Translate

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

# fungos # micose

Como tratar a micose nas unhas

Antes de te falar de tratamentos, é importante explicar concretamente o que é uma micose.
A onicomicose ou tinea unguium, é aquilo a que popularmente chamamos de micose de unhas e é nada mais nada menos que o dado à infeção das unhas das mãos ou dos pés causada por fungos.

Esta infeção é mais comum do que possas imaginar, 10% da população adulta e 20% dos idosos sofre com este tipo de infeções.
Apesar de não ser uma doença fatal, pode ser dolorosa e levar à destruição da unha causando efeitos emocionais que podem ter um impacto significativo na vida das pessoas.

Os sintomas das micoses, são maioritariamente estéticos do que clínicos, estando entre eles o escurecimento a alteração da espessura da unha.

Regra geral, as infeções fúngicas das unhas são causadas por um fungo que pertence a um grupo denominado dermatófitos, que também pode causar infeções nos pelos do corpo e na pele, como no caso da frieira (pé de atleta) e da micose da virilha (tinea cruris).

Meios de transmissão:

Os fungos que provocam a micose das unhas são regra geral adquiridos em áreas de ambientes húmidos e quentes, que são por si só ambientes propícios ao crescimento doe fungos, entre esses lugares estão os chuveiros, vestiários e piscinas publicas entre outros.

Transmissão e contágio:

O contacto com o fungo por si só não é suficiente para adquirir a micose, sendo necessário existir pequenas lesões entre a unha e a pele para que o fungo possa penetrar por baixo da unha e lá se alojar.
Outra hipótese de transmissão é a necessidade que a unha esteja exposta, de forma frequente a ambientes húmidos de forma a gerar a multiplicação do fungo.

Apesar de pouco comum, é possível que a micose da unha seja transmitida de uma pessoa para outra. Compartilhar material de cuidado das unhas (como limas, alicates ou até mesmo corta unhas), pode ser uma forma de transmissão.

Como tratar:

A onicomicose, é uma infeção difícil de tratar porque as unhas crescem de forma lenta e recebem pouco suprimento de sangue, e até muito pouco tempo, os medicamentos usados não eram muito eficientes levando a resultados pouco satisfatórios.
A boa notícia é que na última década os tratamentos melhoraram graças à introdução de medicamentos antifúngicos orais muito mais eficientes.
Estudos recentes mostram que medicamentos por via oral como Terbinafina e Itraconazol apresentam taxas de cura mais altas que a Griseofulvina e o Cetoconazol, as drogas mais usadas antigamente.

Depois de curada a micose da unha, é imperativo que o paciente tenha cuidado, a taxa de reinfecção chega muitas vezes aos 50%, portanto é necessário ter cuidado para evitar novos contágios por fungos.

 

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Youtube | Pinterest

21 comentários:

  1. Que é sempre bom ter umas boas dicas como essas, para podemos tratra da nossa unhas
    Muito obrigada pela visita volta sempre adorei
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  2. Desde fui na manicure fazer as unhas no fim doano estou com problemas, começou a crescer uma faixa branca logo no começo da unha e provavelmente vai cair :/ estou passando remédios pra cuidar, esse post veio em boa hora <3
    Beijos, Nada Produtiva ♥️♥️♥️

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito de ler. Gostei da sugestões!
    -
    Alma desassossegada...
    -
    Beijo, e uma excelente tarde!

    ResponderEliminar
  4. Um ótimo post. Gostei de saber.
    Abraço e saúde

    ResponderEliminar
  5. Não me fale(m) em fungos que me lembra um que tive há uns anos no dedo grande do pé esquerdo. Demorou meses a passar. Nunca tive grandes dores no pé, mas na alma, tive muitas. Já imaginava o pior...
    .
    Uma semana feliz. Cumprimentos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  6. Só faltou indicar um especialista ao dono
    da unha. O brasileiro já gosta de tomar
    remédio por conta própria, vai que...
    Beijos, Teresa. Ou seria Isabel?

    ResponderEliminar
  7. Informative post! Thanks for these tips!
    xoxo
    Lovely
    www.mynameislovely.com

    ResponderEliminar
  8. Bom conselho e informação muito boa
    que desconhecia Teresa

    Bom e belo dia com alegria e sorriso bonito
    Beijinhos '.~`)

    ResponderEliminar
  9. Achei muito interessante este teu texto e era ótimo que realmente esses medicamente fizessem milagres, infelizmente não é verdade. A minha mãe é esteticista há muitos anos e já viu milhares de micoses, inclusive já apanhou, e não só não cura a 100% como demora meses ou anos a melhorar pouquíssimo. Era ótimo que existissem efetivamente medicamentos milagrosos para isso, mas não me parece.

    ResponderEliminar

Instragam