponderEliminar
  8. Quantos capítulos são?
    No final de cada um fica-se curioso para ver o que vai acontecer a seguir.
    Continuo a gostar.
    Bom fim de semana, amiga Teresa.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda não sei quantos capítulos vão ser, estou a reescrever a história todas as semanas!

      Eliminar
  9. Boa tarde. Obrigado por mais um maravilhoso capítulo. Bom final de semana e muita saúde.

    ResponderEliminar
  10. hum...Isabel vivendo vários sentimentos!
    Muito bom! Estou gostando de ler!

    Beijos!😘

    ResponderEliminar
  11. me ha gustado, muy interesante este capitulo

    ResponderEliminar
  12. Thanks for sharing more of your writing! What a mystery!

    Hope you have had a lovely weekend :)

    Away From The Blue

    ResponderEliminar
  13. Bem interessante esse capítulo.
    Big beijos
    www.luluonthesky.com

    ResponderEliminar
  14. Bom dia com alegria
    e uma boa semana Teresa '.``)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  15. Gostei, Isy! Mas, quanto a adivinhar o que virá, acho difícil, pois depende de ti. Um escritor é meio como Deus, para os seus personagens. ;) Meu abraço,

    ResponderEliminar

Instragam