quarta-feira, 17 de julho de 2019

Ninguém morre de amor

Quando no outro dia estava a escrever um post sobre como superar o fim de uma relação, e sobre como lidar com o fim de um grande amor, dei comigo a pensar que nunca tinha falado aqui abertamente sobre o meu divórcio e sobre como lidei com toda a situação.
A verdade é que eu lidei mesmo muito bem com o divórcio, e que a maneira como reagi perante a situação, foi diferente da maneira como reagi quando as minhas outras relações acabaram. Afinal de contas as experiências do passado serviram para eu perceber que ninguém morre de amor.
No dia 10 de junho de 2016 o meu ex-marido chegou a casa e disse que queria o divórcio. Assim do nada e sem motivo aparente. Como devem imaginar, fiquei sem chão. Lembro-me que comecei a chorar, mas não porque ele me estava a pedir o divórcio, eu estava a chorar porque não estava a compreender o motivo pelo qual ele estava a acabar com a nossa vida a dois.
Chorei depois de ele sair de casa e chorei enquanto fazia o meu saco e preparava a Becas para virmos para casa dos meus pais. Chorei com os meus pais e chorei essa noite sozinha. Dei a mim um prazo de 24 horas. Se durante esse tempo ele não me desse uma explicação credível para esta atitude então eu nunca mais o iria querer ver à frente.
No dia seguinte o meu despertador tocou, foi igualmente doloroso, porém ao ver a Becas ao meu lado e eu ver como os meus pais nos receberam, percebi que ia tudo correr bem, além disso agora tinha muitas coisas para fazer, não podia simplesmente ficar no sofá a chorar e a queixar-me da vida. Estava a ser burra, em chorar, afinal foi ele que me deixou e me magoou sem pensar duas vezes nos meus sentimentos, como é que eu poderia estar com uma pessoa que não pensei um único segundo em como eu me iria sentir? Neste momento soube que nunca mais o ia querer na minha vida.
Não chorei mais, nem quando a BFF me ligou, nem quando fechei a porta da nossa casa depois de ter tirado todas as minhas coisas. A realidade era dura, ele não me amava e eu não ia amar quem me magoava daquela maneira! Afinal de contas, ninguém morre de amor!
Por incrível que possa parecer, estes sentimentos não me magoavam, eram frios mas aconchegavam-me, e ao fim de dois dias sentia-me bem sem ele.
Não desabafei com muita gente, também não havia muito a dizer, mas sempre que podia ia sair com os meus amigos, queria manter o tempo ocupado, porque estava habituada a estar com uma pessoa e de repente tinha muito tempo livre que precisava de ser ocupado.
Três dias depois, estava a preparar o meu novo quarto em casa dos meus pais. Arrumar e construir um espaço meu deu-me liberdade e confiança. Como eu sempre disse, ninguém morre de amor, e a vida continua.

Quatro dias depois estava a dar os últimos retoques, na decoração do quarto, lembro-me particularmente desse dia porque estava a ouvir a "Dancing in the Dark" na rádio e quando dei por mim estava a cantar e a dançar, estava genuinamente feliz numa altura em que as pessoas pensavam que estava mal, e isso era tão irónico que só me dava vontade de rir. A prova de que ninguém morre de amor.
Sete dias depois percebi que ele me tinha eliminado do facebook, e acreditem, só descobri isso porque dei conta que me faltavam um vizinho no jogo "Cafeland".
Oito dias depois estava no cabeleireiro a mudar de look.
Ao nono dia era uma pessoa completamente nova e feliz. Afinal de contas, ninguém morre mesmo de amor!



Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

27 comentários:

  1. Mas ele deixou a Teresa sem dizer a razão? Assim? Sem mais? Há pessoas realmente estranhas.Nove dias parece um tempo record para superar uma tal surpresa. Não sei como conseguiu acomodar-se a um novo rumo de vida em tão pouco tempo, mas ainda bem que assim foi.

    ResponderEliminar
  2. Não se pode gostar de quem nos faz mal.
    Ainda bem que conseguiste reagir dessa maneira, assim sofreste menos.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Vida que segue... me lembro que de uma hora para outra você deixou de falar no `Príncipe (assim você se referia a ele..lembra-se??).
    E foi um susto para mim...
    Vida que segue... e que VOCÊ seja feliz, como está sendo!!!!!
    Ele perdeu uma mulher linda...linda.. que o amava!!!
    Ele que se foda!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tive que me rir com este comentário, mas também tenho que concordar com as tuas palavras!

      Eliminar
  4. Como uma pessoa deixa o outro sem ter uma razão para dizer? Mas como sempre digo a vida segue em frente mesmo que custe
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  5. Quando as pessoas não nos tratam bem, ainda que custe, temos que arranjar forças para as eliminar da nossa vida!

    ResponderEliminar
  6. ótimo post!
    bjs

    http://www.pinkbelezura.com/

    ResponderEliminar
  7. Boa noite!
    Hoje senti saudade de visitar os amigos e as amigas blogueiras. Ando um pouco afastada das visitas, a saúde não anda muito legal, mas com fé em Deus estou superando. Nada grave, só a tendinite que me prejudica teclar.

    Certo dia,
    Passou uma criança e achou que aquela flor era parecida com ela: bonita, mas sozinha.
    Decidiu voltar todos os dias.
    Um dia regou, outro dia trouxe terra, outro dia podou, depois fez um canteiro, colocou adubo...
    Um mês depois, lá onde tinha só pedras e uma flor, havia um jardim!..."

    Assim se cultiva uma amizade
    E como nem sempre a distância nos
    permite cultivar as amizades como gostaríamos, espero que esta mensagem possa ser um pouquinho de adubo, para que a nossa amizade nunca morra por falta de cultivo.
    Parabéns pelo post, sempre com bom gosto e criatividade.
    Tenha um fim de semana feliz e abençoado. Beijo no coração.


    ResponderEliminar
  8. Sorry to hear about your divorce. I hope you're okay.

    www.fashionradi.com

    ResponderEliminar
  9. Também passei por um processo de divórcio e sei bem... o quão gostoso é dar a volta!!! Bj

    ResponderEliminar
  10. Nada melhor que pensamentos positivos e dar a volta à situação sem stress o que não é fácil, aproveito para desejar a continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  11. Por vezes é bem melhor estar sozinha que viver (de aparência) Nunca chegaste a saber o porquê?

    Hoje:- Afastam-se as nuvens do céu azul.

    Bjos
    Votos de uma óptima Quinta - Feira.

    ResponderEliminar
  12. Adorei este post e é verdade ninguém morre de amor

    ResponderEliminar
  13. Muito estranho! Eu quereria saber a razão, pelo menos acho que sim, isso é algo muito esquisito.

    ResponderEliminar
  14. Claro que nao... o que nao nos mata torna-nos mais fortes ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. É óptimo que assim tenha sido, mas parece-me estranho que 9 dias tenham sido o suficiente para ficares bem. Nem toda a gente leva o mesmo tempo, nem reage da mesma maneira, mas... superar o fim de uma relação requer tempo. Ainda que esses dias tenham sido suficientes para aceitar esse recomeço, custa-me a crer que ao 9º dia estivesses feliz da vida como se nada se tivesse passado, como se não tivesses mudado toda a tua vida, como se não tivesses sido magoada.

    ResponderEliminar

loading...