Translate

sexta-feira, 27 de novembro de 2020

# casa de banho # crónica

Crónica | Tempo perdido na casa de banho

Quase nada vida é mais sagrado que o tempo perdido na casa de banho. Esse tempo é aproveitado por uns para verificar o telemóvel, jogar aquele jogo irritante que instalamos especificamente para o momento em que estamos a fazer o numero dois, ou então aproveitado para ler uma revista ou um livro, entre outras coisas que podem variar de acordo com a imaginação da pessoa.

Sim, o tempo passado no "trono" é sempre aproveitado para relaxar um pouco, e claro, como qualquer atividade que prevê o relaxamento, também esta, por vezes se estende por mais tempo do que seria suposto. Por isso fico seriamente irritada quando decidem cronometrar o meu tempo dedicado a esta atividade, com iluminações equipadas de temporizador que sem falarem nos gritam constantemente "vá rápido, ou vais ca*** às escuras!"

Tudo bem, eu entendo e ideia dos donos dos cafés em colocar temporizadores na luz e na água. Mas meus senhores, o tempo que colocam nos vossos temporizadores não é tempo suficiente para uma pessoa tratar dos seus assuntos pessoais com a sanita.

Quer dizer, já é constrangedor o suficiente ter que ir de emergência a uma casa de banho pública, mas ter que estar a dançar o malhão a meio de uma cólica torna tudo muito mais ridículo. Isto na melhor das hipóteses. A outra hipótese é ficares sentada na sanita, provavelmente numa posição nada confortável às escuras. Depois procuras o papel higiénico às escuras, limpas-te às escuras e enquanto isso, apesar de teres gesticulado como um palhaço no circo, a luz não acendeu porque afinal o sensor, não está para ai virado (literalmente).
Existem ainda questões de foro psicológico que devem ser analisadas, eu pessoalmente, acredito que, muita boa gente, assim que as luzes se apagam, imaginam logo uma mão a trepar as profundezas da sanita para lhes beliscar o rabinho. Deve ser assustador...
Mas sejamos sinceros, quando as luzes se apagam e ficamos a sós com sanita, fica na divisão uma sensação de vazio, em que só pensamos: e agora?!

(Nunca o "e agora?" fez tanto sentido).

 

De repente até parece que fica tudo em silêncio e só existimos nós e o WC, entramos em simbiose e deixamos nos ficar sentados, de calças para baixo, no escuro a pensar na vida (ou na me*** da vida).

Toda a gente devia de experimentar este momento de entrega e cegueira, em que nem o papel higiénico, conseguimos encontrar. Depois só pensamos como é que nos vamos salvar desta! Acreditem, a hipótese de não limpar o rabinho parece o fim do mundo, mas só dura uns segundos para o mortal comum, uma eternidade para quem está nesta situação.

Enquanto isso, pensamos “Será que alguém está a imaginar a figurinha que eu estou a fazer aqui?!”, e apesar de sabermos perfeitamente que não, é impossível não se ficar constrangido com a ideia de alguém saber a triste figura e o pânico que estamos a sentir, só porque fomos à casa de banho e ficamos às escuras.

Quem diria, até para ir à casa de banho requer ciência... E dá conteúdo para uma crónica!

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Youtube | Pinterest

18 comentários:

  1. O que me ri com a parte de dançar o malhão :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É realmente uma imagem que me surge sempre que isso me acontece!

      Eliminar
  2. Por acaso é um sítio onde não passo nem perco tempo 🤔😂

    ResponderEliminar
  3. Mas que boa e animada crónica Teresa '_~)
    e sim
    que âs vezes é mesmo assim.

    Beijinhos
    Bom fim de Semana com alegria
    bom dia
    que já temos neve no cimo da Serra
    e é mais fantasia
    mas, muto fria. brrrrrrrrrr

    ResponderEliminar
  4. Fizeste rir muito ahah
    beijinhos

    www.amarcadamarta.pt

    ResponderEliminar
  5. Hahahaha adorei :D Eu ca nao dispenso os meus momentos na casa de banho acompanhada... pelo meu filho e pelo meu gato :D
    Ah e ja nao lembro de dancar o malhao numa casa de banho publica :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito, se fores como eu ultimamente evitas ao máximo o tempo nas casas de banho publicas!

      Eliminar
  6. Só tu para fazeres rir com este tema, ahahah

    ResponderEliminar
  7. Essas casas de banho com temporizador dão-me uns nervos ter que abanar os braços para que a luz acenda novamente!! ahahah!!
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  8. Adorei a publicação! Fizeste-me rir muito!
    Confesso que é na casa de banho que costumo ter muitas ideias ahahaha

    ResponderEliminar

Instragam