Translate

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

# pessoa # primeira pessoa

Uma questão social

Se por um lado o post "Uma questão de peso" foi um post que foi bem recebido e gerou muitas mensagens de apoio e de força, o post "Uma questão de vergonha" que surgiu no seguimento do primeiro post gerou alguma controvérsia, não só por alguns comentários, mas também alguns e-mails que recebi (não sei se da mesma pessoa, mas também não importa).
O que a pessoa basicamente dizia era que se eu tinha vergonha de me despir à frente o meu marido, então o divórcio era óbvio porque eu não o estava a satisfazer.
Ora bem, até é provável que essa pessoa tenha razão, e essa é uma dúvida que me atormenta pois acabo por me sentir o rastilho de uma bomba que explodiu. Contudo, a verdade é que ainda bem que a bomba explodiu se o motivo foi esse. A vida de um casal não se pode focar só na questão sexual. Se o o sexo é importante num relacionamento? Claro que sim. Mas acima do sexo (pelo menos para mim) está o respeito, a amizade a compreensão. Só um sádico iria querer estar casado com uma pessoa que de forma egoísta não compreendia o mal que fazia à outra só para satisfazer as suas necessidades.


Quando comecei a fazer esta série de posts, era primeiro para mostrar que nem sempre é fácil lidar com estas questões e dar o meu testemunho para ajudar quem sabe alguém que esteja a passar pelo mesmo. Este comentário, só serviu para provar onde eu queria chegar. Socialmente as pessoas são más, julgam as suas verdades universais, e atacam as pessoas de uma forma infantil e vil.
Será que a pessoa que sugeriu que o meu marido me deixou porque eu não me conseguia despir durante o sexo porque tinha vergonha do meu corpo, tem noção das palavras que disse e do impacto que isso teria em mim se me tivesse mandado esse e-mail há um ano atrás?
Pois bem eu vou dizer a essa e a outras pessoas, um e-mail desse calibre, para uma pessoa fragilizada e magoada comigo mesma com eu estava, tinha destruído a minha fraca autoestima, tinha estragado todo o trabalho que tenho vindo a fazer à dois anos, tinha anulado completamente o orgulho que tinha nos meus progressos porque simplesmente me ia lembrar que fui eu, por estar gorda que tinha estragado tudo.


Deixo aqui um alerta a todas as pessoas, pensem antes de fazer comentários sobre aquilo que não sabem, não sabem que facas estão a lançar e onde é que elas vão acertar. Se não sabem o que dizer fiquem calados, é por mentes "iluminadas" como esta que me mandou o e-mail que eu cheguei ao ponto de me odiar. Felizmente esses dias negros já acabaram para mim.

Espero que com este "caso prático" ter mostrado mais um pouco sobre as pessoas podem ser más e apontar dedos facilmente. Não quero ser motivo de pena, quero ser um exemplo de força para outras pessoas que estão a passar pelo que eu passei.

Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

18 comentários:

  1. Devemos-nos de aceitar como somos. É sempre com ler testemunhos como o teu. Obrigada. És linda :))

    Hoje:- És o fogo que arde no meu corpo desnudado

    Bjos
    Votos de uma óptima Sexta-Feira.

    ResponderEliminar
  2. Acho que alguns usam do anonimato ou perfil fake para ferir o próximo! São ruins e infelizes e não aceitam que o próximo possa ter luz própria! Sei que comentários/e-mails assim machucam, nos tiram a paz mas é preciso compreender que não vale a pena darmos ao outro o poder de nos ferir! Precisamos aprender a olhar além e compreender que quem age assim é doente e precisa de cura!
    Continue as suas postagens... Elas são rica fonte de inspiração e ajuda para muitas pessoas! Lembre-se a cada um será dado de acordo com a sua plantação!
    Um abraço carinhoso

    ResponderEliminar
  3. Se não nos aceitarmos... não seremos felizes em circunstância alguma e quanto aos comentários são opiniões e temos o direito de não concordar!!!
    Não se chateie com isso pois já vi que é uma mulher de fibra!!! Bom fim_de_semana!

