Translate

sexta-feira, 3 de setembro de 2021

# história # Linha Desfalecida

Linha Desfacelida - 1º Capítulo

Tal como prometido, aqui está o primeiro capítulo da história "Linha desfalecida", e apesar de ser uma adaptação dos livros que escrevi à uns anos vou criar e adaptar e melhorar toda a história, por isso de certeza que vão existir muitas mudanças. 

Também, tal como aconteceu quando escrevi "Tinha Tudo Para Correr Mal", vou adaptando a história de acordo com o teu feedback, por isso não deixes de comentar o que estás a achar da história.

"- Esta é a última - disse a Rafaela entregando uma enorme caixa de cartão a Isabel.
- Ainda bem. Já não aguento mais desempacotar coisas!
- Vê o lado positivo, com os pais fora sempre pudemos fazer isto à nossa maneira.
Isabel sabia que a irmã tinha razão. O facto de estarem poucas vezes em casa deixava sempre os pais inquietos. Com tanto trabalho que ambos tinham e tendo em conta as viagens que faziam, era bem provável que já nem se lembrassem como criar as filhas. Esta mudança a meio das férias era a prova disso.
Ao tentarem ficar mais perto da faculdade da Rafaela esqueceram-se por completo que a filha mais nova teria que deixar a escola secundária onde tinha todos os seus amigos. Contudo Isabel não lamentava. Havia algum tempo que ela sentia que queria mudar.
Foi o telefone a tocar que tirou Isabel dos seus pensamentos.
- Estou? - perguntou a Rafaela assim que levantou o auscultador - Ah olá! Como estás?
Isabel encolheu os ombros, pegou na caixa e foi para o seu quarto. Era incrível a velocidade da irmã no que dizia respeito a dar o número de telefone aos amigos.
Assim que fechou a porta do quarto Isabel sorriu. A história da mudança tinha sido má, mas os remorsos dos pais tinham feito com que ela ficasse com o melhor quarto. Era grande, tinha espaço suficiente para um enorme armário, uma cama, uma secretária e ainda umas estantes. Além disso tinha a sua própria casa de banho o que queria dizer que não tinha mais que esperar que a Rafaela saísse do banho para se arranjar de manhã.
Sentou-se ao computador. Abriu o facebook, tinha duas mensagens de umas amigas, mas naquele momento não lhe apetecia falar com ninguém. Pesquisou o nome da sua nova escola. As aulas iam começar dentro de três dias e queria saber mais alguma coisa sobre o local para onde ia.
Encontrou um grupo aberto e começou a descer a página e a ver os membros. Os adolescentes que lá estavam pareciam todos completamente normais, e a escola parecia não ter por hábito organizar grandes festas, bailes ou atividades sociais. Isso agradou a Isabel, queria apenas fazer as disciplinas, acabar com boas notas e seguir para faculdade.
De repente parou, não foi o comentário da rapariga, mas sim a sua foto de perfil. Era linda. Morena, olhos castanhos, um sorriso misterioso. Lábios finos pintados de um vermelho escuro. Viu o resto da conversa, era sobre uma pequena celebração de fim das férias. Isabel pensou que seria engraçado ir também já que o encontro era num café local.
- A Eveline vem cá comer, vou fazer esparguete! - disse a Rafaela abrindo a porta.
- Suponho que bateres à porta seja algo muito elaborado para as tuas capacidades. - respondeu a Isabel fechando o browser.
Rafaela já não ouviu a crítica, já se tinha afastado. Isabel bufou. Ligou o rádio e atirou-se para a cama. Levantou-se de um salto e abriu os armários. Iria ao café nessa noite. Pelos comentário que lera parecia que seria divertido e sempre ficaria a conhecer alguns rostos.
    
