sábado, 13 de abril de 2019

# Capítulo # tinha tudo para correr mal

Tinha tudo para correr mal (31º Capítulo)

Estou muito feliz com o feedback positivo que tenho recebido por parte dos leitores. Parece que o Rodrigo enquanto narrador está a começar a ser bem recebido e as pessoas começam a ficar curiosas...
"- Posso usar o teu computador? - Pergunta-me a Joana durante o pequeno-almoço - Preciso de enviar um e-mail para o laboratório e estou a ficar sem bateria no telemóvel.
- Sim claro. - Digo apontando para o portátil abandonado no outro canto da mesa da sala. Começo a pegar nas chávenas e pratos vazios. - Eu vou arrumando isto, está à vontade.
- Obrigada. - Sorri ela puxando o equipamento para si.
Passamos a noite, sentados no sofá embrulhados numa manta a ver filmes. Depois fomos dormir. Apenas dormir! Nunca nenhuma mulher passou comigo a noite só para ver filmes e dormir, mas o mais estranho é que nem pensei em sexo. Claro que de manhã a conversa já foi outra, mas vá alguém me dê um desconto, sou homem está bem?
Quase que atiro a loiça para dentro da máquina de lavar. É por causa de momentos como este que eu acho que a máquina foi um dos meus melhores investimentos. Ela lava enquanto eu passo tempo de qualidade com a minha ruiva.
Controlo-me para não ir a correr para a sala, mas quando chego à porta percebo pela expressão da Joana que teria sido boa ideia ter ficado na cozinha e lavado a loiça toda à mão.
- O que foi? Problemas?
Ela não me responde, apenas vira o computador na minha direção e assustado vejo que ontem à noite me esqueci de apagar ou de enviar (ainda não me tinha decido sobre isso), o e-mail para a Agente.
- Quem é ela? - Pergunta a Joana com voz baixa.
- É a Agente... Vocês ontem estavam a falar dela no café... Aliás toda a gente fala dela! - Respondo.
- Eu sei que o e-mail é para a Agente, sei ler o destinatário. - Ela fala como se tivesse um nó na garganta, coloca as mãos sobre as pernas. - Quem é a mulher que... - Ela vira o computador para si, e atira-me as minhas próprias palavras - "mexe comigo, invade os meus pensamentos dias e noite e nunca me deixa totalmente satisfeito porque quero sempre mais"?
- Joana, não estás a perceber... - Digo aproximando-me dela, mas os olhos dela mudaram, estão tristes e ao mesmo tempo chateados.
- Estou a perceber muito bem... Andas a dormir comigo para descomprimir os teus desejos por outra!
O quê??? Ela não percebeu que estava a falar dela em cada uma das palavras? 
- Muito pelo contrário... - É a única coisa que consigo dizer sem me engasgar.
- Claro, é óbvio que este e-mail é sobre mim... Estamos juntos há quanto tempo? Três meses? E estás completamente apaixonado por mim, quando eu sei que desde o primeiro dia que me conheceste só me querias levar para a cama. - Atira ela com uma fúria estranha, levantou-se e se me tento aproximar ela começa a andar na direção oposta.
- Tecnicamente falta uma semana para fazer quatro meses que estamos juntos.
Ela olha-me surpreendida, a sério que ela não contava os dias, desde a nossa primeira vez juntos?
- Isto que disseste é sobre mim? 
- Todas as palavras, não enviei porque por muito que eu fizesse um esforço para me explicar, nenhum dos textos que fiz parecia explicar o quanto mexes comigo.
- Porque é que não falaste comigo? Porque é que ias mandar um e-mail para perfeita estranha...
- Porque ninguém acredita que eu posso realmente estar apaixonado! 
- Ninguém?
- Pelo menos a Eduarda não acredita, e sinceramente nem eu acredito. Nunca estive apaixonado, nunca me senti assim.
- Contaste à Eduarda sobre nós? 
- Ela descobriu, sabes que ela sabe tudo, parece bruxa!
- Não sei o que pensar! - Diz ela sentando-se no sofá.
Neste momento as palavras da Eduarda, acertam-me em cheio "vocês vão se envolver, vão criar sentimentos e quando a novidade passar, o nosso grupo de amigos vai se quebrar porque vocês não souberam separar as coisas".
- Desculpa, não era suposto eu ter-me deixado levar pelos sentimentos, mas por favor, podemos voltar a ser apenas amigos, não me parece justo que o nosso grupo fique desfeito porque eu sou idiota.
- És mesmo idiota. - Diz ela levantando-se e fitando-me.
Tem toda a razão.
- Sou um perfeito idiota! Nunca devia... Quer dizer... As coisas estavam bem como estavam... Mas tasse bem, por mim fica tudo esquecido.
- Queres mesmo esquecer?
- Se isso não estragar a nossa amizade... A de todos nós...
Ela chama-me idiota e afasta-se para o quarto, quando lá chego, ela está a tirar o pijama e a vestir-se. 
Pronto, perdi-a para sempre, e neste momento só sinto o meu peito a ficar vazio. Não a quero fora da minha vida, preciso dela, mas não posso estar com ela quando estou irremediavelmente apaixonado por ela.
- Sabes uma coisa? - Pergunta-me ela aproximando-se de mim já vestida.
Limito-me a abanar a cabeça como o idiota que sou.
- Não sei se te ame, ou se te odeie.
Agora sim, estou confuso. Sou um idiota confuso!
- Não sei se te ame, pelas palavras que escreveste sobre mim, se te odeie por me deixares ir só para não estragares a amizade do nosso grupo. 
Estou cada vez mais confuso, mas afinal ela ama-me ou odeia-me?
Ela sorri.
- Rodrigo nunca pensei que fosses altruísta ao ponto de abdicares do amor com medo de estragares a amizade.
- Se não sentes o mesmo por mim que eu sinto por ti, então sinceramente não vale a pena estragar a amizade.
- Sabes porque é que és um grande idiota?
Apetece-me responder "porque tu já o disseste várias vezes só hoje".
- Porque, tiraste as conclusões todas sozinho, e nem paraste para me perguntar o que sinto por ti!
- Nunca te irias apaixonar como um gajo como eu... Somos completamente diferentes... 
- Estás enganado...
Estou?
- Eu também sinto algo por ti, apenas não me deixei levar pelos sentimentos porque sempre achei que para ti isto que havia entre nós era só química. Ontem à noite percebi que não!
Ela está a dizer aquilo que estou a ouvir, ou eu já desmaiei e estou a ter uma alucinação esquisita?
- Não sei o que dizer! - Digo.
- Nem eu, mas um convite para almoçar era boa ideia. Mas vamos jantar a algum lado, estou cansada de me esconder para estar contigo!"


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

10 comentários:

Instragam