sábado, 20 de abril de 2019

# Capítulo # tinha tudo para correr mal

Tinha tudo para correr mal (32º Capítulo)

Tenho que agradecer do fundo do coração a todas as pessoas que semana após semana tem feito os seus comentário e me tem dado um feedback através de vários meios.
Entretanto e porque estamos numa época festiva, preparei um capitulo especial, espero que gostem.
"Todos os anos pela páscoa é a mesma coisa. Mais uma tradição destes gajos malucos que obviamente não tinham com que se entreter quando eram novos. A tradição de pascoa desta malta é nada mais, nada menos que a "caça ao ovo", mas claro que nunca caçamos ovos, o ano passado em casa do Artur a cesta dos ovos tinha cervejas, à dois anos em casa do Ivo e da Ana a cesta tinha dinheiro (sortuda da Carlota que a encontrou), e à três anos foi em casa da Joana e na cesta estavam raspadinhas (que eu encontrei mas onde só tive 200€ que gastei num jantar para a malta toda).
Este ano o desafio é em casa da Eduarda e já estamos todos prontos para a aventura.
- Todos nós já sabemos as regras do jogo, mas como anfitriã tenho que vos relembrar que todas as divisões abertas podem ser inspecionadas, os armários e gavetas podem abertos, mas o que desarrumarem devem arrumar, o que partirem ou estragarem pagam! - Diz a Eduarda num tom militar tão típico dos anfitriões deste desafio. - Caso duas pessoas encontrem a cesta ao mesmo tempo, o prémio é dividido por ambos. Qualquer tipo de batotas, faltas ou agressões são penalizadas e avaliadas por mim e podem levar à expulsão do desafio. Dito isto, que comecem os jogos!
Não sei porque motivos mas os anfitriões assobiam sempre para dar início ao jogo e depois sentam-se calmamente no sofá a rirem-se dos outros desgraçados que feitos loucos, tal como eu estou a fazer agora, procuram um cesto que promete ser original, valioso e saboroso.
- Aposto que ela escondeu no quarto. - Grita a Ana saindo a correr para o quarto.
- Óbvio! - Grita o Artur indo para a cozinha.
E pronto, do nada, a caça ao ovo torna-se uma confusão com pessoas a entrar e a sair das divisões, a abrir e a fechar os armários e com a Eduarda a rir às gargalhadas sentada no sofá.
Eu fiz a minha aposta na sala, ando a ver por baixo dos armários, por baixo da mesa de jantar, e em qualquer canto que possa funcionar como esconderijo.
Meia hora depois decido mudar de divisão, e eis que a vejo... Estava ali o tempo todo e deve ser a solução para este enigma: Uma porta fechada.
Corro para ela e quando rodo o puxador percebo que está fechada. Agora que penso nisso, nunca vi esta porta aberta.
- E esta divisão? - Pergunto.
- Essa divisão está interdita! - Responde a Eduarda calmamente - Não está ai a cesta.
- Mas não era suposto estar a casa toda disponível? - Confesso que estou admirado, nunca tivemos uma divisão "interdita".
- Uma das condições para se fazer a caça ao ovo em casa da Edu é existir uma divisão interdita. Sempre foi e sempre será... - Explica o Artur.
- E ninguém está curioso sobre o que está lá dentro? - Estou confuso e curioso.
- Confesso que sempre tive curiosidade de saber o que está ali dentro. - Concorda a Carlota fitando a amiga que nos observa do seu lugar no sofá.
- Estão a dizer-me que nunca ninguém entrou ali??? - Pergunta agora o Ivo igualmente curioso.
- Eu não entrei. - Afirma a Ana.
- Se vocês não entraram eu muito menos! - Acrescenta a Joana que entretanto deixou a caça ao ovo para se juntar a nós.
- Que segredos escondes tu Edu!? - Pergunta o Artur.
- Tantos anos a visitarem-me e nunca ninguém me perguntou nada sobre essa porta! É uma divisão minha, e que ninguém sabe o que tem!
- Nem o Duarte? - Pergunta a Carlota, a Eduarda solta um suspiro é óbvio que se nem a Ana e o Artur sabem aquele idiota muito menos.
- Nem o meu ex-marido!
- Isso pode ter sido um motivo para o divórcio! - Diz a Joana rindo.
- Será que ela tem pornografia escondida? - Pergunto olhando para eles e para a porta.
- Não me parece, acredito mais que seja uma coleção rara... - Responde a Ana.
- Se fosse uma coleção ela não a fechava, exibi-a com orgulho. - Acrescenta o Artur - Edu!!! Não me digas que tens gostos sexuais duvidosos tipo "50 sombras e grey" e escondes tudo aqui!
- Faz todo o sentido! Por isso é que nenhum dos meus namorados ai entrou! - Responde ela com o seu sarcasmo.
Ficamos a olhar uns para os outros e de um momento para o outro ninguém quer procurar a cesta dos ovos, mas sim descobrir o que está dentro desta porta misteriosa.
- Vamos fazer assim! - Diz a Eduarda levantando-se de um salto. - Cada um pode dar um palpite sobre o que está atrás da porta, se acertarem, não só abro a porta e vos deixo ver, como vos digo onde está a cesta dos ovos.
Desafio aceite.
- Aposto que tens ali dentro roupas estranhas que gostas de usar em momentos estranhos! - Diz a Joana fazendo com que todos se rissem.
- Tens ali cenas de sadomasoquismo! - Acrescenta o Ivo super orgulhoso do seu palpite.
- Uma coleção de livros ou peças de arte! - Diz o Artur sabiamente.
- Coisas roubadas! - Grita a Carlota e ficamos todos a olhar para ela. - O que foi, para estar fechado ou é importante ou é sério, se eu fosse cleptomaníaca, iria esconder as coisas que roubasse...
Acho que faz sentido.
- Será que tens ali dentro a tua coleção de bonecas? - Pergunta a Ana.
Eu nem consigo a imaginara a Eduarda criança, quanto mais a brincar com bonecas.
- Eu pessoalmente acho que é pornografia! - Termino.
Depois de um pequeno debate sobre as ideias de cada um, olhamos atentamente para Eduarda que está a chorar de tanto se rir à nossa custa.
- Meus caros, nenhum de vocês, acertou... Aliás todos vocês estão a léguas de acertar. Por isso ou abrem os olhos e procuram a cesta ou o desafio acaba aqui.
- Mas onde raio está a cesta, já procuramos tudo e nem sinais da cesta! - Queixa-se a Carlota.
- A cesta esteve a "ver-vos" este tempo todo! Está a rir-se de vocês! - Termina a Eduarda, começamos a olhar em volta, pois sendo assim a cesta está nesta divisão.
- Mas... - Começa a Joana olhando para o teto.
Eis que encaixada no suporte do candeeiro está a cesta. Ajudo a Joana a chegar-lhe a tirar a cesta do seu esconderijo.
Mal podemos esperar para ver que está lá dentro!
- EDU!!! - Gritamos quase todos em uníssono.
Dentro da cesta estão literalmente ovos. Ovos de galinha, de codorniz e uns ovos um pouco maiores que, suponho serem de peru.
- A ideia da cesta é que os prémios sejam coisas boas! - Reclama o Ivo amuando.
- Vocês são pobres e mal-agradecidos. Andei eu a comprar bifes dos melhores a descascar batatas para fritar para fazermos um jantar daqueles memoráveis e vocês agradecem assim?
Desatamos a rir, afinal de contas os ovos eram apenas uma parte de um prémio maior."