Durante o jantar a conversa fora animada. Eveline era amiga da Rafaela há mais de quinze anos. Tinham estudado juntas desde a primeira classe, mas na altura em que a irmã da Isabel fora para o ensino superior, Eveline concorrera para a força aérea onde se tinha adaptado muito bem.
Eveline não era portuguesa, mas crescera em Portugal por isso não tinha nenhum sinal de pronúncia brasileira. Tinha uma estrutura mediana, mas ombros largos. Era muito pouco feminina apesar dos longos cabelos castanho-escuro. Isabel gostava dela, achava-a divertida e ponderada. Parecia um pouco perigosa aos olhos dos outros mas as duas irmãs sabiam que ela era uma pessoa amistosa.
Quando acabou de jantar Isabel levantou-se e disse que ia sair para surpresa das duas raparigas. Entrou no quarto e começou a despir-se. Optara por usar umas calças de ganga, umas sandálias de salto alto pretas, e um top com um decote generoso. Estava elegante sem estar extravagante. Escovou o cabelo loiro e cumprido, optou por o levar solto sobre os ombros, e tirou do armário um blusão de couro para o caso de ter frio pois as noites arrefeciam bastante.
Pegou na carteira pequena e meteu lá dentro as chaves de casa, do carro e o telemóvel, estava já com a mão no puxador da porta quando sentiu o seu estômago andar às voltas. Nunca se tinha sentido tão agoniada em toda a sua vida. Atirou a carteira e o casaco para cima da cama. Não teve tempo de apanhar o casaco que tinha caído ao chão. Correu para a casa de banho e vomitou."

 

E então, o que achaste da história? Teve um bom começo? O que achas que vai acontecer?

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Youtube | Pinterest

35 comentários:

  1. "" Linha Desfacelida - 1º Capítulo ""

    Algo aqui me parece estar menos bem.
    .
    Gostei de ler este 1.ª capítulo. Vou acompanhar novos capítulos.
    .
    Feliz fim-de-semana.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  2. Que gostei bastante de ler esse 1º capítulo, é mesmo uma históra bem bonita
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  3. Gostei do início, que promete.
    A narrativa é muito boa, lê-se com facilidade (é apelativa).
    Bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  4. Gostei do início.
    Parece que será uma boa história.
    Beijinhos!

    www.galerafashion.com

    ResponderEliminar
  5. Adorei a dinâmica entre as irmãs, acho que o relacionamento das duas pode ser um dos fatores positivos da história. Curiosa para saber cenas do próximo capítulo. :)

    ResponderEliminar
  6. Buena historia, me gustaron los personajes, Te mando un beso

    ResponderEliminar
  7. Este Capítulo "abre" o enredo. Iremos acompanhar com atenção a narrativa.
    Para já, Parabéns.


    Beijo
    SOL da Esteva

    ResponderEliminar
  8. Olá! Gostei muito. Obrigada por partilhar! Abraços.

    ResponderEliminar
  9. Bastante promissor! :) Beijinhos e bom fim de semana.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  10. Uma história que promete!... Gostei imenso deste primeiro capítulo! Vou gostar de acompanhar os próximos!
    Beijinhos! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz que tenhas gostado, espero ver-te por aqui todas as sextas!

      Eliminar
  11. hum...me parece que vem novas emoções por aí...
    Isabel me pareceu bem impetuosa.
    Gostei do primeiro capítulo.

    Beijos nas bochechas!
    Ane🌺😊

    ResponderEliminar
  12. Fico a aguardar os próximos episódios.
    Prefiro ser surpreendida a tentar adivinhar o que vem a seguir.
    Boa semana
    Beijo

    ResponderEliminar
  13. Só agora vim ler, ando um bocada atrasada com isto dos bloggers. Mas gostei, vou ler o capitulo seguinte.
    Coisas de Feltro

    ResponderEliminar
  14. Oi, Isy!
    Li o segundo capítulo e agora vim ler o primeiro. Muito interessante a forma como descreve os cenários. A história ganha mais vida e o rítmo ligeiro.
    Beijus,

    ResponderEliminar

Instragam