Translate

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

# femme luxe # o que vestir

A moda é composta por versatilidade e pela coragem de cria o look

Gosto quando o destino me faz "tropeçar" em felizes coincidências. Existe algo de fantástico nas pequenas surpresas, nas boas notícias, ou até mesmo, naqueles pequenos acontecimentos que apesar de banais, se tornam especiais.
Comprar roupa é algo que faço com alguma frequência, apesar de estar a tentar reduzir os meus hábitos de consumo, faço-o mais do que devia, por isso aprendi apenas a ver, conhecer sites online e deixar-me levar por listas e listas de desejos. Também se tornou terapêutico para mim, escolher os modelos e partilhar as minhas escolhas aqui no blog. Quantas vezes, não deixo a minha imaginação voar e faço inúmeras listas de corset dress, vestidos de gala, sapatos, ou até mesmo de carteiras?

Tenho perfeita noção de que tanta oferta, com tantas lojas online, com influenceres a fazer as mais variadas divulgações, o consumo aumente. Se isso é mau? Claro que depende de pessoa para pessoa e do ponto de vista.
Se por um lado o consumo de roupa e acessórios online pode ser visto como algo que causa dependência e muitas vezes leva uma pessoa a gastar mais do que aquilo que pode, a verdade é que está em cada um de nós fazer compras responsáveis. A variedade de oferta e divulgação, para mim, só veio fortalecer a necessidade do conceito de "moda" sofrer mutações, e se adaptar às várias realidades. Por exemplo os black lace bodysuits que eram apenas usados como roupa interior (e muitas vezes víamos as mulheres negarem que os utilizavam), hoje em dia são usados como uma peça de roupa completamente normal, e são vistos como uma peça perfeita para vários eventos quando bem combinados com umas calças clássicas e um blazer.
Mas estou para aqui a falar de consumo consciente, quando eu própria muitas vezes me deixo cair em tentação. Por exemplo, recentemente conheci a loja online Femme Luxe, e apesar de não me identificar com muitos dos modelos que lá encontrei não resisti a três peças (que agora fazem parte do meu armário).
Já há bastante tempo que andava com vontade de me render às t-shirts com frases, e quando vi estas duas (uma preta, porque o preto será um clássico, e uma branca ideal para usar com gangas no verão) não resisti.
Além disso as frases estampadas nas t-shirts conseguem dar um up no visual e transmitir um pouco de mim, isto sim, é transformar uma peça de roupa normal em algo especial e diferente.

Já a túnica que estou a usar nestas fotografias, era comercializada como um vestido, como eu não sou uma forte adepta de vestidos curtos, mas adorei o modelo, decidi adapta-lo e usa-lo como uma túnica. Adoro usar este género de peças com skinny jeans e botas de cano alto. Sim eu sei que esta é uma tendência que já não está em destaque, mas continua a ser uma das minhas preferidas, para estar elegante e mesmo assim ter um visual casual.
O que eu pretendo dizer, é que nem sempre a moda é aquilo que as tendências ditam, por exemplo, a adaptação que eu fiz do vestido para túnica é a prova disso. O importante é estarmos bem, não só com aquilo que vestimos, mas acima de tudo com consciência de que não nos individuamos só para ter uma roupa bonita.
Um dos segredos para evitar também o consumo exagerado e muitas vezes supérfluo, passa também por saber escolher peças que possam ser adaptadas e usadas em vários conjuntos. Por exemplo com a t-shirt branca que escolhi, posso facilmente usar com uma saia preta, com umas calças de ganga ou até mesmo com umas calças clássicas. Três conjuntos com uma só t-shirt. Mas se este exemplo não é suficiente para vos convencer posso vos dizer que a t-shir preta pode não ser usada com as mesmas calças de ganga que referi em cima, mas também com a saia. Ou seja criar rotatividade nos visuais é o segredo, nunca devemos criar um matrimónio entre as peças que temos no nosso armário.
Na hora de tentar e de criar visuais únicos (mesmo para o dia-a-dia), não deve existir medo, caso contrario a maioria dos visuais que vimos por ai nunca teria existido. Lembrem-se que nunca iríamos usar minissaia ou calças de ganga se outras mulheres no passado não tivessem tido a coragem de arriscar e usar essas peças.

E vocês, o que é que mais gostam na moda?



Facebook Femme Luxe | Site Femme Luxe




Este texto foi pago ou patrocinado.



Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

18 comentários:

  1. Confesso que não acompanho as linhas da moda. Visto o que gosto ( e o que posso ) sem ligar a se está ou não na moda

    Fique feliz

    ResponderEliminar
  2. Sendo a moda tão versátil, é tão mais fácil adequarmos os nossos gostos às peças que existem. É mesmo uma questão de arriscarmos e de escolhermos o que nos faz sentir bem

    ResponderEliminar
  3. Eu acho muito legal essas camisetas com frases, dá para fazer vários looks.
    Big Beijos
    www.luluonthesky.com

    ResponderEliminar
  4. I don't follow fashion. Colour and comfort are important to me. I suppose I have my own style, which is probably a good thing.
    This summer I have leaned towards floaty dresses...

    ResponderEliminar
  5. Importa que nos sintamos bem!!!
    GOSTO das peças... Bj

    ResponderEliminar
  6. Eu acho que o importante é vestir o que gostamos e o que nos faz sentir bem! :)
    beijinhos

    www.amarcadamarta.pt

    ResponderEliminar
  7. Não sou muito de seguir tendências, mas tenho adorado usar coisas mais básicas

    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  8. E que ficam bem à Modelo
    ficam
    que a Primavera está a chegar
    e aos poucos
    o Verã0 acalorar, as nossas almas -,*)))))

    Bom fim de Semana pra vocês
    Beijinhos de aqui dos Calhaus-,`

    ResponderEliminar
  9. Eu confesso que raramente compro roupa, calçado ou acessórios, não sou a maior fã de compras e não tenho muita paciência para comprar online, então, só compro mesmo quando preciso de algo.

    ResponderEliminar

Instragam