Translate

sexta-feira, 10 de setembro de 2021

# história # Linha Desfalecida

Linha Desfalecida - 2º Capítulo

Antes de publicar mais um novo capítulo da história de "Linha Desfalecida", confesso que estava com algumas dúvidas sobre como a história seria recebida por vocês, e ao mesmo tempo, estava ansiosa, pois para mim, o (re)escrever é uma maneira de eu transformar a história que escrevi e editei em algo ainda mais especial.

 "- O que é que se passa com esta juventude? - perguntou a Samanta sentando-se à mesa na companhia das amigas.
- Pelo que eu percebi é uma celebração do fim das férias... - respondeu uma delas.
- Deixa-os ir para faculdade e ai eles celebram o qualquer dia e qualquer hora! - acrescentou a outra.
Samanta só queria uma noite calma, na companhia das amigas, mas a quantidade de jovens presentes no café tornava impossível qualquer conversa entre elas. Encostou-se na sua cadeira e tentou conversar mais um pouco até perceber que estava inquieta com tanto barulho. Pediu desculpas às amigas e levantou-se para ir até ao exterior fumar um cigarro.
Encostou-se a uma parede junto de um cinzeiro. A esplanada estava cheia de adolescentes que tal como ela fumavam os seus cigarros. Abriu a carteira e começou a procurar o isqueiro.
Não viu o jovem alto vestido de preto que chegava na companhia de um rapaz e uma rapariga. Não viu a empregada que trazia de dentro do café um tabuleiro cheio de copos cheios com as mais variadas bebidas. Ela só queria o isqueiro e não o encontrava.
Não viu o rapaz que fazia imitações desastradas no meio da esplanada. Também não viu que o rapaz vestido de preto estava ao seu lado. Só o viu quando ele a puxou e numa fracção de segundos o rapaz das imitações tropeçou caindo sobre a empregada que virou todas as bebidas contra a parede e contra o chão onde segundos Samanta tinha estado.
Espantada e confusa ela levantou os olhos para ver o rapaz que tinha evitado que ela tomasse um banho de bebidas alcoólicas. Ele era uns bons vinte centímetros mais alto do ela, tinha uns profundos olhos castanhos escuros e o cabelo preto curto.
- Uh... Hum... Obrigada. - disse ela sem tirar os olhos dele.
- Queres lumes? - perguntou ele levando a mão ao bolso do blusão que usava.
Samanta ficou estarrecida com a voz dele. Era forte e profunda. A junção da voz dele com aqueles olhos escuros era completamente hipnótica. Afastou-se dele e aceitou o isqueiro que ele lhe estendeu acendendo o cigarro.
Agradeceu de novo enquanto lhe devolvia o isqueiro. Ele sorriu. Tinha uns fabulosos dentes brancos. O maxilar era forte e másculo e a barba estava impecavelmente feita.
- Tenha cuidado, era uma pena sujar esse top tão bonito. - disse ele olhando-a de cima a baixo.
Samanta seguiu os olhos dele e viu o seu top verde de seda que queria ficado arruinado se as bebidas lhe tivessem caído em cima. Quando levantou os olhos para lhe sorrir ele já se estava a afastar.


Isabel acordou com a boca seca e um sabor desagradável. Levantou-se e bebeu um pouco de água que tinha na mesa ao lado da cama. Doíam-lhe os músculos da barriga por ter vomitado com tanta violência.
- Ontem à noite nem te ouvi chegar! - disse a irmã quando viu a Isabel entrar na cozinha.
- Pois não, eu nem cheguei a sair.
- Passou-se alguma coisa?
- Vomitei o jantar todo... Devia de estar alguma coisa estragada. Viste a validade dos produtos?
- Vi e estava tudo dentro do prazo. Além disso eu estou bem e até se ir embora a Eveline também.
- Pouca sorte a minha. - lamentou a Isabel pegando na caixa de cereais.
Sentia-se cansada apesar de ter dormido a noite toda. Mastigou calmamente os cereais que por algum motivo lhe sabiam a palha seca. Despejou a tigela no lixo e abriu o frigorifico tirou a manteiga e procurou um pão no cesto. Barrou-o e começou a comer, apesar de saber melhor a comida continuava a não ter o sabor habitual.
- Não consigo comer isto. - reclamou ela.
- Deixa ai que eu como mais tarde, não gosto que se estrague comida. - disse a Rafaela fitando a irmã. - Estás com má cara.
- Estou com cara de quem está com fome e não consegue comer. - reclamou a Isabel afastando-se.
Voltou minutos depois já com uns calçoes por cima das cuecas e uma t-shirt que já não era de pijama. Trazia na mão um cigarro. Abriu a porta das traseiras e sentou-se no degrau a fumar.
- Se estás assim não sei se devias estar a fumar... - preocupou-se a irmã mais velha.
- Bem pelo menos o tabaco tem sabor... O mais irónico é que da pouca erva seca que não me sabe a erva seca. - brincou ela fazendo espirais de fumo."


 Se ainda não tiveste a oportunidade de ler...

1º Capítulo |

 

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Youtube | Pinterest

39 comentários:

  1. O que é uma linha desfacelida como diz o título?
    Não estará errada a palavra como alertei no 1º capítulo? Ou será de propósito para chamar a atenção?

    Gostei de ler mais um capítulo dessa linga desfalecida.
    .
    Feliz fim-de-semana
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  2. Como é tão bom ler as tuas histórias, gostei bastante desse segundo capitulo
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  3. Também gostei do 2º capítulo.
    A história tem ritmo e os diálogos são interessantes.
    Bom fim de semana, amiga Teresa Isabel.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  4. Tens tanto jeito para escrever... continua <3
    Um beijinho,
    http://myheartaintabrain.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Genial relato me gusta como escribes te mando un beso

    ResponderEliminar
  6. Reescrever é reviver um mesmo "sonho" por ângulos diferentes.É muito bom olhar esse outro espírito e dar-te força para continuar.
    Parabéns.

    Beijo
    SOL da Esteva

    ResponderEliminar
  7. From what I managed to understand, this is a very interesting chapter.

    ResponderEliminar
  8. Thank you for sharing the second chapter of your story! :)

    Hope you are having a nice weekend :) Busy Sunday here, after 3 parties yesterday we have another one to go to today!

    Away From The Blue

    ResponderEliminar
  9. Oi! Obrigada por o capitulo, está muito bem. Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  10. I read two chapters of this story! I am not sure whether my interpreter translate the story good or not. But conversations are in the chapters BEAUTIFUL! Thanks.

    ResponderEliminar
  11. So glad you are writing! So intriguing! All the best to your creativity!

    ResponderEliminar
  12. Gostei de ler. Faço a mesma pergunta do Ricardo: porque o titulo da estória é linha desfalecida? Samantha teve um encontro inesperado e interessante, em?

    Beijos nas bochechas!
    Boa semana! 😘🌺

    ResponderEliminar
  13. This is great! You have to keep writing!
    xoxo
    Lovely
    www.mynameislovely.com

    ResponderEliminar
  14. Desfalecida não está essa imaginação.
    Gostei.
    Boa semana
    Beijinho

    ResponderEliminar
  15. Algo me diz, que uma das personagens terá os seus próximos 9 meses... bastante empolgantes!...
    Estou a adorar a história! Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

Instragam