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

12 comentários:

  1. Um capítulo muito interessante. Gostei.
    Abraço e boa Páscoa.

    ResponderEliminar
  2. Boa Pascoa :)
    Beijinhos
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  3. Agora fiquei curiosa com o que está dentro da tal divisão fechada.

    ResponderEliminar
  4. Dia de Páscoa, unem-se os afectos
    Vive-se o amor, a liberdade, a ressurreição
    Liberta-se a alma das tristezas e desertos
    Que se transportam no coração
    ~~
    Que o tempo seja sempre mote de reflexão
    Que nos corações de todos haja renovação
    E que permaneça para sempre o bem estar

    Em nome de ambos, desejamos que passem uma óptima Páscoa
    Que a o Senhor seja Louvado.
    Bjos

    ResponderEliminar
  5. Ui, o que é que será que está escondido nessa divisão interdita? Fiquei super curiosa!
    Claro que com a Eduarda a cesta tinha que ser brilhante ahahah

    ResponderEliminar
  6. Caro leitor,

    com profundo apreço pelas suas visitas e comentários, convidamos-o a ler o capítulo 13 do nosso conto escrito a várias mãos "Ecos de Mentes". Desta vez, com Rosa Santos a interpretar a personagem Ilda.

    Votos de excelente semana.
    Saudações literárias!

    ResponderEliminar
  7. Estou super curiosa, para saber o que esconderá essa porta!
    Mais um capítulo, que adorei ler!
    Não consegui chegar aqui a tempo da Páscoa... mas espero que a tenhas passado de uma forma muito feliz, na companhia dos que te são mais queridos!...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

Instragam