Translate

domingo, 13 de janeiro de 2019

# feijão # guest post

Guest Post: Recordar é viver!

"Antes agradeço à Teresa o convite e tendo o blog no nome “memória” porque não falar delas,  recuando à infância.

Fui criado pelos meus avós no campo.
Quando lá dormia, a rotina matinal era dar as “sopas” ao cão – café, leite e pão. Um pequeno almoço muito reforçado, que de pequeno não tinha nada.
Depois, dar o pasto aos coelhos, milho às galinhas e a meio da manhã, mal se ouvia os primeiros carcarejares, ir a correr com uma cesta aos esconderijos. Os ovos tinham de ser colhidos antes que as galinhas marotas os comessem. Lembro-me de se lhes cortar o bico e dar casca de ostra como prevenção.
 A apanha das couves era uma das coisas mais engraçadas de se fazer e de ouvir o “plic” das folhas a serem cortadas.
Para entreter, a avó destinou-me uma tira do quintal, o qual intitulou o “teu campo”. A minha missão seria cultivar aquele pedacinho. A variedade era naturalmente a que a minha avó plantava, foi ela quem deu as primeiras sementes. Essencialmente salsa, couves, favas e feijão. Até direito a uma mini-enxada tive. No entanto, marquei a diferença ao experimentar diferentes variedades de feijão, com pequenos feijoeiros que ia trazendo no “feijão ao peso” da feira de Espinho. O mais excentrico era o feijão-burro pela sua dimensão e altura com que cresce. E assim, comecei a vender-lhe e à minha mãe os produtos que de lá saíam. À distância, admiro a minha veia empreendedora
Na altura não havia playstation, muito menos telemovel ou tablets.
A vida era simples, feliz, despreocupada. Hoje as hortas urbanas (assim são chamadas) mais do que auto sustento, são encaradas como uma terapia para o stress.
Diz-se que recordar é viver!"



Muito obrigada Último pela tua colaboração, foi um prazer receber-te aqui no meu cantinho.


Acompanhem as novidades através do Facebook | Instagram | Twitter |

37 comentários:

  1. Este relato trouxe-me à memória a minha infância, onde também havia o quintal na casa dos avós, as galinhas, os coelhos, a horta,...
    Que bom termos tido essas vivências, sinto-me feliz por isso!
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem foi criado pelos avós, consegue sentir estas experiências, que nos tornam mais felizes e mais preparados :)
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Que texto bacana. É tão bom recordar alguns momentos né? São únicos e especiais.
    Arrasou.

    Beijos,

    www.nossoglamour.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado. :)
      Sobretudo bons momentos, que nos revigoram de pensar na sua inocência e simplicidade.
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Há memórias que nos acompanham para sempre, deixando-nos próximos de momentos e pessoas que nos fizeram tão bem

    ResponderEliminar
  4. Sempre me lembro de dias como estes em que não haviam tecnologias...

    www.nicenessbeauty.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antigamente não havia redes sociais, nem telemoveis e as crianças brincavam umas com as outras, andavam no meio dos animais e do campo e eram felizes :)

      Eliminar
  5. As memórias ficam para sempre!
    Boa semana,
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  6. Recordar faz tão bem! :D
    beijinhos

    www.amarcadamarta.pt

    ResponderEliminar
  7. Identifiquei-me totalmente com este post pois parte da minha infância também foi assim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem cresceu com os avós e no campo, fica com estas memórias maravilhosas que nos acompanham durante a nossa vida :)

      Eliminar
  8. Eu queria morar no campo. A calma e a serenidade devem ser visíveis.
    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os cheiros, os sons, as memórias, a inocência, a naturalidade do dia-a-dia e da evolução normal das coisas não nos deixam indiferentes ao longo da nossa vida :)

      Eliminar
  9. Memorias boas :) Tambem tenho algumas parecidas :)
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  10. Momentos bons que marcam para sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acompanham-nos ao longo da nossa vida e molda a nossa personalidade.

      Eliminar
  11. faz-me lembrar quando estava nos açores, adorei. mas as galinhas comiam os ovos???

    ResponderEliminar
  12. Bons tempos, longe de tudo o que é digital... :-\

    ResponderEliminar
  13. Muita gente tem episódios como este nas suas infâncias.
    Aqueles que tiveram essa sorte não esquecem o que viveram.

    ResponderEliminar

Instragam