    ResponderEliminar
  4. Queridos amigos leitores,

    convidamos-vos a ler o capítulo 6 do nosso conto escrito a várias mãos "Ecos de Mentes". Esta semana, pela Cristina Torrão interpretando Amélia.

    Com votos de excelente fim-de-semana,
    saudações literárias!

    ResponderEliminar
  5. Olá Teresa
    Só pode ter sido um anormal, ainda bem que tiveste força suficiente para ultrapassar isso.
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  6. Adorei o teu texto, acho que diz muito em poucas palavras. Infelizmente ainda há muita gente com mentalidades pequenas e fechadas e que se acham no direito de dizer o que bem querem e lhes apetece sem terem a noção do mal que isso pode trazer às outras pessoas, por isso, acho que mais vale mesmo é não ligares e seguires com a tua vida, que gente assim não vale a pena!

    ResponderEliminar
  7. E és um exemplo de força, sim!
    Esse tipo de comentário é que é merecedor de vergonha, enfim!

    Temos de nos amar como somos <3

    Um beijinho,
    MESSY GAZING

    ResponderEliminar
  8. O importante é aceitar-mo-nos como somos! :) As pessoas são más! Esse tipo de atitude só mostra que anda muito frustado/a... enfim...
    beijinhos

    www.amarcadamarta.pt

    ResponderEliminar
  9. Infelizmente, há pessoas muito cruéis, por isso, estão pouco importadas com a forma como as suas palavras podem afetar os outros. E é tão triste que seja assim :/

    ResponderEliminar
  10. Dessa bomba que rebentou,
    não te acertaram os fragmentos
    porque nem tudo o vento levou
    fica bem com os teus pensamentos!

    Boa noite, bons sonhos e bom fim de semana. Tem cuidado com as bombas, não de guerra, de Carnaval?

    ResponderEliminar
  11. mt bom vc dividir isso conosco, o mais importante é nos amarmos e nos aceitarmos em primeiro lugar

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderEliminar
  12. O que importa é conviveres bem contigo mesma... e não com a opinião de quem mal te conhece...
    Uma coisa é certa... são estas situações que ultrapassadas, nos fazem mais fortes... e não me refiro ao peso!... :-))
    A crítica... espreita em todo o lado... a propósito de qualquer coisa... por isso... deixa falar... quem não sabe do que fala... como diz, o meu idolatrado Pinto da Costa, dirigente do meu FCP, clube do meu coração... "Os cães ladram... e a caravana passa... "
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  13. Eu já sou um pouco mais direto sobre essa questão de apontarem os dedos: digo logo que podem fazer coisas mais interessantes com seus próprios dedos! Hehe. Mas sim, essa é uma questão muito chata, convém olharmo-nos no espelho antes de sairmos por aí julgando quem quer que seja. Certas questões são muito pessoais, subjetivas, não cabe aos outros achar o que é melhor para nós mesmos. Um abraço!

    ResponderEliminar
  14. Infelizmente a net é um poço sem fundo de gente idiota sempre pronta a atacar os outros...

    ResponderEliminar
  15. A serio que existem pessoas que sao capazes de dizer estas barbaridades? Sexo é importante sim, mas nao é tudo... enfim. A emlhor resposta para essas pessoas é o desprezo. Eu sei q é dificil ficar indiferente, acredita. Tambem ja ouvi muita coisa ruim de pessoas proximas que hoje estao a passar pelo que me disseram em relacao ao aspecto fisico... incrivel como o karma nao deixa passar nada ;)
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  16. O melhor é ignorar, essas pessoas é que são dignas de dó.
    Se o teu marido te deixou por isso, não te merecia.
    Beijinho e cabeça erguida.

    ResponderEliminar
  17. As pessoas através do anonimato conseguem ser muito más, mas cara a cara nunca o diriam! Quem não tem nada de simpático para dizer o melhor é estar calado! Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  18. Se não estamos felizes por algum motivo devemos tentar mudar mas sempre por nós nunca pelo que os outros dizem ou pensam, mas para conseguirmos pensar assim temos de estar conscientemente bem e isso por variadíssimas razões nem sempre acontece e ao mínimo apontar de dedo tudo quebra, há que ter força para seguir em frente e para ignorar o que faz mal. Bjs

    ResponderEliminar

Instragam